Falta de chuvas afeta abastecimento de água em São Paulo

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/imagens-do-dia/2014/02/04/falta-de-chuvas-afeta-abastecimento-de-agua-em-sao-paulo.htm
  • totalImagens: 123
  • fotoInicial: 120
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20140204193448
    • Racionamento de água [73972]; Seca [36548]; aplicativo notícias [55626]; Falta de água [74523];
Fotos
30.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista (SP) e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Moacyr Lopes Junior/Folhapress Mais
31.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Rahel Patrasso/Xinhua Mais
4.fev.2014 - Reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas. Nesta terça-feira (4), o sistema está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo Mais
30.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com nível de água baixo e com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista (SP) e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Nacho Doce/Reuters Mais
30.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista (SP) e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Nacho Doce/Reuters Mais
30.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista (SP) e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Nacho Doce/Reuters Mais
30.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista (SP) e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Nacho Doce/Reuters Mais
30.jan.2014 - Represa Jaguari, que integra o Sistema da Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) fica com solo seco e rachado devido à falta de chuvas no Estado. O reservatório fica em Bragança Paulista (SP) e é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas Nacho Doce/Reuters Mais
4.fev.2014 - Morador atravessa rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4). Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Pato morto é encontrado nas margens do rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4). Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4), está com nível de água reduzido, devido à falta de chuvas no Estado. Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4), está com nível de água reduzido, devido à falta de chuvas no Estado. Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4), está com nível de água reduzido, devido à falta de chuvas no Estado. Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4), está com nível de água reduzido, devido à falta de chuvas no Estado. Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4), está com nível de água reduzido, devido à falta de chuvas no Estado. Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
4.fev.2014 - Rio Atibaia, na região de Campinas, interior de São Paulo, nesta terça-feira (4), está com nível de água reduzido, devido à falta de chuvas no Estado. Sem chuvas, o reservatório do Sistema Cantareira da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que é o principal fornecedor de água para a capital e regulador da vazão dos mais importantes rios da região de Campinas, está operando com apenas 22% da capacidade total. O nível de água é o mais crítico dos últimos 39 anos e forçou cidades do interior a adotar medidas de racionamento de água Denny Cesare/Futurapress/Estadão Conteúdo Mais
9.fev.2014 - Represa Jaguari, que faz parte do Sistema Cantareira, em Jacareí, São Paulo, está mais de oito metros abaixo do seu nível de vazão devido à falta de chuvas Mario Ângelo/Sigmapress/Estadão Conteúdo Mais
9.fev.2014 - Represa Jaguari, que faz parte do Sistema Cantareira, em Jacarei, São Paulo, que está mais de oito metros abaixo do seu nível de vazão devido à falta de chuvas Nilton Cardin/Sigmapress/Estadão Conteúdo Mais
14.fev.2014 - Rio Jacareí, na região de Joanópolis, em São Paulo, foi fotografado nesta sexta-feira (14) com o nível muito abaixo do normal. Apesar das fortes chuvas que atingiram o Estado nessa quinta (13), o volume de água não foi suficiente para melhorar os níveis do sistema Cantareira, um dos responsáveis pelo abastecimento da cidade de São Paulo. Segundo a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), choveu 1,4 milímetro sobre os reservatórios. O sistema atingiu nesta sexta-feira o menor nível desde 1974, ano em que foi criado: 18,7% Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
19.fev.2014 - Represa de Bragança Paulista, no interior de São Paulo. O índice que mede a capacidade das reservas de água do Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo ao cair para 18,2%. Após o final de semana chuvoso, o tempo seco voltou a predominar na região do sistema, que fica na divisa entre São Paulo e Minas Gerais Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
6.mar.2014 - A estiagem que afeta o Estado de São Paulo restringe a movimentação na hidrovia Tietê-Paraná, administrada em São Paulo pelo Departamento Hidroviário do Estado. A foto foi feita nesta quinta-feira (6), em trecho da hidrovia próximo a Pederneiras no interior de São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, as barcaças que navegam pelo rio estão trafegando com apenas 2/3 da sua capacidade, ou seja, apenas 4.000 toneladas de carga, em vez das 6.000 toneladas, que é a capacidade normal. O restante está sendo conduzido pela rodovia, o que significa 133 caminhões a mais por dia nas estradas. A pasta ainda informa que a hidrovia está operando com o calado (espaço ocupado pela embarcação dentro da água) de 2,25 m. O nível mínimo é de 2,2 m João Rosan/Jornal da Cidade de Bauru Mais
6.mar.2014 - A estiagem que afeta o Estado de São Paulo restringe a movimentação na hidrovia Tietê-Paraná, administrada em São Paulo pelo Departamento Hidroviário do Estado. A foto foi feita nesta quinta-feira (6), em trecho da hidrovia próximo a Pederneiras, no interior de São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, as barcaças que navegam pelo rio estão trafegando com apenas 2/3 da sua capacidade, ou seja, apenas 4.000 toneladas de carga, em vez das 6.000 toneladas, que é a capacidade normal. O restante está sendo conduzido pela rodovia, o que significa 133 caminhões a mais por dia nas estradas. A pasta ainda informa que a hidrovia está operando com o calado (espaço ocupado pela embarcação dentro da água) de 2,25 m. O nível mínimo é de 2,2 m João Rosan/Jornal da Cidade de Bauru Mais
