Brasil Online

Busca
Quinta-feira, 13 de DEZEMBRO de 2018

Imprimir

30/09/2008 - 22h33

A cinco dias das eleições, PT troca candidato a prefeito em Gravataí (RS)

Faltando cinco dias para a eleição, o PT trocou de candidato a prefeito em Gravataí (22 km de Porto Alegre), que abriga a fábrica de automóveis da GM no Rio Grande do Sul. Após ter a candidatura impugnada pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o deputado estadual Daniel Bordignon foi substituído pela candidata a vice, Rita Sanco (PT). Pesquisas de institutos locais indicavam ampla vantagem do candidato do PT --partido que há 12 comanda a prefeitura.

Sétimo município mais populoso do Estado (260 mil habitantes), Gravataí tem o maior PIB industrial do Estado e no ano passado exportou cerca de US$ 350 milhões. Bordignon, que já foi prefeito da cidade duas vezes (1997-2004), teve a candidatura impugnada por causa de gasto de R$ 6.000 em um convênio de 1998, considerado irregular pelo Tribunal de Contas da União.

"Foi uma decisão monocrática do relator. Eu ainda teria a possibilidade de recurso ao pleno do TSE e ao STF [Supremo Tribunal Federal], mas desisti porque consideramos o risco de a impugnação ser mantida", disse Bordignon.

Nesta terça-feira pela manhã, o PT de Gravataí decidiu que a substituta seria a candidata a vice e deve ser oficializada hoje. A escolha não pôs fim à confusão.

Rita Sanco desbancou o atual prefeito Sérgio Stasinski, numa votação apertada, por 6 a 5, na executiva municipal do PT. O prefeito contestou a decisão em recurso que a direção estadual do PT deve analisar hoje.

Hoje o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) informou que a parcela dos 166 mil eleitores cadastrados que pretende votar no PT ainda encontrará o nome e a fotografia de Bordignon na urna eletrônica, porque não há tempo hábil para alterações no software usado na eleição.

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: