Lima e Hilbert se distanciam de polêmica racial e apostam em tom sério

Bruno Freitas e José Ricardo Leite
Do UOL, na Costa do Sauipe

Cérebros "trancados" para polêmica e tom sério, sem invenções. É essa a aposta do casal Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert para uma boa apresentação da cerimônia do sorteio dos grupos da Copa do Mundo, nesta sexta-feira, na Costa do Sauipe. O evento começa às 14h (horário de Brasília) e terá acompanhamento em Tempo Real pelo UOL Esporte.

Os atores globais viram seus nomes serem questionados por parte do público por uma suposta questão racial ao substituírem a dupla Lázaro Ramos e Camila Pitanga, que seria a primeira escolha da GEO, empresa contratada para organizar a festa.

Essa possibilidade foi negada pelos responsáveis pela escolha." Olha esse elenco do sorteio e veja se alguém pode ser acusado de racismo? A Fifa não tem nada a ver com isso, é decisão do COL, que consulta a Fifa e a gente. Várias pessoas foram cogitadas: Gisele Bündchen, Fernanda Torres, Marcio Garcia, Rodrigo Santoro..", disse Luiz Gleiser, diretor da Rede Globo, da GEO e responsável pelo conteúdo artístico da festa.

Lima e Hilbert se mostraram incomodados com a repercussão. Nesta semana, na Costa do Sauipe, quando procurados para entrevista, já expuseram a indignação. "Prefiro não falar porque estou cansada disso tudo", disse a apresentadora.

Aos poucos, com a condição de não tocar no assunto, falaram sobre a apresentação. Focam em algo sem grandes sacadas ou invenções. "Lá no meu programa ('Amor e Sexo') eu falo o que eu quiser, mas aqui não. A gente segue à risca roteiro, nem mudar palavra a gente pode", falou Fernanda. "Não tem muito o que inventar, são textos para ler", completou.

A escolha de ambos, no entanto, não parece ter qualquer conotação racial, mas sim uma tacada de segurança da organização pelo bom desempenho que Lima e Hilbert tiveram ao representar o país em vários eventos ligados ao Mundial de 2010, na África do Sul.

Depois de erros no sorteio da Copa das Confederações, como a confusão do chef Alex Atala, o COL decidiu manter o que deu certo em outras ocasiões. "Fizemos tudo direitinho lá", falou Hilbert.

Uma amostra de que a questão racial não passa de especulação é que há vários negros entre os músicos escolhidos para o show. Vanessa da Mata, Alexandre Pires, Emicida, Alcione,  Margareth Menezes e o grupo Olodum vão cantar em uma cerimônia que terá imagens das diversas faces do Brasil.

Inspirado no slogan oficial "Juntos num só ritmo", o show se baseará nos cinco pilares que, segundo a organização, simbolizam o Brasil: sociedade coesa, poder da inovação, natureza exuberante, futebol vibrante e terra da alegria.

O sorteio será transmitido para 193 países, contando com a participação aproximadamente 1300 convidados e 2000 representantes da imprensa mundial. Na ocasião, serão definidos os confrontos entre as 32 seleções que se classificaram para a Copa do Mundo no Brasil, que começará no dia 12 de junho de 2014.


Últimas notícias Ver mais notícias