6.mar.2014 - A estiagem que afeta o Estado de São Paulo restringe a movimentação na hidrovia Tietê-Paraná, administrada em São Paulo pelo Departamento Hidroviário do Estado. A foto foi feita nesta quinta-feira (6), em trecho da hidrovia próximo a Pederneiras, no interior de São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, as barcaças que navegam pelo rio estão trafegando com apenas 2/3 da sua capacidade, ou seja, apenas 4.000 toneladas de carga, em vez das 6.000 toneladas, que é a capacidade normal. O restante está sendo conduzido pela rodovia, o que significa 133 caminhões a mais por dia nas estradas. A pasta ainda informa que a hidrovia está operando com o calado (espaço ocupado pela embarcação dentro da água) de 2,25 m. O nível mínimo é de 2,2 m João Rosan/Jornal da Cidade de Bauru Mais
6.mar.2014 - A estiagem que afeta o Estado de São Paulo restringe a movimentação na hidrovia Tietê-Paraná, administrada em São Paulo pelo Departamento Hidroviário do Estado. A foto foi feita nesta quinta-feira (6), em trecho da hidrovia próximo a Pederneiras, no interior de São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, as barcaças que navegam pelo rio estão trafegando com apenas 2/3 da sua capacidade, ou seja, apenas 4.000 toneladas de carga, em vez das 6.000 toneladas, que é a capacidade normal. O restante está sendo conduzido pela rodovia, o que significa 133 caminhões a mais por dia nas estradas. A pasta ainda informa que a hidrovia está operando com o calado (espaço ocupado pela embarcação dentro da água) de 2,25 m. O nível mínimo é de 2,2 m João Rosan/Jornal da Cidade de Bauru Mais
6.mar.2014 - A estiagem que afeta o Estado de São Paulo restringe a movimentação na hidrovia Tietê-Paraná, administrada em São Paulo pelo Departamento Hidroviário do Estado. A foto foi feita nesta quinta-feira (6), em trecho da hidrovia próximo a Pederneiras, no interior de São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, as barcaças que navegam pelo rio estão trafegando com apenas 2/3 da sua capacidade, ou seja, apenas 4.000 toneladas de carga, em vez das 6.000 toneladas, que é a capacidade normal. O restante está sendo conduzido pela rodovia, o que significa 133 caminhões a mais por dia nas estradas. A pasta ainda informa que a hidrovia está operando com o calado (espaço ocupado pela embarcação dentro da água) de 2,25 m. O nível mínimo é de 2,2 m João Rosan/Jornal da Cidade de Bauru Mais
O nível da água é muito baixo na represa de Joanópolis (SP), nesta segunda- feira (10). Após apresentar uma pequena recuperação durante o final de semana, o volume de água dos reservatórios do Sistema Cantareira voltou a registrar queda Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
13.mar.2014 - O índice que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo nesta quinta-feira (13), atingindo apenas 15,6% da capacidade total dos seus reservatórios. Pelo segundo dia consecutivo, houve queda de 0,1 ponto porcentual no nível das reservas. Essa é a pior marcar registrada desde o início da operação do sistema, em 1974. Na foto, a represa de Vargem, no interior de São Paulo, aparece quase seca Luis Moura/Parceiro/Agência O Globo Mais
17.mar.2014 - O índice que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo nesta segunda-feira (17), atingindo apenas 15% da capacidade total dos seus reservatórios Luis Moura / Parceiro / Agência O Globo Mais
19.mar.2014 - O reservatório da Barragem de Jaguari em Joanópolis, que abastece o sistema Cantareira, está quase vazio Michel Filho/Agência O Globo Mais
27.mar.2014 - Imagem mostra a represa do Jaguari, na cidade de Vargem, no interior do Estado, que abastece o sistema Cantareira, principal fonte de água da Grande São Paulo. O volume de água nos reservatórios do Cantareira chegou a 14,1% hoje, segundo dados da Sabesp Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
4.abr.2014 - Imagem mostra a represa Reserva Jaguari-jacarei, na cidade de Bragança Paulista, interior de São Paulo, na divisa com sul de Minas Gerais, onde o índice que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo Luis Moura / Parceiro / Agência O Globo Mais
8.abr.2014 - A represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Vargem, interior de São Paulo e divisa com o sul de Minas Gerais, faz parte do Sistema Cantareira. O índice que mede o volume de água armazenado nos reservatórios do Sistema bateu novo recorde negativo na terça-feira (8). Segundo dados da Sabesp, o nível das reservas recuou 0,2 pontos porcentuais, chegando a 12,7%. Há um ano, o Cantareira contava com 62,8% da capacidade, volume de água quase cinco vezes superior ao atual Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
8.abr.2014 - A represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Vargem, interior de São Paulo e divisa com o sul de Minas Gerais, faz parte do Sistema Cantareira. O índice que mede o volume de água armazenado nos reservatórios do Sistema bateu novo recorde negativo na terça-feira (8). Segundo dados da Sabesp, o nível das reservas recuou 0,2 pontos porcentuais, chegando a 12,7%. Há um ano, o Cantareira contava com 62,8% da capacidade, volume de água quase cinco vezes superior ao atual Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
8.abr.2014 - A represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Vargem, interior de São Paulo e divisa com o sul de Minas Gerais, faz parte do Sistema Cantareira. O índice que mede o volume de água armazenado nos reservatórios do Sistema bateu novo recorde negativo na terça-feira (8). Segundo dados da Sabesp, o nível das reservas recuou 0,2 pontos porcentuais, chegando a 12,7%. Há um ano, o Cantareira contava com 62,8% da capacidade, volume de água quase cinco vezes superior ao atual Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
O índice do volume de água armazenado na represa Jaguari-Jacareí, no Sistema Cantareira, na cidade de Vargem, no interior de São Paulo, registrou 11,96% da capacidade total dos seus reservatórios, nesta quinta- feira (10). A presidente da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), Dilma Pena, disse hoje que as projeções da empresa apontam segurança no abastecimento de água, sem necessidade de rodízio, até o final do ano, considerando o pior cenário de chuvas e a utilização da reserva técnica Denny Cesare/ Código 19/Estadão Conteúdo Mais
O Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo, nesta sexta-feira (11), atingindo 12,2% da capacidade total dos seus reservatórios. Essa é a pior marcar registrada desde o início da operação dos reservatórios, em 1974 Luis Moura/Parceiro/Agência O Globo Mais
16.abr.2014 - Em um dia, o Sistema Cantareira, principal reservatório de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo, acumulou mais de um terço de água da média histórica para o mês de abril. Com isso, nesta quarta-feira (16), o nível do sistema voltou a subir e atingiu 12,3% Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
28.abr.2014 - Após um fim de semana de pouca chuva, o Sistema Cantareira, que abastece as regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas, perdeu mais volume em seus reservatórios. O nível de água caiu de 11,4% da capacidade total na última sexta-feira (25) para 11% nesta segunda-feira (28). O índice de chuva deverá ficar abaixo da média histórica para o mês. Faltando somente dois dias para o fim de abril, o sistema apresenta um volume acumulado de chuva de 85,7 mm, quando a média para o período é de 89,3 mm. Na foto, a represa reserva Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista (SP), na divisa com o sul de Minas Gerais Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
28.abr.2014 - Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Vargem, no interior de São Paulo, na divisa com o sul de Minas Gerais. Após um fim de semana de pouca chuva, o Sistema Cantareira, que abastece as regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas, perdeu mais volume em seus reservatórios. O nível de água caiu de 11,4% da capacidade total na última sexta-feira (25) para 11% nesta segunda-feira (28). O índice de chuva deverá ficar abaixo da média histórica para o mês. Faltando somente dois dias para o fim de abril, o sistema apresenta um volume acumulado de chuva de 85,7 mm, quando a média para o período é de 89,3 mm Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
30.abr.2014 - Responsável pelo abastecimento de metade de toda a Grande São Paulo, o sistema Cantareira registrou nesta quarta-feira (30) novo recorde negativo de capacidade. De acordo com dados da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), o nível dos reservatórios caiu de 10,9% para 10,7%. Na mesma data do ano passado, o Cantareira contava com 62,8% de sua capacidade total Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
5.mai.2014 - O Sistema Cantareira, que abastece de água parte da Região Metropolitana de São Paulo, está com 10% de sua capacidade de reserva, segundo dados da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). É a primeira vez na história que o reservatório atinge um patamar tão baixo Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
6.mai.2014 - Imagem tirada nesta terça-feira (6) mostra o baixo nível da represa Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira, na cidade de Vargem, a 88 km de São Paulo. O volume de água armazenado no sistema recuou pela primeira vez para abaixo de 10% hoje, mantendo tendência de esgotamento do mais importante conjunto de represas para o abastecimento dos cerca de 9 milhões de habitantes da região metropolitana de São Paulo Sebastião Moreira/EFE Mais
6.mai.2014 - Imagem tirada nesta terça-feira (6) mostra o baixo nível da represa Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira, na cidade de Vargem, a 88 km de São Paulo. O volume de água armazenado no sistema recuou pela primeira vez para abaixo de 10% hoje, mantendo tendência de esgotamento do mais importante conjunto de represas para o abastecimento dos cerca de 9 milhões de habitantes da região metropolitana de São Paulo Sebastião Moreira/EFE Mais
6.mai.2014 - Imagem tirada nesta terça-feira (6) mostra o baixo nível da represa Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira, na cidade de Vargem, a 88 km de São Paulo. O volume de água armazenado no sistema recuou pela primeira vez para abaixo de 10% hoje, mantendo tendência de esgotamento do mais importante conjunto de represas para o abastecimento dos cerca de 9 milhões de habitantes da região metropolitana de São Paulo Sebastião Moreira/EFE Mais
6.mai.2014 - Imagem tirada nesta terça-feira (6) mostra o baixo nível da represa Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira, na cidade de Vargem, a 88 km de São Paulo. O volume de água armazenado no sistema recuou pela primeira vez para abaixo de 10% hoje, mantendo tendência de esgotamento do mais importante conjunto de represas para o abastecimento dos cerca de 9 milhões de habitantes da região metropolitana de São Paulo Sebastião Moreira/EFE Mais
6.mai.2014 - Imagem tirada nesta terça-feira (6) mostra o baixo nível da represa Jaguarí, que faz parte do Sistema Cantareira, na cidade de Vargem, a 88 km de São Paulo. O volume de água armazenado no sistema recuou pela primeira vez para abaixo de 10% hoje, mantendo tendência de esgotamento do mais importante conjunto de represas para o abastecimento dos cerca de 9 milhões de habitantes da região metropolitana de São Paulo Sebastião Moreira/EFE Mais
11.mai.2014 - A represa de Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, interior de São Paulo, na divisa com o sul de Minas Gerais, onde é medido o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, registrou novo recorde negativo, com apenas 8,9% da capacidade total dos seus reservatórios Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
13.mai.2014 - Rochas aparecem no meio do rio Grande, em Colômbia, interior de São Paulo, na divisa entre o Estado e Minas Gerais, nesta terça-feira (13). A estiagem tem prejudicado a pesca no rio, que está sete metros abaixo do seu nível normal para o período. A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (13), ao visitar obras do projeto de integração do rio São Francisco na Paraíba, que é possível planejar e investir para impedir a escassez de água, problema enfrentado por São Paulo Edson Silva/Folhapress Mais
13.mai.2014 - A estiagem tem prejudicado a pesca no rio Grande, em Colômbia, interior de São Paulo, na divisa entre o Estado e Minas Gerais, nesta terça-feira (13). O rio está sete metros abaixo do seu nível normal para o período. A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (13), ao visitar obras do projeto de integração do rio São Francisco na Paraíba, que é possível planejar e investir para impedir a escassez de água, problema enfrentado por São Paulo Edson Silva/Folhapress Mais
