PF apreende 2.000 comprimidos de ecstasy em Curitiba

Talita Boros
Do UOL, em Curitiba

  • Divulgação

    Polícia Federal apreendeu 2.000 comprimidos de ecstasy durante operação em Curitiba

    Polícia Federal apreendeu 2.000 comprimidos de ecstasy durante operação em Curitiba

Quatro pessoas foram presas na noite desta terça-feira (5), na CIC (Cidade Industrial de Curitiba), com 2.000 comprimidos de ecstasy. A carga é avaliada em mais de R$ 50 mil. A ação foi realizada pela Polícia Federal (PF) em parceria com a Polícia Militar (PM).

De acordo com a PF, o grupo era formado por jovens de 20 a 25 anos e estava negociando a droga quando os agentes chegaram ao local, por meio de uma denúncia anônima.

O delegado Marco Smith, da Polícia Federal, acredita que os comprimidos seriam comercializados durante o Carnaval. Além da droga, os agentes também apreenderam três veículos que eram usados pelos suspeitos.

Agora a perícia vai analisar as drogas para saber se vieram da Europa ou de algum laboratório clandestino no Brasil ou no Paraguai.

Carnaval

Apesar de vários agentes estarem de férias, o delegado Smith afirma que a época que antecede o Carnaval é quando há uma grande circulação de drogas no país. "Principalmente de lança-perfume, maconha e ecstasy", diz o delegado.

Há alguns anos, os frascos de lança-perfume provenientes da Argentina entravam no país através de fronteiras paraguaias. "Antes existia essa rota de lança-perfume pelo Paraguai mesmo. Hoje não existe mais, e esse caminho passa somente pela Argentina", afirma o delegado.

Justamente durante a "Operação Carnaval", no último dia 25, a Polícia Civil do Núcleo de Repressão ao Tráfico Ilícito de Drogas (Denarc) de Pato Branco apreendeu 12.360 frascos de lança-perfume em uma propriedade rural em Capanema (a 574 km de Curitiba).

Segundo Smith, essa foi a maior apreensão de lança-perfume no Estado. Anteriormente, havia sido em 2007, quando 12.343 frascos da droga foram apreendidos pela PF.


Últimas notícias Ver mais notícias