Mulher é arrastada por carro da PM após ser baleada em favela do Rio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/imagens-do-dia/2014/03/17/mulher-e-arrastada-por-carro-da-policia-apos-ser-baleada-em-favela-do-rio-de-janeiro.htm
  • totalImagens: 37
  • fotoInicial: 29
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20140317182750
    • Rio de Janeiro [5108]; RJ [5105];
    • violência no Rio de Janeiro [45093]; Polícia Militar [12563];
Fotos
17.mar.2014 - Mulher ferida durante uma ação policial na comunidade da Congonha, em Madureira, zona norte do Rio de Janeiro, é arrastada no caminho do hospital após o porta-malas onde havia sido colocada pela Polícia Militar se abrir com o carro em movimento Reprodução/Extra Mais
17.mar.2014 - Sobrinho da ajudante de serviços gerais Claudia Silva Ferreira, 38, se emociona durante o enterro da moradora do Morro da Congonha, Rio de Janeiro. Segundo a Polícia Militar, Claudia foi morta durante uma troca de tiros entre policia e traficantes Daniel Marenco/Folhapress Mais
17.mar.2014 - Parentes e amigos se reúnem no cemitério do Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro, para o enterro de Claudia Silva Ferreira, 38, nesta segunda-feira (17). A moradora do morro da Congonha, em Madureira, foi atingida durante uma troca de tiros entre PMs e criminosos na parte alta da favela. Dois subtenentes e um soldado do batalhão da PM de Rocha Miranda resolveram colocá-la no porta-malas do carro da polícia. No trajeto para o hospital, o porta-malas se abriu e ela foi projetada para fora do carro, sendo arrastada pelo viatura policial Daniel Marenco/Folhapress Mais
17.mar.2014 - Parentes e amigos se reúnem no cemitério do Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro, para o enterro de Claudia Silva Ferreira, 38, nesta segunda-feira (17). A moradora do morro da Congonha, em Madureira, foi atingida durante uma troca de tiros entre PMs e criminosos na parte alta da favela. Dois subtenentes e um soldado do batalhão da PM de Rocha Miranda resolveram colocá-la no porta-malas do carro da polícia. No trajeto para o hospital, o porta-malas se abriu e ela foi projetada para fora do carro, sendo arrastada pelo viatura policial Daniel Marenco/Folhapress Mais
17.mar.2014 - Parentes e amigos se reúnem no cemitério do Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro, para o enterro de Claudia Silva Ferreira, 38, nesta segunda-feira (17). A moradora do morro da Congonha, em Madureira, foi atingida durante uma troca de tiros entre PMs e criminosos na parte alta da favela. Dois subtenentes e um soldado do batalhão da PM de Rocha Miranda resolveram colocá-la no porta-malas do carro da polícia. No trajeto para o hospital, o porta-malas se abriu e ela foi projetada para fora do carro, sendo arrastada pelo viatura policial Daniel Marenco/Folhapress Mais
17.mar.2014 - Parentes e amigos se reúnem no cemitério do Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro, para o enterro de Claudia Silva Ferreira, 38, nesta segunda-feira (17). A moradora do morro da Congonha, em Madureira, foi atingida durante uma troca de tiros entre PMs e criminosos na parte alta da favela. Dois subtenentes e um soldado do batalhão da PM de Rocha Miranda resolveram colocá-la no porta-malas do carro da polícia. No trajeto para o hospital, o porta-malas se abriu e ela foi projetada para fora do carro, sendo arrastada pelo viatura policial Daniel Marenco/Folhapress Mais
17.mar.2014 - Parentes e amigos se reúnem no cemitério do Irajá, na zona norte do Rio de Janeiro, para o enterro de Claudia Silva Ferreira, 38, nesta segunda-feira (17). A moradora do morro da Congonha, em Madureira, foi atingida durante uma troca de tiros entre PMs e criminosos na parte alta da favela. Dois subtenentes e um soldado do batalhão da PM de Rocha Miranda resolveram colocá-la no porta-malas do carro da polícia. No trajeto para o hospital, o porta-malas se abriu e ela foi projetada para fora do carro, sendo arrastada pelo viatura policial Daniel Marenco/Folhapress Mais
17.mar.2014 - Moradores do Morro da Congonha, em Madureira, no Rio de Janeiro, fazem protesto na avenida Ministro Edgar Romero, logo após o sepultamento de Cláudia Ferreira da Silva, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade Alessandro Costa/ Agência O Dia/ Estadão Conteúdo Mais
17.mar.2014 - Ônibus incendiado após protesto realizado por moradores da comunidade Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, nesta segunda-feira (17), contra a morte de Cláudia da Silva Ferreira, baleada durante ação da polícia na favela no último domingo (16). Cerca de 100 pessoas participaram do protesto Celso Barbosa/Brazil Photo Press/Agência O Globo Mais
17.mar.2014 - Moradores do morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, protestam logo após o sepultamento de Cláudia Ferreira da Silva, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Celso Barbosa/Brazil Photo Press/Agência O Globo Mais
17.mar.2014 - Moradores da comunidade do Cajueiro, no Rio de Janeiro, fazem protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Rafael Moraes/Extra Mais
17.mar.2014 - Moradores da comunidade do Cajueiro, no Rio de Janeiro, fazem protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Rafael Moraes/Extra Mais