13.mai.2014 - Funcionários da Sabesp trabalham na obra de captação de água do volume morto do sistema Cantareira, na região de Joanópolis; o nível de água do sistema esta abaixo de 9% Moacyr Lopes Junior/Folhapress Mais
13.mai.2014 - Funcionários da Sabesp trabalham na obra de captação de água do volume morto do sistema Cantareira, na região de Joanópolis; o nível de água do sistema esta abaixo de 9% Moacyr Lopes Junior/Folhapress Mais
13.mai.2014 - Funcionários da Sabesp trabalham na obra de captação de água do volume morto do sistema Cantareira, na região de Joanópolis; o nível de água do sistema esta abaixo de 9% Moacyr Lopes Junior/Folhapress Mais
14.mai.2014 - A represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Joanópolis, interior de São Paulo, onde se mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo, com apenas 8,4% da capacidade total dos seus reservatórios Luis Moura/Agência O Globo Mais
15.mai.2014 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), acionou nesta quinta-feira (15) o conjunto de bombas que darão início à captação de água do "volume morto" do Sistema Cantareira na cidade de Joanópolis, interior do Estado. Ele afirmou que essa água é "igual" a que é usada atualmente Luciano Claudino/Código19/Agência O Globo Mais
15.mai.2014 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), acionou nesta quinta-feira (15) o conjunto de bombas que darão início à captação de água do "volume morto" do Sistema Cantareira na cidade de Joanópolis, interior do Estado. Ele afirmou que essa água é "igual" a que é usada atualmente Luciano Claudino/Código19/Agência O Globo Mais
15.mai.2014 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), e uma delegação observa água escorrer do reservatório Jaguari, que faz parte do sistema Cantareira, um dos principais no abastecimento da cidade de São Paulo. O governo acionou nesta quinta-feira (15) o conjunto de bombas que darão início à captação de água do "volume morto" do Sistema Cantareira. Alckmin afirmou que essa água é "igual" a que é usada atualmente Rogerio Casemiro/Reuters Mais
15.mai.2014 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB-SP), e uma delegação visitaram o reservatório Jaguari, que faz parte do sistema Cantareira, um dos principais no abastecimento da cidade de São Paulo, nesta quinta-feira (15). O governo acionou hoje o conjunto de bombas que darão início à captação de água do "volume morto" do Sistema Cantareira. Alckmin afirmou que essa água é "igual" a que é usada atualmente Rogerio Casemiro/Reuters Mais
15.mai.2014 - José Pedro Gonçalves e seu filho Gilmar Benedito caminham pelo leito seco de um dos reservatórios do sistema Cantareira, um dos principais responsáveis pelo abastecimento da cidade de São Paulo, nesta quinta-feira (15). O governador Geraldo Alckmin (PSDB), que visitou a área hoje, afirmou nesta quinta-feira (15) que a água do volume morto do Sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da região metropolitana de São Paulo, é "igual" a que é usada atualmente Rogerio Casemiro/Reuters Mais
15.mai.2014 - José Pedro Gonçalves e seu filho Gilmar Benedito caminham pelo leito seco de um dos reservatórios do sistema Cantareira, um dos principais responsáveis pelo abastecimento da cidade de São Paulo, nesta quinta-feira (15). O governador Geraldo Alckmin (PSDB), que visitou a área hoje, afirmou nesta quinta-feira (15) que a água do volume morto do Sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da região metropolitana de São Paulo, é "igual" a que é usada atualmente Rogerio Casemiro/Reuters Mais
16.mai.2014 - Homem pesca na represa Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da região metropolitana de São Paulo, próximo a Bragança Paulista, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira (16). A água captada do volume morto do sistema deve chegar às torneiras dos consumidores neste domingo (18) Marlene Bergamo/Folhapress Mais
16.mai.2014 - Nível de água ainda é baixo na represa Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da região metropolitana de São Paulo, próximo a Bragança Paulista, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira (16). A água captada do volume morto do sistema deve chegar às torneiras dos consumidores neste domingo (18) Marlene Bergamo/Folhapress Mais
16.mai.2014 - Nível de água ainda é baixo na represa Jacareí, que faz parte do Sistema Cantareira, principal fonte de abastecimento da região metropolitana de São Paulo, próximo a Bragança Paulista, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira (16). A água captada do volume morto do sistema deve chegar às torneiras dos consumidores neste domingo (18) Marlene Bergamo/Folhapress Mais
20.mai.2014 - O volume de água que chega diariamente aos quatro principais reservatórios que compõem o sistema Cantareira continua muito abaixo da média mensal e deve fazer de maio o mês mais seco da história do manancial. O nível de água da reserva, acrescido pelo volume morto, está em 26,2% nesta terça-feira (20) Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
21.mai.2014 - Reservatório de Jaguari/Jacareí, na cidade de Bragança Paulista (SP), onde o índice que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira continua em queda. O nível de água do sistema cantareira atingiu 26%, considerando-se o volume-morto (reserva estratégica de água que fica no fundo do poço dos reservatórios), que passou a ser captado Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
28.mai.2014 - Vista da represa Jaguari-Jacareí na cidade de Vargem, no interior de São Paulo, perto da divisa com Minas Gerais. Apesar da chuva dos últimos dias, o volume de água do Sistema Cantareira continua a cair Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
4.jun.2014 - Imagem área mostra o túnel 7 do Sistema Cantareira, na cidade de Joanópolis, no interior de São Paulo, nesta quarta-feira (4). Responsáveis por cerca de 80% da capacidade máxima do Sistema Cantareira, as represas Jaguari-Jacareí atingiram na terça-feira (3), pela primeira vez na história, o limite mínimo de captação de água por gravidade pela Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), ou seja, zero por cento do volume útil. Isso significa que, a partir de agora, a retirada de água dos dois principais reservatórios do Cantareira só pode ser feita pelo bombeamento do "volume morto", que fica represado abaixo do nível das comportas da Sabesp. A operação, que custou cerca de R$ 80 milhões, teve início no dia 15 Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
