Brasil Online

Busca
Sexta-feira, 24 de JANEIRO de 2020

Imprimir

05/10/2008 - 18h34

Eleitores do ABC votam com cédula manual

do RROnline




Verônica Souza/ RROnline
Eleitor preenche cédula em Santo André (SP)
Eleitor preenche cédula em Santo André (SP)
 Justiça Eleitoral substitui 2.233 urnas
  Veja mais fotos do 1º turno

Urnas eletrônicas de duas seções eleitorais do ABC, uma de São Bernardo e outra de Santo André, apresentaram problemas e tiveram que ser substituídas por votação manual, neste domingo (5).

Na escola estadual Vilma Aparecida Ancelmo Silveira, zona eleitoral 283, seção 323, em São Bernardo, a votação foi manual desde as primeiras horas da manhã. De acordo com o presidente da seção, Alexandre Martines, houve três trocas de urnas eletrônicas, porém nenhuma funcionou. "Para não prejudicar o andamento e não atrasar as eleições foi trocado pela manual", disse o presidente. De acordo com ele, apesar da troca, não houve filas e demora durante o processo.

Para os eleitores é uma surpresa quando chegam na sala e vêem as cédulas para serem preenchidas. "É a primeira vez que voto, e nem imaginava que ia chegar aqui e ter que escrever os nomes dos candidatos", afirmou o estudante Artur Takeshi.

Já para Nilzete Ribeiro, de 43 anos, votar como fazia antigamente era algo que ela não imaginava que voltaria a acontecer. "Faz tempo que não voto assim, e não gosto porque não confio muito nesse processo manual", disse a eleitora que acredita que o voto desta forma pode ser manipulado.

Segundo Martines, a maior decepção é das crianças. "Muitas delas vêm com os pais somente para ver a urna eletrônica que tanto vêem na televisão e quando chegam aqui tem que esperar os pais escreverem nas cédulas", explicou o presidente.

Santo André - Na Escola Estadual Padre Louis Joseph Lebret, a urna eletrônica da sessão 47 parou de funcionar logo cedo, às 11h. "Das 11h às 13h ficou tudo parado. Só depois que chegaram os papéis pôde haver voto manual", disse o presidente da mesa receptora do colégio, Aldo Alexandre Marigonda.

O problema foi detectado na memória flash nas máquinas, que não funcionava. "Chegaram a vir três urnas eletrônicas para cá, mas quando a memória flash era implantado nelas, elas não reconheciam o cartão", disse Marigonda.

Os mesário disseram que até que os votos manuais não chegaram, algumas pessoas ficaram aguardando, outras voltaram mais tarde. (GRAZIELA SIRTOLI e RAFAELA ALVES)

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: