Para além das loucuras: 15 fatos sobre a Rússia, o país da Copa de 2018

do BOL

Entre superstições, conflitos de poder, invenções perigosas que se espalharam pelo mundo, literatura mundialmente conhecida e problemas com álcool, o maior país do mundo permanece quase indecifrável aos olhos do mundo. Com tamanha variedade de clima, fuso horário e armamento em um só território, veja o que faz da Rússia um país de outro mundo!

Getty Images
Getty Images

1

Planetária

A Rússia é maior que o planeta-anão Plutão! Aliás, é o maior país do mundo com 17 milhões de quilômetros quadrados contra os 16,6 de Plutão. Sendo que só a Sibéria já é equivalente a 77% do território russo, que, ao todo, possui 11 fusos horários!
Pavel Golovkin/AP
Pavel Golovkin/AP

2

Natal em janeiro

Seguindo as tradições do cristianismo ortodoxo, e de acordo com o calendário juliano, o Natal é celebrado no dia 7 de janeiro na Rússia. Cerca de 40% dos russos seguem a religião
Dolores Roux/UOL
Dolores Roux/UOL

3

Feriadão!

O Ano-Novo é o feriado mais importante do país e as pessoas aproveitam para decorar as casas com velas, pisca-pisca e árvores de Natal. Após a virada, os russos têm um feriado de dez dias em que não precisam trabalhar e essa folga não entra na conta dos 28 dias de férias anuais por direito
Getty Images/iStockphoto
Getty Images/iStockphoto

4

Haja trilho

A Rota Transiberiana é a maior ferrovia do mundo com quase 10 mil quilômetros de extensão em sua rota principal. A viagem começa na capital russa, Moscou, passa por Krasnoyarsk, na região da Sibéria, e vai até a maior cidade portuária do país, Vladivostok. Ao todo, o trajeto demora cerca de sete dias e aproximadamente 170 horas. Durante a viagem, o trem passa por seis fusos horários. Algumas variações da rota principal também permitem que a ferrovia ligue a Rússia à Mongólia, China e Mar do Japão. A ferrovia começou a ser construída em 1891 e, junto com a construção, as cidades incluídas no trajeto também foram ganhando casas, escolas, igrejas, hospitais e outras estruturas
Reprodução/retail-loyalty.org
Reprodução/retail-loyalty.org

5

Orkut russo

A maior rede social do país é o VKontakte, ou VK, criado pelo mesmo programador do Telegram. Entre os russos, o alcance é maior que o do Facebook ou do Twitter, embora essas redes também sejam utilizadas. O VKontakte possui o recurso de criar e participar de comunidades, o que fez com que muitos brasileiros, saudosistas do Orkut, criassem perfis no site
Getty Images
Getty Images

6

Bebeu água? Está com sede?

Cerca de 20% da água potável não congelada do mundo está no Lago Baikal, na Rússia. Ele é considerado o lago de água doce mais profundo e com maior volume do mundo
Reprodução/Funnypica
Reprodução/Funnypica

7

Encher o caneco

A Rússia é conhecida como o país da vodca, mas também é produtora de outras bebidas. Embora, a cerveja só tenha sido reconhecida como uma bebida alcoólica em 2011, os russos há muitos anos são conhecidos mundialmente por beberem muito. Em dezembro de 2016, a BBC divulgou uma matéria afirmando que cada adulto russo consome em média 20 litros de vodca por ano. Com isso, um estudo divulgado dois anos antes revelou que 25% dos homens morrem antes dos 55 anos em decorrência do consumo de álcool. Leia mais
Reprodução/Viola.bz
Reprodução/Viola.bz

8

Gatos de guarda

Em São Petersburgo, o museu Hermitage, considerado um dos maiores e melhores do mundo, "contrata" gatos, que devem proteger as obras de arte de roedores desde 1745, quando a imperatriz Elizabeth decretou que o lugar deveria abrigar felinos. Muitos dos bichinhos que lá vivem foram entregues por pessoas que não tinham condições de criá-los. Há um site especial que incentiva os moradores locais a adotarem alguns dos guardas de longos bigodes. Vale dizer que os russos amam gatinhos! Em 2017, uma pesquisa realizada pelo instituto de pesquisas Dalia revelou que 59% dos habitantes da Rússia abrigam pelo menos um felino em casa, esse é o maior percentual de donos de gatos do mundo
Reinaldo Canato/UOL
Reinaldo Canato/UOL