21.jun.2014 - O índice que mede o volume de água armazenado no sistema Cantareira continua em queda neste sábado (21), chegando a 22,3% de sua capacidade total. A imagem mostra o baixo nível da represa reserva Jaguari-Jacareí, na cidade de Vargem, interior de São Paulo e divisa com o sul de Minas Gerais Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
25.jun.2014 - O fluxo do rio Atibaia, em Campinas (SP) caiu inesperadamente de seis metros cúbicos por segundo para 4,65. Ele é responsável por 95% do abastecimento do município. Segundo a Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A) se a vazão chegar a quatro metros cúbicos, o município deve pedir ao governo estadual o aumento de abertura do sistema Cantareira Denny Cesare/Código 19/Estadão Conteúdo Mais
1º.jul.2014 - Imagem mostra a represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Joanópolis, no interior de São Paulo, nesta terca-feira (1º). O Sistema Cantareira registrou em junho novo recorde negativo. Foi o mês mais seco do principal manancial paulista em 84 anos de medição, superando maio deste ano. Dados do comitê anticrise que monitora a estiagem local mostram que a vazão afluente - volume de água que chega aos reservatórios - foi de apenas 6,6 mil litros por segundo, 46% inferior à mínima histórica para este mês, registrada em 2000: 14,3 mil litros por segundo Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
2.jul.2014 - Nova Odessa está com 35,5% de sua capacidade de reserva de água. Em uma semana o nível das represas baixou em média 1,2 metros devido à estiagem. O sistema Recanto, localizado na Fazenda Velha, responsável por 60% do abastecimento da cidade, está com 50% de sua reserva na represa Recanto I, com 10% na Recanto II e 80% na Recanto III. Além do nível das represas terem baixado, as entradas nas nascentes diminuíram consideravelmente, cerca de 90%. Preocupada com a situação a Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) trabalha em um planejamento de consumo, visando a diminuição do desperdício Divulgação/Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) Mais
2.jul.2014 - Nova Odessa está com 35,5% de sua capacidade de reserva de água. Em uma semana o nível das represas baixou em média 1,2 metros devido à estiagem. O sistema Recanto, localizado na Fazenda Velha, responsável por 60% do abastecimento da cidade, está com 50% de sua reserva na represa Recanto I, com 10% na Recanto II e 80% na Recanto III. Além do nível das represas terem baixado, as entradas nas nascentes diminuíram consideravelmente, cerca de 90%. Preocupada com a situação a Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) trabalha em um planejamento de consumo, visando a diminuição do desperdício Divulgação/Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) Mais
2.jul.2014 - Nova Odessa está com 35,5% de sua capacidade de reserva de água. Em uma semana o nível das represas baixou em média 1,2 metros devido à estiagem. O sistema Recanto, localizado na Fazenda Velha, responsável por 60% do abastecimento da cidade, está com 50% de sua reserva na represa Recanto I, com 10% na Recanto II e 80% na Recanto III. Além do nível das represas terem baixado, as entradas nas nascentes diminuíram consideravelmente, cerca de 90%. Preocupada com a situação a Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) trabalha em um planejamento de consumo, visando a diminuição do desperdício Divulgação/Coden (Companhia de Desenvolvimento de Nova Odessa) Mais
4.jul.2014 - Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Joanópolis, no interior de São Paulo, continua com baixo nível de água nesta sexta- feira (4). Em crise declarada há cinco meses, o Sistema Cantareira registrou em junho um novo recorde negativo de capacidade de armazenamento, com apenas 19,8. Foi o mês mais seco do principal manancial paulista em 84 anos de medição, superando maio deste ano Luis Moura/ Estadão Conteúdo Mais
7.jul.2014 - Represa de Santa Rita do Passa Quatro, no interior de São Paulo, não teve investimentos e restruturação desde que foi inaugurada. A imagem foi tirada nesta segunda-feira (7). Por causa da seca, cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais decretarem situação de emergência Márcia Ribeiro/Folhapress Mais
7.jul.2014 - Represa de Santa Rita do Passa Quatro, no interior de São Paulo, não teve investimentos e restruturação desde que foi inaugurada. A imagem foi tirada nesta segunda-feira (7). Por causa da seca, cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais decretarem situação de emergência Márcia Ribeiro/Folhapress Mais
7.jul.2014 - Represa de Santa Rita do Passa Quatro, no interior de São Paulo, não teve investimentos e restruturação desde que foi inaugurada. A imagem foi tirada nesta segunda-feira (7). Por causa da seca, cidades do interior de São Paulo e Minas Gerais decretarem situação de emergência Márcia Ribeiro/Folhapress Mais
Estiagem revela pedras escondidas há 70 anos no rio Tietê, com muito lixo e sujeira, na cidade de Salto, interior de São Paulo. A vazão do rio diminui mais de 50% e as pedras já são vistas no ponto turístico das cachoeiras Luciano Claudino/Código 19/Estadão Conteúdo Mais
11.jul.2014 - Máquinas trabalham para a capitação do volume morto da represa reserva Jaguari-Jacareí em Joanópolis, no interior de São Paulo, nesta sexta-feira (11). A Agência Nacional de Águas (ANA) prorrogou a outorga de direito de uso de recursos hídricos do Sistema Cantareira concedida à Sabesp, do governo do Estado de São Paulo, para até 31 de outubro de 2015. A outorga atual do sistema vence em agosto deste ano Luis Moura/ Estadão Conteúdo Mais
11.jul.2014 - Rio Piracicaba amanheceu nesta sexta-feira (11) coberto por uma manta de espuma branca, em Piracicaba (SP). De acordo com a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), o motivo do aparecimento da espuma branca em trecho do Rio é a longa estiagem que acontece na região. O volume da vazão do manancial está abaixo da média para o mês de julho, que é de 67,4 mil litros de água por segundo, segundo o Departamento de Águas e Energia do Estado (Daee) de São Paulo Paulo Ricardo/ Futura Press/ Estadão Conteúdo Mais
