! Migração entre países emergentes é maior - BOL Notícias

Brasil Online

Busca
Sexta-feira, 28 de NOVEMBRO de 2014

Imprimir

05/10/2009 - 03h35

Migração entre países emergentes é maior

Metade das pessoas que emigram no mundo se movimenta entre países em desenvolvimento, mais do que os 37% que vão de nações em desenvolvimento para países desenvolvidos, informa reportagem de Cláudia Antunes para a Folha (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal). Dez por cento mudam-se de um país desenvolvido para outro.

Brasil fica em 75º lugar no ranking do IDH; veja lista completa

Essas são algumas das informações com que o Pnud (Programa da ONU para o Desenvolvimento) pretende "desafiar estereótipos" ao divulgar nesta segunda-feira o relatório "Ultrapassar barreiras: mobilidade e desenvolvimento humano". O relatório defende com veemência a mobilidade como uma das liberdades fundamentais e do movimento humano como "exercício dessa liberdade".

O Pnud chama atenção para as barreiras políticas, econômicas e burocráticas que mantêm em cerca de 3% a proporção de emigrantes no total da população mundial, nível semelhante ao de 50 anos atrás, antes da mundialização financeira, da última onda de liberalização comercial e do fim do bloco soviético.

O relatório do Pnud também calculou, pela primeira vez, o contingente de migrantes internos: 740 milhões de pessoas. E chama atenção para que um terço dos países ainda impõe algum tipo de restrição a esse movimento, incluindo Belarus, China, Mongólia e Vietnã. O documento defende as migrações internas como fator primordial de equalização de renda e acesso a serviços de saúde e educação.

Leia a reportagem completa na Folha desta segunda-feira, que já está nas bancas.

Assine a Folha

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: