10 artistas que já se arrependeram de fazer filme pornô

do BOL

Deslumbrados pelo dinheiro, pela oportunidade de fama e até mesmo por vingança, as celebridades a seguir protagonizaram filmes pornográficos, mas se arrependeram. Veja quem são e confira as razões para eles lamentarem essa parte da carreira.
 

Leia também:

 

Divulgação
Divulgação

1

Gretchen

A Rainha do Bumbum falou sobre seu arrependimento para o livro "Gretchen, Uma Biografia Quase Não Autorizada" (2015), de Gerson Couto e Fábio Fabrício Fabretti. Em entrevista para a Época, ela comentou o assunto: "Eu mudaria a situação do filme adulto, sabe? Se puder usar esse termo, eu agradeço. Isso sempre foi contra os meus princípios". Na obra, a mãe de Thammy revelou ter faturado cerca R$ 1,5 milhão e aceitou a proposta de fazer o filme com o então namorado, Guto Aguiar, justamente por causa de dinheiro, pois enfrentava problemas financeiros na ocasião. Apesar de a grana ter ajudado, ela diz que o trabalho é motivo de grande arrependimento. "Paguei e ainda estou pagando, talvez pague eternamente. Em contrapartida, não me arrependo do dinheiro recebido. Na época, eu frequentava a igreja evangélica e foi horrível conviver com o julgamento de algumas pessoas. Me arrependo, e isso é um direito meu. Odiei e jamais faria novamente", afirmou
Divulgação
Divulgação

2

Alexandre Frota

"Eu jurei para mim que nunca mais faria filme pornô. Nunca mais. Independente do valor. Foi um momento da minha vida em que eu estava muito louco, totalmente sem rumo, sem freio e optei por isso. Eu me arrependo principalmente por causa da minha mãe e da minha família. Eu sei o quanto eu magoei, feri e deixei principalmente minha mãe triste com esse assunto. Eu nunca consegui olhar nos olhos da minha mãe e conversar com ela sobre isso. Se eu pudesse apagar essa 'parada', eu apagaria", afirmou Frota em entrevista para Ana Hickmann. Porém, ele repetiu as declarações diversas vezes, atestando que apesar de na época precisar de dinheiro, hoje, não faria o mesmo tipo de trabalho outra vez. Durante conversa com Danilo Gentili, ele comentou sobre o filme adulto que protagonizou com a ex-chacrete Rita Cadillac: "Meu maior erro. Parecia que eu estava pegando a minha avó. Foi difícil". Já ao falar novamente sobre a colega de trabalho, dessa vez para Lucimara Parisi, ele foi ainda mais indelicado: "Prefiro transar com travesti do que com a Rita Cadillac". Ele também protagonizou um filme ao lado da travesti Bianca Soares
Divulgação
Divulgação

3

Leila Lopes

"Um inferno", descreveu Leila Lopes a respeito do que ela afirmou ser uma notícia mentirosa de que faria um filme pornô. "Imagine como minha família está neste momento diante das mentiras que estão sendo divulgadas? Ainda bem que não tenho filhos. Não sei como explicaria esta situação para eles", disse ao Ego, em 2008, negando que teria feito tal gênero de filme e desafiando quem dissesse o contrário a provar que ela teria gravado uma película adulta. Porém, um mês depois de várias entrevistas negando repetidamente que tivesse gravado qualquer cena do tipo, ela apareceu no lançamento de "Pecados e Tentações", da produtora Brasileirinhas, protagonizado por ela. Não havia mais como negar a participação após a capa do filme ter sido divulgada na mídia. Apesar de ter dito que o trabalho proporcionou novas oportunidades profissionais, ela confessou ter chorado muito após as gravações. Outros dois filmes foram lançados com Leila e, em 2009, seis meses após o lançamento do terceiro, ela cometeu suicídio, fato que levantou muitas especulações sobre um possível arrependimento sobre as películas
Divulgação
Divulgação

4

Mateus Carrieri

"Reconheço que foi uma escolha errada, que de alguma forma me atrapalhou - talvez me atrapalhe até hoje. Evito falar sobre isso porque existe o Google e, toda vez que falo, o assunto ressurge entre os primeiros resultados para quem busca pelo meu nome", disse ao Globo o ator que viu o sucesso atingir seu auge por causa de sua atuação na novela "Chiquititas", na qual interpretou Miguel, o pai da personagem Mili. Porém, após mais de 20 novelas no currículo, ele revelou não ter mais trabalhos na TV justamente por conta dos filmes adultos. "Acho que dimensionei errado o quanto isso iria me prejudicar. Se pudesse voltar no tempo, não teria feito filmes pornôs, teria pensado melhor", desabafou em entrevista ao iG. O ator atuou em três películas do gênero entre 2006 e 2007
Divulgação
Divulgação

5

Marcos Oliver

"Na época meu pai ficou doente, sofreu infarto e precisava de dinheiro para pagar sua internação. O convite chegou neste momento e foi a única alternativa de conseguir dinheiro. E me pagaram até adiantado porque sabiam do meu problema. Foi por necessidade, tanto que precisei tomar remédio para sentir tesão", desabafou ao UOL o ex-participante de "A Fazenda 6". Durante o confinamento, a ex-mulher dele, Faby Monarca, já havia dado entrevistas afirmando que o peão desejava apenas esquecer o passado, o que ele confirmou ainda no reality. "Tu não sabe o que eu passei lá fora. Por causa desse filme que eu fiz, estou há seis anos desempregado", disse aos prantos ao colega Beto Malfacini. Oliver esteve, inclusive, na mesma edição de "A Fazenda" que Rita Cadillac, com quem atuou em um filme adulto
J. Domingos/Divulgação MBB6
J. Domingos/Divulgação MBB6

6

Cleo Cadillac, afilhada da Rita Cadillac

"No começo me arrependi muito, fiquei bastante triste e depressiva, mas depois me acostumei com os comentários", confessou ao R7. Para o TV Fama, ela afirmou que uma coisa que fez na vida e da qual se arrependeu foi mesmo a atuação no gênero de filmes adultos: "Me arrependi bastante. Não teria feito se fosse hoje. Agi pelo impulso, pelo momento e pelo dinheiro"
Divulgação
Divulgação

7

Carol Miranda, sobrinha da Gretchen

Estrela dos filmes "Fiz Pornô, Mas Continuo Virgem", no qual faz apenas anal, e "Perdendo o Selinho", em que perde a virgindade, a sobrinha de consideração de Gretchen revelou ao Ego se arrepender das atuações. "Não tem muito o que contar. Só posso dizer que foi difícil fazer. Doeu muito. Fiquei nervosa, e até hoje, me arrependo um pouco. Não recebi [outras propostas], mas mesmo se tivesse, não faria. Não gostei da experiência. Foi bem difícil. Fiquei mexida por causa da minha família. Minha mãe ficou muito triste", disse ela, que recebeu R$ 500 mil pelos dois filmes
Divulgação
Divulgação

8

Julia Paes

A ex-namorada de Thammy Miranda se converteu, virou evangélica e resolveu deixar de lado o passado de filmes pornôs. Ela, inclusive, mudou de nome e passou a ser conhecida como Laíne Souza. "Me arrependo de muitas coisas e acho que isso faz parte de crescer." Ela afirmou em entrevista ao Super Pop, que os filmes aconteceram em "um momento de precipitação". "Foi uma exposição muito grande, e vou ser sempre a ex-atriz pornô, a ex de Thammy Gretchen. Eu entendo esses rótulos, mas chega uma hora que cansa. Você pode fazer o que for, o trabalho mais brilhante, que perde todo o brilho. Quem vai dar atenção para o que uma ex-atriz pornô está falando?", disse ao Ego
Divulgação/Revista Sexy
Divulgação/Revista Sexy

9

Thammy Miranda

Quem concorda com Julia/Laíne é justamente Thammy. Em entrevista ao Extra, ela revelou ter um grande arrependimento na vida, justamente a atuação em filmes adultos. "Me arrependo de ter feito filme pornô, pelo peso que o filme pornô tem", disse ela concordando com a ex quanto ao rótulo destinado a quem atua no segmento
Divulgação
Divulgação

10

Vivi Ronaldinha

Atualmente evangélica, a ex-Ronaldinha disse ao G1 que protagonizou filme pornô por dinheiro e vingança. "Foi a questão financeira que chamou a atenção. Seria, no mínimo, R$ 500 mil. Quando o produtor mandou a minuta, eram cinco cenas. A negociação durou 40 dias. Exigi carro importado e apartamento. Eles aceitaram. Mas foi muito difícil. Agora seria para todos, e para sempre. A primeira cena foi em São Paulo, mas eu chorei tanto que não foi aproveitada". Em outro momento do filme, no entanto, Viviane contracena com vários atores ao mesmo tempo e ela própria deu a ideia. "Quem sugeriu fui eu. Estava muito louca e fiz por vingança. Eu queria atingir algumas pessoas em um momento de muita revolta. Em todas as gravações eu estava muito louca, cheirada. Dediquei essa cena para algumas pessoas em uma rede social na internet." Sobre a guinada em sua vida e o recomeço na religião, ela contou ao G1 que atua como missionária e compartilha sua história com outras pessoas. "Sempre quis me tornar uma pessoa pública, a exposição não me incomoda. Eu fiquei dois anos sem ver televisão ou internet. Um dia, em uma livraria evangélica, li os comentários abaixo de uma pregação minha. Algumas pessoas me chamavam de vagabunda. Fui mesmo, mas hoje sou uma nova criatura. Mas fiquei muito chateada quando falaram dos meus filhos. Hoje, como missionária, não só leio como respondo. Foi por Deus que eu consegui me livrar de todo o mal que estava sobre minha vida. E através de mim, várias garotas de programa têm se convertido. Também digo para os jovens que não se iludam com o mundo da pornografia. Não vai abrir portas, só a do cemitério"