Exército afegão contém ofensiva talibã com morte de 260 rebeldes

CABUL, 28 Jun 2014 (AFP) - O Exército afegão deteve uma ofensiva dos talibãs na província de Helmand (sul) e matou 260 rebeldes, anunciou o Ministério afegão do Interior neste sábado.

"A ofensiva dos talibãs foi repelida. Nossas forças avançam agora na direção dos talibãs no distrito de Sangin", disse à AFP o porta-voz da pasta, Sediq Sediqqi.

"Eles resistem em alguns setores, mas seu objetivo, que era tomar distritos em Helmand, foi totalmente desativado", acrescentou.

De acordo com Sediqqi, o avanço das forças afegãs é lenta, porque os talibãs colocaram minas explosivas em alguns setores. O porta-voz informou que a polícia neutralizou 60 minas em Sangin na sexta-feira.

Sediqqi disse ainda que 260 talibãs foram mortos, além de 28 membros das tropas afegãs. Pelo menos 35 policiais ficaram feridos. Os combates também deixaram vítimas civis, mas as autoridades ainda não divulgaram um número oficial.

Em sua conta no Twitter, Sediqqi anunciou a morte de oito comandantes talibãs.

Os confrontos começaram em 19 de junho, quando centenas de rebeldes islâmicos atacaram o distrito de Sangin. Outros três distritos foram atacados em seguida: Nowzad, Kajaki e Mussa Qala.

Segundo Ghulam Faruq Parwani, uma autoridade militar do sul do Afeganistão, os talibãs foram expulsos desses três distritos no sábado.

Em um comunicado, o porta-voz talibã Qari Yusuf Ahmadi declarou que os combatentes rebeldes "atacaram vários postos de controle no distrito de Sangin". Ele também citou mortos nas fileiras do Exército.

Um possível ressurgimento militar dos talibãs preocupa os afegãos e a comunidade internacional, em um momento de fragilidade do processo eleitoral para escolher o novo presidente pelas acusações de fraude.



us-emp/cgu/jz/me/tt


Últimas notícias Ver mais notícias