11.jul.2014 - A barragem Jaguari, do Sistema Cantareira, continua com nível de água muito baixo, nesta sexta-feira (11). Em apenas quatro dias, a chuva acumulada no sistema foi mais da metade da média histórica do mês de julho. Mesmo assim, o nível do Cantareira voltou a cair nesta sexta, atingindo 18,6% Jorge Araújo/Folhapress Mais
11.jul.2014 - A barragem Jaguari, do Sistema Cantareira, continua com nível de água muito baixo, nesta sexta-feira (11). Em apenas quatro dias, a chuva acumulada no sistema foi mais da metade da média histórica do mês de julho. Mesmo assim, o nível do Cantareira voltou a cair nesta sexta, atingindo 18,6% Jorge Araújo/Folhapress Mais
11.jul.2014 - Pescador caminha sobre a terra seca, após tentar colocar o seu barco para pescaria, na barragem Jaguari, do Sistema Cantareira, nesta sexta-feira (11). Em apenas quatro dias, a chuva acumulada no sistema foi mais da metade da média histórica do mês de julho. Mesmo assim, o nível do Cantareira voltou a cair nesta sexta, atingindo 18,6% Jorge Araújo/Folhapress Mais
11.jul.2014 - Pescador caminha sobre a terra seca, após tentar colocar o seu barco para pescaria, na barragem Jaguari, do Sistema Cantareira, nesta sexta-feira (11). Em apenas quatro dias, a chuva acumulada no sistema foi mais da metade da média histórica do mês de julho. Mesmo assim, o nível do Cantareira voltou a cair nesta sexta, atingindo 18,6% Jorge Araújo/Folhapress Mais
14.jul.2014 - A represa reserva Jaguari-Jacareí na cidade de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, apresenta o índice do volume de água armazenada no Sistema Cantareira em queda, atingindo apenas 18,2% da capacidade total dos seus reservatórios Luis Moura/ Agência O Globo Mais
A crise hídrica que assola o Estado de São Paulo começa a causar um fenômeno raro na região de São Pedro: as cachoeiras, pontos turísticos do local, estão secando com a falta de água no sistema Cantareira. É o caso de duas das três cachoeiras da Furna, que estão completamente secas. A terceira delas, de maior dimensão, ainda tem um fio de água. Procurada, a prefeitura de São Pedro diz que a falta de água tem afetado pontos turísticos da cidade e que já há racionamento na cidade inteira, de no mínimo quatro horas por dia Prefeitura de São Pedro/Divulgação e Eduardo Schiavoni/UOL Mais
17.jul.2014 - Vista da represa reserva Jaguari-Jacareí, na cidade de Vargem, no interior de São Paulo, onde o índice que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira registrou novo recorde negativo, chegando a 17,7% Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
17.jul.2014 - Seca no rio Jundiaí, pertencente ao sistema Alto Tietê, na região de Mogi das Cruzes (SP), fez os pescadores descobrirem velhas construções, como piscinas e fossas abertas Jonny Ueda/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais
18.jul.2014 - Represa reserva Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, apresenta índice de apenas 17,5% da capacidade do volume de água armazenado no Sistema Cantareira, nesta sexta-feira (18) Luis Moura/Parceiro/Agência O Globo Mais
21.jul.2014 - Régua do Daee (Departamento de Águas e Energia Elétrica) aponta baixo nível do rio Pardo, em Ribeirão Preto, nesta segunda-feira (21). Neste período do ano o nível costumava estar entre 1,2 m e 1,5 m, mas atualmente marca apenas 0,5 m Márcia Ribeiro/ Folhapress Mais
23.jul.2014- Com a falta de chuva, o nível da represa Guarapiranga, que fica no sul da região metropolitana de São Paulo, está diminuindo drasticamente. Na praia do Sol, crianças brincam e andam de bicicleta onde antes a água batia na cintura. Cinco meses após ter iniciado o "bombardeio" de nuvens para tentar fazer chover no Sistema Cantareira, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) vai repetir a estratégia no Alto Tietê, que também passa por grave crise de estiagem Reinaldo Canato/UOL Mais
23.jul.2014- Com a falta de chuva, o nível da represa Guarapiranga, que fica no sul da região metropolitana de São Paulo, está diminuindo drasticamente. Na praia do Sol, crianças brincam e andam de bicicleta onde antes a água batia na cintura. Cinco meses após ter iniciado o "bombardeio" de nuvens para tentar fazer chover no Sistema Cantareira, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) vai repetir a estratégia no Alto Tietê, que também passa por grave crise de estiagem Reinaldo Canato/UOL Mais
23.jul.2014- Com a falta de chuva, o nível da represa Guarapiranga, que fica no sul da região metropolitana de São Paulo, está diminuindo drasticamente. Na praia do Sol, crianças brincam e andam de bicicleta onde antes a água batia na cintura. Cinco meses após ter iniciado o "bombardeio" de nuvens para tentar fazer chover no Sistema Cantareira, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) vai repetir a estratégia no Alto Tietê, que também passa por grave crise de estiagem Reinaldo Canato/UOL Mais
23.jul.2014- Com a falta de chuva, o nível da represa Guarapiranga, que fica no sul da região metropolitana de São Paulo, está diminuindo drasticamente. Na praia do Sol, crianças brincam e andam de bicicleta onde antes a água batia na cintura. Cinco meses após ter iniciado o "bombardeio" de nuvens para tentar fazer chover no Sistema Cantareira, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) vai repetir a estratégia no Alto Tietê, que também passa por grave crise de estiagem Reinaldo Canato/UOL Mais
23.jul.2014- Com a falta de chuva, o nível da represa Guarapiranga, que fica no sul da região metropolitana de São Paulo, está diminuindo drasticamente. Na praia do Sol, crianças brincam e andam de bicicleta onde antes a água batia na cintura. Cinco meses após ter iniciado o "bombardeio" de nuvens para tentar fazer chover no Sistema Cantareira, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) vai repetir a estratégia no Alto Tietê, que também passa por grave crise de estiagem Reinaldo Canato/UOL Mais
29.jul.2014 - Vista da represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, na divisa com sul de Minas Gerais, onde o índice que mede o volume de água armazenado no sistema Cantareira é de apenas 15,7% da capacidade total. O MPF (Ministério Público Federal) de São Paulo recomendou ao governador Geraldo Alckmin (PSDB) e à Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) que apresentem projetos para a imediata implementação do racionamento de água nas regiões atendidas pelo sistema Cantareira Nilton Cardin/Estadão Conteúdo Mais
