Hino cantado pelo público emociona e turbina a seleção brasileira

Mauricio Stycer e Paulo Passos
Do UOL, em Fortaleza

  • REUTERS/Paulo Whitaker

    Felipão comemora a vitória contra o México

    Felipão comemora a vitória contra o México

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, elogiou o comportamento do torcedor na vitória sobre o México, por 2 a 0, nesta quarta-feira, em Fortaleza. Segundo o treinador, até o árbitro do jogo, o inglês Howard Webb, se emocionou com o público cantando o hino nacional antes do jogo começar.

"Eu fui cumprimentar o árbitro no vestiário depois do jogo, porque sempre tivemos um ótimo relacionamento. Ele disse que nunca tinha visto algo igual. A música parar e o público seguir cantando. Temos que dizer muito obrigado ao público de Fortaleza", afirmou o técnico.

Antes do jogo começar, o público não se contentou com a versão resumida de 90 segundos do hino, imposta pela Fifa, e continuou cantando depois que a gravação executada terminou. A primeira parte do hino nacional foi cantada inteira.

Na saída do estádio, praticamente todos os jogadores falaram sobre o impacto da cena ocorrida antes de a partida começar, com o público cantando o hino mesmo depois de encerrada a versão oficial da Fifa.
 
"Eles começaram a ganhar o jogo pra gente", disse o lateral Daniel Alves. "Falta palavras para qualificar o empenho da torcida. Foi arrepiante". Já Hulk observou: "Não tinha como não correr depois dessa. Não tem incentivo melhor".
 
O goleiro Julio Cesar ficou igualmente impressionado. "Aquele patriotismo, todo mundo cantando junto. Foi lindo", disse. "Mexeu muito com a gente. O povo cearense está de parabéns", concordou Neymar. "Hino não ganha jogo, mas dá força para você entrar ainda mais concentrado no jogo", acrescentou Fred.
 
David Luiz disse que foi questionado até pelos mexicanos sobre a cena vista no estádio. "Eles vieram me perguntar: 'que atmosfera é essa?' Para mim, que saí cedo do país, é importante poder sentir esse carinho".

O Brasil volta a jogar no próximo sábado contra a Itália, em Salvador. A equipe viaja para a capital baiana nesta quinta-feira.


Últimas notícias Ver mais notícias