10 fatos controversos sobre Santa Teresa de Calcutá

do BOL

  • Reprodução/BBC

Há 20 anos morria Madre Teresa, em Calcutá, na Índia, tornada santa em setembro de 2016 pelo papa Francisco. A mulher que dedicou sua vida a fazer o bem, tratar de enfermos e cuidar dos pobres, tinha lá suas controvérsias e rumores de que sua bondade não era tão abrangente a todos. Veja nesta lista alguns fatos controversos, baseados em relatos do médico  Aroup Chatterjee, que escreveu o livro "Mother Teresa The Final Veredict" (Madre Teresa, O Veredito Final) e foi uma das principais fontes de informação para a composição do documentário "Hell's Angel" (Anjo do Inferno), do jornalista norte-americano Christopher Hitchens, de 1994, que expôs, pela primeira vez em nível mundial, o lado obscuro das ações de Madre Teresa

Reprodução/Bradkronen
Reprodução/Bradkronen

1

Prêmio Nobel da Paz

Agraciada com o maior prêmio da paz mundial, a beata era acusada de ser fanática religiosa, amiga de ditadores e corruptos, segundo o médico Aroup Chatterjee, que também contou que Madre Teresa "pedia resignação aos enfermos e os ajudava a morrer, sem lhes dar cuidados profissionais"
Reprodução/Flash Haiti
Reprodução/Flash Haiti

2

Política

Madre Teresa sempre afirmava que não fazia política, apesar de ter dado seu reconhecimento ao ditador do Haiti Jean-Claude Duvalier e ao regime totalitário de Enver Hoxha, na Albânia
Reprodução/NPR Berlin
Reprodução/NPR Berlin

3

Esmola

Nos anos 1980, Teresa aceitou doações que somaram cerca de 1 milhão de dólares vindas de Charles Keating, que foi preso pela maior fraude financeira nos Estados Unidos. Quando Keating foi preso, além de não devolver o dinheiro, a religiosa intercedeu pedindo misericórdia a ele nos tribunais
Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube

4

Missionárias da Caridade

Madre Teresa de Calcutá fundou a Congregação Missionárias da Caridade, que, segundo consta no livro de Chatterjee, recebeu uma fortuna em doações, o que poderia "ter ajudado muitos doentes a viverem melhor". Segundo o autor, ela "não dava nenhum analgésico forte aos moribundos, mesmo nos casos mais extremos, e os cuidados não eram profissionais. Careciam da mais básica higiene, sofriam condições de tortura"
Reprodução/YouTube
Reprodução/YouTube

5

Contra o aborto

Ao receber o Prêmio Nobel, em 1979, Madre Teresa declarou em seu discurso que "o maior destruidor da paz, hoje, é o choro da criança inocente não nascida". Ela pregava também contra os anticoncepcionais
Reprodução/Reddit
Reprodução/Reddit

6

Entrada no céu

Madre Teresa contou, em um vídeo, que converteu mais de 29 mil pessoas que morreram em sua instituição. Segundo ela, "batizou para que São Pedro os deixe entrar no céu". Segundo o médico Chatterjee, ela dizia que "é muito bonito ver as pessoas morrerem com tanta alegria"
Reprodução/Terapeak
Reprodução/Terapeak

7

Agulhas

Em 2008, o cubano-norte-americano Hemley González foi voluntário na congregação de Madre Teresa. Ele conta que ia viajar para a Índia e decidiu fazer um trabalho social, escolhendo a congregação de Teresa por seu forte nome religioso. Mas, segundo ele, logo se deu conta de que "se tratava de uma violação sistemática dos direitos humanos e de um escândalo financeiro". Ele contou que viu que as agulhas só eram lavadas com água e usadas mais de uma vez e que os enfermos recebiam remédios vencidos
Reprodução/Blog Missionaries of Charity
Reprodução/Blog Missionaries of Charity

8

Voluntários despreparados

Segundo Gonzáles, um dos voluntários "deu de comer a um paralítico, que se engastou e morreu". Ele também contou que esteve na cremação de 12 pessoas que, em sua opinião, se tivessem sido mais bem tratados, poderiam ter sobrevivido. Ainda segundo Gonzáles, apesar de já terem se passado 20 anos da morte de Madre Teresa, "as 'Missionárias da Caridade' mais causam danos do que ajudam". Ele defende que, assim como são exigidos transparência e profissionalismo das ONGs , o mesmo deveria acontecer com as Missionárias da Caridade
Reprodução/Buzzle
Reprodução/Buzzle

9

Privilégios

Segundo o doutor Debasis Bhattacharya, diretor da "Science and Rationalists' Association of India", Madre Teresa pregava que os pobres deveriam sofrer para receber o amor de Deus, mas, "quando ficou doente, recorreu a serviços de saúde modernos e caros"
Reprodução/Public Radio International
Reprodução/Public Radio International

10

Milagres

Referindo-se ao primeiro milagre que o papa reconheceu como sendo de Madre Teresa, a cura de um tumor em Mônica Besra, o doutor Debasis Bhattacharya garante que foi uma mentira planejada e que o tumor "não era cancerígeno, mas de tuberculose. Curou-se porque foi diagnosticado e tratado no hospital"