Jornalista é encontrado morto em Valentim Gentil, no interior de São Paulo

José Bonato
Do UOL, em Ribeirão Preto (SP)

  • Reprodução/Facebook

    O jornalista Hélton Souza foi encontrado morto nesta quinta-feira (27) no município de Valentim Gentil, no interior de São Paulo

    O jornalista Hélton Souza foi encontrado morto nesta quinta-feira (27) no município de Valentim Gentil, no interior de São Paulo

Um jornalista foi encontrado morto por enforcamento na manhã desta quinta-feira (27) no galpão de um recinto de exposição que está sendo construído em Valentim Gentil (535 km de São Paulo). Hélton Souza, 28, estava com parte da camiseta enrolada no pescoço e outro pedaço enfiado na boca, segundo o empresário Luiz Carlos Martins, 44, cunhado dele.

"Ele recebeu muitos chutes no órgão genital. Levaram um notebook e um toca-CD", afirmou o empresário. O carro de Hélton Souza, um GM Onix de cor branca, foi abandonado a três quilômetros do local onde o corpo foi encontrado.

De acordo com Martins, o jornalista foi visto pela última vez às 18h de quarta-feira (26), em Fernandópolis (553 km de São Paulo).

A mãe dele, segundo o cunhado, recebeu duas mensagens por celular depois do sumiço do filho. Uma na quarta-feira informando que ele iria dormir na casa de um amigo. A segunda, na madrugada desta quinta-feira, dizia que ele estava indo para o Paraguai.

O corpo foi encontrado por um pedreiro por volta das 9h10. A Polícia de Valentim Gentil trabalha com a hipótese de o crime ser latrocínio (roubo seguido de morte).

"Ele era um ótimo rapaz. Não tinha vícios e era muito responsável", afirmou o empresário.

Velório
O jornalista Hélton Souza trabalhava na assessoria de imprensa da Santa Casa de Fernandópolis. Ele teve passagens pelo "Diário da Região", de Rio Preto (438 km de São Paulo) e pela "Folha da Região", de Araçatuba (527 km de São Paulo).

"Era uma excelente pessoa e bom profissional. Fui chefe dele nos dois diários", afirma o jornalista Milton Rodrigues, 49, editor de Cidades do "Diário da Região".

O corpo de Hélton Souza está no IML (Instituto Médico Legal) de Votuporanga (521 km de São Paulo). Ele será velado e enterrado nesta sexta-feira (28) em Pedranópolis (547 km de São Paulo), onde moram seus familiares.
Hélton Souza deixa a irmã, Helen, 37, e os pais. 


Últimas notícias Ver mais notícias