Comemoração expõe foco de Ronaldinho na Libertadores: "É sempre uma final"

Bernardo Lacerda
Do UOL, em Vespasiano (MG)

  • AFP PHOTO / Nelson ALMEIDA

    Ronaldinho Gaúcho não conteve à emoção ao marcar contra o São Paulo: "Aqui é Galo"

    Ronaldinho Gaúcho não conteve à emoção ao marcar contra o São Paulo: "Aqui é Galo"

Ronaldinho Gaúcho deixou claro o desejo de conquistar a Libertadores, título que não tem no currículo, no primeiro jogo das oitavas de final. Ao comemorar o primeiro gol da vitória sobre o São Paulo, por 2 a 1, no Morumbi, o camisa 10 do Atlético-MG correu em direção à sua torcida e gritou: "Aqui é Galo".

"Particularmente trato como se fosse uma final. Quando passa para esta fase, é sempre uma final. Tem de encarar deste jeito, não pode perder, pois dificulta muito ou fica fora da competição, eu encaro assim", observou Ronaldinho Gaúcho.

O meia atleticano tem demonstrado a motivação no confronto com o São Paulo, que volta a enfrentar o Atlético, nesta quarta-feira, às 22h, no Independência. Apesar de não inflamar o discurso e adotar a tática do respeito, Ronaldinho quer levar o Atlético a mais uma classificação na Libertadores.

Torcedor, com doença rara nos rins, realiza sonho de conhecer Ronaldinho

  • Bernardo Lacerda/UOL

    O meia-atacante Ronaldinho Gaúcho ganhou uma visita de um fã norte-americano, que foi até a Cidade do Galo, para realizar o sonho de conhecer o atleta. José Arreolo, que possui uma doença rara nos rins, chamada nefropatia, acompanhou todo o treino e teve o esperado encontro com o jogador do Atlético-MG. O torcedor, de 17 anos, mostrou entusiasmo em poder assistir ao treino, mesmo sendo natural de um país em que o futebol não é o primeiro esporte. A cada jogada individual de Ronaldinho, vibrava assentado na arquibancada e comentava com a irmã.

"Cada jogo é uma história, o que passou, passou, são mais 90 minutos. A gente espera dificuldade, são grandes jogadores, vão trazer dificuldades, vamos jogar como a gente sempre joga dentro de casa", afirmou.

Ronaldinho foi um dos principais nomes do Atlético para conseguir a virada sobre o São Paulo na última quinta-feira. O meia iniciou a reação ao marcar o gol de empate e não se contar na comemoração. O segundo foi marcado por Diego Tardelli na etapa final.

"Não tem como explicar, ali é momento de emoção, da maneira como identifico com a torcida, com o clube, momento muito legal, momento maravilhoso. Não tem explicação, dentro de campo a emoção vem e ali dá tudo certo", ressaltou Ronaldinho Gaúcho.

O camisa 10 atleticano procura motivar os companheiros neste momento decisivo para o time alvinegro. "Chegou o momento que todo jogador espera passar, os jogos importantes, motivação a mil por centro, motivação para dar alegria aos torcedores", disse.


Últimas notícias Ver mais notícias