30.jul.2014 - Com a falta de chuva, a represa reserva Jaguari-Jacareí na cidade de Vargem, no interior de São Paulo, apresenta índice, que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, de apenas 15,6% da capacidade total Luis Moura/Parceiro/Agência O Globo Mais
31.jul.2014 - Caminhões pipa são usados para retirar água de lagoas da cidade de Saltinho, em São Paulo, e levar para a estação de tratamento de água para elevar o nível. São despejados por dia aproximadamente 13 caminhões pipa de água. Entre sete cidades das regiões de Piracicaba e Campinas que fazem racionamento de água, Saltinho é a que apresenta o contingenciamento mais severo. A população da cidade tem abastecimento apenas 3h por dia, das 16h às 19h Denny Cesare/Código 19 Mais
1º.ago.2014 - O autônomo José Luiz Lopes, 59, comprou duas caixas d'água de 500 litros para amenizar o problema da falta de água em Itu (101 km de São Paulo). Depois, teve de adquirir uma bomba. "A água vinha fraca e não conseguia encher a caixa. Não era pra gastar [dinheiro com isso], mas é o jeito", diz Júnior Lago/UOL Mais
1º.ago.2014 - Empresas de caminhões-pipa têm aumentado venda de água desde o início da crise hídrica que afeta o município de Itu (101 km de São Paulo) Júnior Lago/UOL Mais
1º.ago.2014 - Danilo Scaravelli, 32, dono de uma loja de material de construção no bairro Jardim das Rosas, em Itu (101 km de São Paulo), conta que tem vendido uma média de 20 caixas d'água por dia nos últimos dois meses. Antes disso, não passava de duas Júnior Lago/UOL Mais
6.ago.2014 -Imagem mostra a represa de Paraibuna em Redenção da Serra, no interior de São Paulo. A represa atingiu no dia 31 de julho o pior índice de armazenamento de sua história, com volume útil de 14,92%, segundo informações disponibilizadas pela ANA (Agência Nacional de Águas). Com o volume de água em situação crítica, a agência e o ONS (Operador Nacional de Sistemas) reduziram em 20% a vazão da represa a partir desta semana. Responsável por 61% de todo o volume de água armazenado nos reservatórios da bacia do rio Paraíba do Sul, a represa de Paraibuna tem capacidade para armazenar 2.700 bilhões de metros cúbicos Nilton Cardin/Estadão Conteúdo Mais
7.ago.2014 - O nível da represa Cotrins, em Artur Nogueira, no interior de São Paulo, responsável pelo abastecimento de 80% das casas da região, está abaixo do nível recomendado por especialistas. A cidade enfrenta a pior crise em 10 anos, causa pela falta de chuva na região metropolitana de Campinas Alessandro Torres/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais
8.ago.2014 - Régua que mede o nível da água no reservatório do Itaim, na região de Itu (SP), indica 0 cm. A falta de chuva que afeta a região desde o início do ano tem provocado uma das maiores crises hídricas da história do leste paulista. A prefeitura da cidade descartou na quarta (6) decretar estado de calamidade pública em razão da crise no abastecimento de água Hélio Suenaga/Futura Press/Estadão Conteúdo Mais
09.ago.2014 - Lixos se acumulam nas margens do rio Tietê, em Salto, interior de São Paulo. A Prefeitura da cidade aproveitou a seca da região para colocar em prática uma operação de limpeza, que já chegou a retirar mais de 14 toneladas de resíduos Divulgação/Prefeitura de Salto Mais
11.ago.2014 - Vista da represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, no interior de São Paulo, onde o índice que mede o volume de água armazenado no sistema Cantareira é de apenas 13,8% de sua capacidade total Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
11.ago.2014 - Um morador caminha com um cachorro ao longo da margem seca da represa Paraibuna, que faz parte do sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento da cidade de São Paulo, em Redenção da Serra, nesta segunda-feira (11). O rio Paraibuna está com nível mais baixo da década, colocando em risco os planos das autoridades do Estado de bombear água dele para diminuir os efeitos da seca recorde, aumentando a probabilidade de racionamento de água em um futuro próximo na maior cidade da América do Sul Roosevelt Cassio/Reuters Mais
11.ago.2014 - Moradore arrastam um barco ao longo da margem seca da represa Paraibuna, que faz parte do sistema Cantareira, responsável pelo abastecimento da cidade de São Paulo, em Redenção da Serra, nesta segunda-feira (11). O rio Paraibuna está com nível mais baixo da década, colocando em risco os planos das autoridades do Estado de bombear água dele para diminuir os efeitos da seca recorde, aumentando a probabilidade de racionamento de água em um futuro próximo na maior cidade da América do Sul Roosevelt Cassio/Reuters Mais
12.ago.2014 - Lagoa próximo a entrada de Serrana, a 313 km de São Paulo, está quase seca nesta terça-feira (12). A lagoa é área de recarga do aquífero Guarani e sofre com a estiagem que atinge o Estado de São Paulo. Em território paulista Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Presidente Prudente, se abastecem por água subterrânea extraída do aquífero Guarani Edson Silva/ Folhapress Mais
12.ago.2014 - Lagoa próximo a entrada de Serrana, a 313 km de São Paulo, está quase seca nesta terça-feira (12). A lagoa é área de recarga do aquífero Guarani e sofre com a estiagem que atinge o Estado de São Paulo. Em território paulista Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Presidente Prudente, se abastecem por água subterrânea extraída do aquífero Guarani Edson Silva/ Folhapress Mais
13.ago.2014 - Barco fica encalhado no leito da represa de Paraibuna devido a seca que atinge a cidade de Redenção da Serra, no interior do Estado de São Paulo Ernesto Rodrigues/Folhapress Mais
15.ago.2014 - Raízes secas ficam aparentes devido a seca que atinge a região da represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Joanópolis, no interior de São Paulo. O índice que mede o volume de água armazenado no sistema Cantareira é de apenas 13,2% de sua capacidade total Luís Moura/Estadão Conteúdo Mais
