Vídeo mostra momento em que Feliciano expulsa garotas que se beijaram em evento gospel

do BOL, em São Paulo

A produtora que fez a cobertura do evento gospel "Glorifica Litoral", em São Sebastião (SP), divulgou vídeo que mostra a polêmica envolvendo o deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que ordenou a prisão de duas jovens que se beijaram durante seu discurso, no domingo (15).

Intitulado "A verdade sobre a prisão de duas meninas em culto realizado pelo Pastor Marco Feliciano", o vídeo tem pouco mais de seis minutos de duração e resume o ocorrido, com imagens do momento em que as duas garotas se beijam e das declarações do deputado no palco do encontro religioso.

Na abertura do evento, baseado no artigo 208 do Código Penal, um locutor alerta que manifestantes poderão ser presos caso atrapalhem o culto. Depois de apresentação musical com um pastor, o vídeo mostra a entrada de Marco Feliciano, que é recebido com aplausos pelos fieis. No meio da multidão, alguém levanta uma placa em homenagem ao pastor: "Marco Feliciano, obrigado por representar minha família".

Assim que o religioso cumprimenta a plateia, Joana Palhares, 18, e Yunka Mihura, 20, aparecem e se beijam na boca.

"Eu queria convidar a igreja, que aqui está reunida, a pegar nas mãos uns do outros enquanto a Polícia Militar, que aqui está, dê um jeitinho naquelas duas garotas que estão beijando no meio de um culto. Aquelas duas meninas têm que sair daqui algemadas", disse Feliciano, que recebeu apoio dos fieis.

"A Guarda Civil, por favor!", pediu o deputado. "Não adianta fugir", ameaçou, enquanto alguém gritava: "Segura! Segura".

"Isso aqui não é a casa da mãe Joana, isso aqui é a casa de Deus", disse Feliciano, que foi ovacionado pela multidão.

"Eu imagino o pai e mãe dessas criaturas. Eu imagino o amor de um pai e de uma mãe sabendo que seus filhos estão fazendo isso no meio de praça pública. Eu vou orar pela vida de de vocês para Deus ter piedade. Vou orar para Jesus salvar vocês. Vou orar para que Jesus te dê a alegria que ele deu para todos nós aqui", finalizou o pastor.

Confira o vídeo:

(Com informações do site "Anonymous Brasil")


Últimas notícias Ver mais notícias