17.mar.2014 - Moradores da comunidade do Cajueiro, no Rio de Janeiro, fazem protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Rafael Moraes/Extra Mais
17.mar.2014 - Policial aponta arma durante protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, no morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. A mulher foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Policiais acompanham movimentação de moradores no morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. Os residentes do local fizeram um protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38,que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Policiais acompanham movimentação de moradores no morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro. Os residentes do local fizeram um protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38,que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Moradores morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, queimaram materiais em via pública em protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Moradores morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, queimaram materiais em via pública em protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Moradores morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, queimaram materiais em via pública em protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Moradores morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, queimaram materiais em via pública em protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
17.mar.2014 - Moradores morro da Congonha, em Madureira, na zona norte do Rio de Janeiro, escrevem no chão de via pública "PM, as pessoas não têm culpa. Na comunidade tem gente de bem", durante protesto contra a morte de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Fernando Frazão/Agência Brasil Mais
18.mar.2014 - Muro na avenida Edgard Romero, na zona norte do Rio de Janeiro, é pichado com frase em memória de Cláudia Ferreira da Silva, 38, que foi arrastada por uma viatura da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Douglas Viana/Agência O Dia/Estadão Conteúdo Mais
19.mar.2014 - Familiares da auxiliar de serviços gerais Cláudia da Silva Ferreira, 38, arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos no morro da Congonha, na zona norte do Rio, no domingo (16), foram recebidos nesta quarta (19) pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Tânia Rêgo/Agência Brasil Mais
19.mar.2014 - Familiares da auxiliar de serviços gerais Cláudia da Silva Ferreira, 38, arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos no morro da Congonha, na zona norte do Rio, no domingo (16), foram recebidos nesta quarta (19) pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Tânia Rêgo/Agência Brasil Mais
19.mar.2014 - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, recebeu nesta quarta-feira (19) família da auxiliar de serviços gerais Cláudia da Silva Ferreira, 38, arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos no morro da Congonha, na zona norte do Rio, no domingo (16) Shana Reis/GOVRJ Mais
19.mar.2014 - O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, recebeu nesta quarta-feira (19) família da auxiliar de serviços gerais Cláudia da Silva Ferreira, 38, arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos no morro da Congonha, na zona norte do Rio, no domingo (16) Shana Reis/GOVRJ Mais
19.mar.2014 - Os três policiais militares que arrastaram a auxiliar de serviços gerais, Cláudia Ferreira Silva, no Morro da Congonha, no subúrbio do Rio, no domingo (16), prestam novo depoimento no 29º DP, em Madureira, na zona norte nesta quarta-feira (19). Cláudia foi arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante tiroteio entre a polícia e criminosos na comunidade no domingo (16) Ale Silva/Futura Press/ Estadão Conteúdo Mais
21.mar.2014 - Familiares de Claudia Silva Ferreira chegam à 29ª DP para prestar depoimento, no Rio de Janeiro. Cláudia foi baleada no Morro da Congonha, na zona norte do Rio, e posteriormente seu corpo foi arrastado pelo carro da Polícia Militar no caminho para o hospital Rafael Moraes / Agência O Globo Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais usam manequim durante a reconstituição da morte da auxiliar de serviços gerais Cláudia da Silva Ferreira, 38, arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante um tiroteio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais usam manequim durante a reconstituição da morte da auxiliar de serviços gerais Cláudia da Silva Ferreira, 38, arrastada por um carro da Polícia Militar após ser baleada durante um tiroteio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais
3.abr.2014 - Policiais da 29ª Delegacia Policial (Madureira) realizam na manhã desta quinta-feira a reconstituição do caso Claudia Silva Ferreira, morta e arrastada após operação no morro da Congonha, na zona norte do Rio. Participam da remontagem dos fatos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, os cinco policiais militares envolvidos na operação de retirada de Cláudia da comunidade e testemunhas Fabio Teixeira / UOL Mais