Mulher tem os seios mutilados ao ser arrastada por carro em SC

Dinilson Vieira
Do UOL, em Joinville (SC)

Uma mulher teve os seios mutilados ao ser arrastada debaixo de um carro por aproximadamente 800 metros, após uma discussão de trânsito em Rio do Sul (189 km de Florianópolis). Ela será submetida a uma cirurgia na manhã desta segunda-feira (14), no Hospital Regional Alto Vale, que fica no município.

Maristela Stringhini, 40, ainda sofreu queimaduras nos braços, pernas e costas, mas permaneceu consciente durante todo o socorro realizado pelo Corpo de Bombeiros. O condutor do veículo se apresentou à Polícia Civil horas depois e foi liberado. Ele deverá responder criminalmente por tentativa de homicídio.

Eram por volta de 3h30 de domingo (13) quando Maristela viajava na garupa de uma motocicleta pilotada pelo marido. Na rua Tuiuti, no centro de Rio do Sul, a moto acabou se envolvendo numa colisão com uma Saveiro dirigida por Julio César Leandro, 21.

Segundo a Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, provavelmente houve um desentendimento entre os dois condutores. O motorista então acelerou, arrastando Maristela debaixo do carro, entre as rodas traseiras e dianteiras.

A Saveiro só parou no final da rua Tuiuti, onde um taxista alertou o motorista a respeito da mulher presa sob o veículo. Julio então abandonou o veículo sem prestar socorro à vítima.

Maristela perdeu os seios pelo contato do corpo no asfalto. O acidente foi tão grave que o capacete dela se partiu ao meio.

Nesta segunda-feira, o Hospital Regional informou que o quadro clínico de Maristela é grave, porém estável e que a paciente estava sendo preparada para dar entrada no Centro Cirúrgico.

O casal reside em Lages, na Serra catarinense, e estava em Rio do Sul a passeio.

A Delegacia da Mulher informou que Julio César se apresentou ao plantão às 19h30 de domingo, acompanhado do pai. Segundo a polícia, ele chorou muito e contou que, após a discussão na rua, o condutor da moto acelerou em direção à Saveiro. Já o marido alegou que foi o motorista quem acelerou contra sua moto.

A delegada Karla Bastos Miguel, responsável pelo inquérito, pretende ouvir testemunhas do episódio e assistir a imagens possivelmente gravadas por câmeras de monitoramento da rua onde aconteceu o acidente.

A delegada quer entender em que circunstâncias a vítima foi parar debaixo do carro. Por se apresentar espontaneamente à delegacia e não ter antecedentes criminais, o rapaz foi liberado.


Últimas notícias Ver mais notícias