18.ago.2014 - Capivara é fotografada em local que era leito do rio Paraíba do Sul, no município de Guararema, a 88 km da capital paulista. A pior seca em mais de um século transforma os grandes rios paulistas em caminhos de pedra e areia. Cinco dos principais rios que cortam ou banham o Estado de São Paulo estão com menos de 30% da água que deveriam ter nesta época do ano, de acordo com dados dos comitês de bacias hidrográficas e do ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). São afetados pela estiagem os rios Tietê, Grande, Piracicaba, Mogi-Guaçu e Paraíba do Sul. As represas do rio Paraíba do Sul, que abastece o leste paulista e a população do Rio, estão com o nível mais baixos da história Nilton Cardini/Estadão Conteúdo Mais
20.ago.2014 - Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Joanópolis (SP), apresenta índice, que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, de apenas 12,6% da capacidade total. Após refazer cálculos sobre os níveis das represas, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou nesta terça-feira (19) que pretende retirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do sistema Cantareira. O principal manancial paulista atravessa a pior estiagem de sua história e, desde julho, opera exclusivamente com água da primeira cota da reserva profunda Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
20.ago.2014 - Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Joanópolis (SP), apresenta índice, que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, de apenas 12,6% da capacidade total. Após refazer cálculos sobre os níveis das represas, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou nesta terça-feira (19) que pretende retirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do sistema Cantareira. O principal manancial paulista atravessa a pior estiagem de sua história e, desde julho, opera exclusivamente com água da primeira cota da reserva profunda Nelson Almeida/ AFP Mais
20.ago.2014 - Represa Jaguari-Jacareí na cidade de Vargem, a 96km de São Paulo, apresenta índice, que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, de apenas 12,6% da capacidade total. Após refazer cálculos sobre os níveis das represas, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou nesta terça-feira (19) que pretende retirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do sistema Cantareira. O principal manancial paulista atravessa a pior estiagem de sua história e, desde julho, opera exclusivamente com água da primeira cota da reserva profunda Nelson Almeida/ AFP Mais
20.ago.2014 - Menino caminha sobre área que já foi coberta pela água da represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, a 85 km de São Paulo. A represa apresenta índice, que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, de apenas 12,6% da capacidade total. Após refazer cálculos sobre os níveis das represas, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou nesta terça-feira (19) que pretende retirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do sistema Cantareira. O principal manancial paulista atravessa a pior estiagem de sua história e, desde julho, opera exclusivamente com água da primeira cota da reserva profunda Fagner Alves/Codigo19/Agência O Globo Mais
20.ago.2014 - Cavalos pastam em área que já foi coberta pela água da represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, a 85 km de São Paulo. A represa apresenta índice, que mede o volume de água armazenado no Sistema Cantareira, de apenas 12,6% da capacidade total. Após refazer cálculos sobre os níveis das represas, a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou nesta terça-feira (19) que pretende retirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do sistema Cantareira. O principal manancial paulista atravessa a pior estiagem de sua história e, desde julho, opera exclusivamente com água da primeira cota da reserva profunda Fagner Alves/Codigo19/Agência O Globo Mais
21.ago.2014 - Grama nasce em área onde antes havia água, na represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista (SP). O índice que mede o volume de água armazenado no sistema Cantareira é de apenas 12,5% da capacidade total. A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) anunciou que pretende retirar mais 106 bilhões de litros do volume morto do sistema Cantareira Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
25.ago.2014 - Áreas que antes eram trecho de leito da represa Jaguari-Jacareí ficam à mostra com a redução do nível do reservatório localizado na cidade de Bragança Paulista (SP). A represa registrava 11,9% de capacidade nesta segunda-feira (25). O manancial passa pela pior estiagem de sua história Luis Moura/Estadão Conteúdo Mais
26.ago.2014 - Régua da represa de Santa Rita do Passa Quatro, a 248 km de São Paulo, marca 20 centímetros de profundidade nesta terça-feira (26), quando nessa época deveria ter ao menos um metro. Com uma das maiores estiagens nas últimas décadas, municípios da região não conseguiram recuperar os níveis de reservatórios de água mesmo com racionamento Edson Silva / Folhapress Mais
1º.set.2014 - Vista geral da represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, a 85 km de São Paulo. A represa representa 82% da capacidade do Sistema Cantareira, que está com 10,8% da capacidade máxima, o ritmo de queda é de 0,2% por dia. De acordo com o meteorologista Willians Bini, da Somar Meteorologia, se continuar assim, as represas devem secar totalmente em cerca de 55 dias Luis Moura/ Estadão Conteúdo Mais
1º.set.2014 - Pequeno canal de água corta solo rachado da Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, a 85 km de São Paulo. A represa representa 82% da capacidade do Sistema Cantareira, que está com 10,8% da capacidade máxima, o ritmo de queda é de 0,2% por dia. De acordo com o meteorologista Willians Bini, da Somar Meteorologia, se continuar assim, as represas devem secar totalmente em cerca de 55 dias Luis Moura/ Estadão Conteúdo Mais
1º.set.2014 - Garrafa coberta com lama aparece sobre o solo rachado da Represa Jaguari-Jacareí, na cidade de Bragança Paulista, a 85 km de São Paulo. A represa representa 82% da capacidade do Sistema Cantareira, que está com 10,8% da capacidade máxima, o ritmo de queda é de 0,2% por dia. De acordo com o meteorologista Willians Bini, da Somar Meteorologia, se continuar assim, as represas devem secar totalmente em cerca de 55 dias Luis Moura/ Estadão Conteúdo Mais