9

Flores em número ímpar

Dar flores é uma opção para agradar alguém, porém nem pense em aparecer com um buquê com número par de flores ou na cor amarela! Isso só deve acontecer se o arranjo for destinado a um funeral, caso contrário, você precisa se certificar que haverá um número ímpar de flores. Por conta da última informação, é melhor evitar mandar arranjos para pessoas doentes. Leia mais
Reuters
Reuters

10

Má sorte

Talvez já tenha dado para perceber, mas os russos são extremamente supersticiosos e possuem vários rituais. Por exemplo, nunca aperte as mãos de alguém debaixo de uma porta ou sem cruzá-la, pois se você está fora do estabelecimento e a outra pessoa está fora terão má sorte é preciso que alguém cruze a soleira. Além disso, nunca dê dinheiro na mão de alguém, pois isso fará com que ela fique mais pobre! É preciso colocar sobre a bancada, cadeira ou alguma superfície. Colocar uma garrafa vazia em cima da mesa nem pensar! Isso trará má sorte, te deixará mais pobre ou pior... fará com que a vodca desapareça! Coloque sempre o recipiente vazio no chão, seja lá o líquido que ele continha
sakhalife.ru photo via AP
sakhalife.ru photo via AP

11

Quem bate? E o frio!

Enquanto no verão, a máxima chega a 25ºC, no norte do país, o inverno castiga com temperaturas de até -50ºC. Porém, em 1933 o termômetro chegou a marcar -67,7ºC em Oymyakon, no leste da Sibéria, conhecida como a cidade habitada mais fria do mundo!
AFP PHOTO/Philippe Lopez
AFP PHOTO/Philippe Lopez

12

Legislação homofóbica

A luta dos ativistas pelos direitos da comunidade LGBT na Rússia também é bastante conhecida ao redor do mundo, tendo em vista a repressão por parte do governo. No ano passado, o Tribunal Europeu de Direitos Humanos considerou a lei russa contra "propaganda gay" discriminatória e incentivadora de homofobia. A legislação proibia que menores de 18 anos tivessem qualquer informação sobre homossexualidade, além disso, ativistas que protestassem contra a reprimenda eram condenados e filmes, e outras manifestações culturais sobre o tema eram banidas do país. Até 1993, a homossexualidade era crime na Rússia. Até 1999, era considerada uma doença mental. Leia mais
Reuters
Reuters

13

Armamento nuclear

Quando o assunto é armamento nuclear, a Rússia só fica atrás dos EUA. São 1.790 ogivas ativas. No início do mês, o presidente Vladimir Putin anunciou que o país desenvolveu e testou um novo arsenal que não pode ser interceptado por inimigos. O país, que ocupa metade da Europa e 1/3 do continente asiático, chama atenção por conta de outro tipo de armamento também. O fuzil AK-47 foi uma invenção do militar Mikhail Kalashnikov e acabou tornando-se queridinho entre os amantes de jogos de tiros em videogames. Leia mais
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

14

Invenções perigosas

Não foi apenas o AK-47 que surgiu na Rússia. O termo montanha-russa tem razão de ser, uma vez que, em uma região próxima a São Petersburgo, as pessoas costumavam saltar das montanhas em trenós ou carrinhos percorrendo trilhas de gelo. A roleta-russa, por sua vez, embora não tenha sua origem comprovada, é associada aos soldados russos, que, segundo muitas lendas, teriam o costume de "brincar" de girar a câmara de um revólver com apenas uma bala para atirar na própria cabeça. Leia mais
Domínio público
Domínio público

15

Exportadora de cultura

Alla Pugacheva, que faz 69 anos este ano, se mantém como o maior ícone da música russa. Com quase 50 anos de carreira, ela é um fenômeno no país, recordista de vendas e bastante ouvida nas rádios por lá. Se você, no entanto, nunca ouviu falar dela, tudo bem! Com certeza, os ícones da literatura russa não passam batido e, se você ainda não leu, deve, pelo menos, ter ouvido falar em Dostoiévski, Pushkin, Tolstoi, Bulgakov, Nabokov, entre outros