Após semana de visitas, organizador da agenda do papa deixa o Rio

Do UOL, no Rio

O responsável pela agenda do papa Francisco no Rio de Janeiro em julho para a Jornada Mundial da Juventude, Alberto Gasbarri, e a comitiva do Vaticano volta para Roma neste sábado (27), de acordo com a Arquidiocese do Rio. Gasbarri passou a semana no Brasil, avaliando os locais que podem receber a visita do pontífica durante sua estada na capital carioca.

PÚBLICO

A organização da Jornada Mundial da Juventude espera receber público de 2,5 milhões a 4 milhões de pessoas. Só em Copacabana, durante as principais atividades, há expectativa de fluxo de 2 milhões de pessoas. Já em Guaratiba, onde ocorrerão a missa e a vigília da JMJ, pelo menos 1,5 milhão de pessoas devem passar pelo local

A agenda da comitiva que avalia as propostas para a programação do papa no Brasil esteve no Theatro Municipal na sexta-feira (26) e terminou oficialmente com uma reunião reservada na Arquidiocese do Rio de Janeiro. Gasbarri leva a análise das propostas feitas para receber a visita do pontífice. A agenda oficial do papa no Rio será anunciada no dia 7 de maio.

Na quinta-feira (25), o representante do Vaticano passou por comunidades pacificadas da zona norte do Rio - Mangueira, Tuiuti, Jacarezinho, Mandela, Varginha e outras comunidades do Complexo de Manguinhos. Ele também esteve na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, que pode receber a visita de Jorge Bertoglio.

A Quinta da Boa Vista receberá a Feira Vocacional do evento. Gasbarri recebeu a planta do local, com os pontos estratégicos de tendas onde aconteceram cerimônias durante a jornada. 

Uma visita a uma favela também foi sugerida ao Vaticano e está sendo estudada pelo grupo. No Palácio Guanabara, houve uma reunião sobre o ato protocolar para recepcionar o papa. Em Copacabana e Guaratiba, foram feitas análises técnicas para utilização dos espaços.

Gasbarri e a comitiva também estiveram na Base Aérea do Galeão; no Hotel Golden Tulip, em Copacabana, na zona sul, que vai abrigar a imprensa internacional; na cidade de Aparecida (SP); no Centro de Estudos do Sumaré, que pode hospedar o papa; além do Hospital São Francisco de Assis na Tijuca; e o Campus Fidei em Guaratiba, onde ocorrerão dois dos eventos oficiais da Jornada - a vigília e a missa.


Últimas notícias Ver mais notícias