"O jornalismo brasileiro anda amordaçado", dispara Rachel Sheherazade

Do UOL, no Rio

Na noite deste domingo (16), na estreia da nova temporada do programa "Pânico na Band", Rachel Sheherazade comentou sobre as críticas que vem recebendo do público e dos colegas jornalistas sobre as suas opiniões à frente da bancada do jornal "SBT Brasil". A âncora disse não concordar com a postura da imprensa brasileira e acha que deveria ser defendida pelo Sindicato dos Jornalistas, ao invés de ser julgada por suas declarações no telejornal.

"O jornalismo brasileiro anda amordaçado. O jornalista brasileiro é inteligentíssimo, mas ele vive por trás de ideologias e politicismo. Eles deviam ter me protegido quando me ameaçaram estuprar na internet, ao invés de ajudarem a colocar lenha na fogueira. Se o Sindicado dos Jornalistas defende a censura tudo vai acabar na opressão", declarou.

Segundo Rachel, só uma minoria do público discorda de seu ponto de vista sobre a violência no Brasil: "Eu tive muito mais repercussão positiva do que negativa sobre o que eu disse. Eu falo o que muitas pessoas gostariam de dizer e não têm coragem".

Apesar das constantes críticas ao governo, a jornalista revelou que não é de esquerda: "Eu sempre gostei do PT. Eu fui uma militante do partido. Eu achava que o PT era um partido diferenciado e quando ele chegou ao poder eu vi que ele é comum igual a qualquer outro".

Ao ser questionada sobre qual era o seu conhecimento sobre a maconha para se manifestar contra a liberação da droga no Uruguai, Rachel disse: "O conhecimento que eu tenho é de médicos e profissionais da saúde que falam sobre a droga. Nós temos o cérebro tão completo e o usamos tão pouco".

A contratada de Sílvio Santos também falou ser contra as violentas manifestações e a onda de "rolezinhos" que se espalharam pelo país: "Eu acho desnecessário tudo isso. É melhor dar a resposta dessa indignação toda na urna. O brasileiro tem esse poder de mudar o Brasil".

Ao finalizar a entrevista, Rachel aproveitou para esclarecer os boatos de que seus colegas de emissora estariam fazendo um abaixo assinado para ela ser mandada embora do SBT: "É tudo mentira. Isso daí é intriga da oposição".


Últimas notícias Ver mais notícias