Busca BOL

Quarta-feira, 22 de outubro de 2014

BOL Notícias

Dilma decreta luto de três dias pela morte de Chávez

Renata Giraldi
Da Agência Brasil, em Brasília

Atualizado em: 06/03/2013 - 15h56

A presidente Dilma Rousseff decretou luto de três dias, a partir desta quarta-feira (6), pela morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Ele morreu ontem (5) à tarde, após complicações de um câncer na região pélvica. O decreto está publicado na edição de hoje do Diário Oficial da União.

O texto tem dois artigos. “É declarado luto oficial em todo o país, pelo período de três dias, contado a partir da data de publicação deste decreto, em sinal de pesar pelo falecimento de Hugo Rafael Chávez Frías”, diz o decreto, cuja íntegra pode ser lida no site da Imprensa Nacional.

A presidente Dilma Rousseff cancelou a visita que faria à Argentina nesta quinta-feira para ir ao funeral de Chávez, que deve acontecer em Caracas na sexta-feira. Ela viaja à Venezuela amanhã.

O cancelamento do encontro entre Dilma e Cristina Kirchner foi decidido de comum acordo após o anúncio da morte do venezuelano e será remarcado para uma data ainda não definida.

Dilma participou nesta quarta-feira de um fórum de trabalhadores rurais e, ao começar seu discurso, disse que precisava informar que "infelizmente e com tristeza, devo dizer que morreu um grande latino-americano, o presidente Hugo Chávez Frias".

Lembrou que, "em muitas ocasiões, o governo brasileiro não concordou integralmente com o presidente Chávez", mas apontou que "hoje, e como sempre, reconhecemos nele um grande líder, uma perda irreparável, e principalmente um amigo do Brasil e de seu povo".

Dilma disse que lamentava sua morte "como presidente e como pessoa que tinha por ele um grande carinho".

Segundo a presidente, que pediu ao público um minuto de silêncio em memória de Chávez, o venezuelano foi "um líder expressivo e um homem generoso com todos aqueles que neste continente precisaram dele".

Chávez morreu em Caracas às 16h47 (horário local) de ontem, aos 58 anos, vítima de complicações de um câncer na região pélvica. Em dezembro do ano passado, ele foi submetido à quarta cirurgia para a retirada de um tumor maligno. As últimas fotografias de Chávez, em que ele aparece ao lado das duas filhas no hospital, foram divulgadas há duas semanas.

O anúncio da morte do venezuelano foi feito pelo vice-presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, em pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão. O corpo de Chávez será enterrado na sexta-feira (8), às 10h, em Caracas.

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego