12 curiosidades sobre a vida e a carreira de Camila Pitanga

Colaboração para o BOL

Nós conhecemos Camila Manhães Sampaio por seu nome artístico, Camila Pitanga. Nascida em 14 de junho de 1977, ela completa 41 anos nesta quinta-feira (14.jun.2018). Confira curiosidades sobre a vida da atriz.

Leia também:

Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

1

Criada pelo pai

Filha do ator Antônio Pitanga e da atriz Vera Manhães, Camila, assim como o irmão, o também ator Rocco Pitanga, foi criada pelo pai após o divórcio do casal, que aconteceu quando ela tinha nove anos de idade. "Minha mãe não pôde me criar, porque teve suas dificuldades. Então, estou desenvolvendo esse meu lado agora, com a Antonia [filha de Camila]", contou em entrevista à revista "Claudia". Aos 17 anos, a atriz optou por morar sozinha. Na foto, Camila aparece ainda bebê com a mãe. Vera Manhães, hoje com 68 anos, fez sucesso como modelo, atriz e dançarina na década de 70, mas enfrentou problemas psiquiátricos. "A mamãe fazia tratamento psiquiátrico, e eu tinha essa utopia de que poderia salvá-la, trazê-la para uma estabilidade. Isso foi uma angústia grande durante muito tempo. A terapia me ajudou a aceitá-la como ela é, a amá-la e também a ver a beleza dessa situação peculiar", declarou Camila à revista "Glamour" em 2012
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

2

Relação com a família

A atriz não cansa de demonstrar o bom relacionamento que tem com Antônio Pitanga. "Meu pai foi minha primeira referência masculina. Ele, com seu amor e respeito pelas mulheres, me deu passaporte para amar a mim mesma, aos homens e às mulheres. Eu e a Bené [Benedita da Silva, madrasta de Camila] temos as nossas diferenças, mas ela é ativa no empoderamento feminino, batalha pelo que acredita. Foi uma das pessoas que me fizeram ver que nós, mulheres, temos fibra", revelou para a revista "Claudia" em 2016
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

3

Homenagem ao pai

Aliás foi justamente o pai o motivo da escolha para o nome da - até agora - única filha da atriz, Antonia, de dez anos. Fruto do relacionamento de 11 anos com o diretor de arte Claudio Peixoto, a menina conta com a amizade dos pais em seu cotidiano: "Bato no peito para dizer que eu e o Claudinho somos os melhores ex do planeta", falou a atriz em entrevista para a revista "Claudia". O casal se separou em 2011, quando Antonia tinha três anos
Cristina Granato/Folhapress
Cristina Granato/Folhapress

4

Como conheceu o ex-marido

Camila Pitanga e o pai de sua filha, Antonia, se conheceram nas gravações de um clipe de Milton Nascimento, em 2000. Apesar de terem protagonizado cenas tórridas para as filmagens, Claudio Peixoto esclareceu que, na época, nada aconteceu na vida real, pois ambos eram comprometidos. No entanto, no ano seguinte, já solteiros, voltaram a se encontrar e uma semana depois já moravam juntos. O relacionamento durou 11 anos
Reprodução/Globo
Reprodução/Globo

5

Diante das câmeras

A primeira aparição da atriz em uma filmagem profissional aconteceu aos seis anos como figurante no filme "Quilombo", de Cacá Diegues, no qual o pai atuou. Aos 11, ela tornou-se assistente de palco de Angélica no "Clube da Criança", na TV Manchete. No ano seguinte, começou a fazer aulas de teatro e, aos 16, foi escalada para a minissérie "Sex Appeal", quando ganhou projeção nacional. O sucesso, no entanto, se consolidou em 2000 na pele da índia Catarina Paraguaçu, em "A Invenção do Brasil". Na foto, Camila aparece em cena dessa minissérie ao lado de Selton Mello e Deborah Secco
Divulgação
Divulgação

6

Segunda opção

Um de seus papéis de maior destaque na televisão foi o da personagem Bebel, em "Paraíso Tropical" (2007). No entanto, Camila não foi a primeira opção para dar vida à prostituta. Mariana Ximenes recusou o personagem que a filha de Antônio soube aproveitar tão bem
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

7

Nudez recusada

A sensualidade da personagem Bebel, em 2007, chamou a atenção do público, e a atriz, por consequência, recebeu convites para posar nua para a "Playboy", mas recusou
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

8

Oito anos na faculdade

Em 2005, Camila Pitanga se formou em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Ela permaneceu no curso por oito anos. A demora em concluir os estudos aconteceu por conta de seus compromissos profissionais
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

9

Vítima de ofensas

No ano passado, Rachel Sheherazade chamou Camila Pitanga, assim como outros artistas, como Wagner Moura, de "idiotas inúteis". Na ocasião, a apresentadora do SBT usou as redes sociais para proferir as ofensas. Já em fevereiro deste ano, a atriz foi alvo de uma desconhecida enquanto passeava no shopping com a filha, Antonia. Ao ser chamada de "petista escrota" e, ao ser impedida de continuar andando com a menina pela mulher, Camila reagiu, e o bate-boca precisou ser contido por outras pessoas que passavam pelo local. A atriz chegou a pedir paz à mulher e também que ela liberasse o caminho para poder passar com a filha
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

10

Recusou papel em "Segundo Sol"

Por meio de sua assessoria de comunicação, a Globo informou ao jornal "O Dia" que Camila Pitanga foi cogitada para dar vida a Luzia, atualmente interpretada por Giovanna Antonelli, na trama de João Emanuel Carneiro. No entanto, a atriz recusou a oportunidade, alegando não se sentir pronta para voltar às novelas após o acidente que causou a morte do colega Domingos Montagner, em "Velho Chico" (2016)
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

11

Posicionamento político

Em 2016, Camila se posicionou contra o impeachment de Dilma Rousseff e, após o julgamento que tirou a presidente do poder, a atriz compartilhou uma imagem com as palavras "LUTO e LUTA". Na legenda, ela usou as hashtags #diretasjá #foratemer. Desde 2015, Camila é embaixadora da ONU Mulheres. Ela foi a primeira personalidade das Américas a se tornar uma porta-voz pública da entidade
Reprodução/Instagram @caiapitanga
Reprodução/Instagram @caiapitanga

12

Adepta das redes sociais

Em 2016, Camila falou para a revista "Claudia" que encontrou nas redes sociais um canal de interação com o público, no qual gosta de levantar questionamentos e estabelecer diálogos. "No Face­book descobri um canal para discutir temas sérios. Lanço questões e as pessoas conver­sam comigo, me dão insights", pontuou