Busca BOL

Terça-feira, 18 de dezembro de 2018

BOL Notícias

Paulo Eiró Gonsalves (1927-2010) - Doutor Bororó, médico pediatra

ESTÊVÃO BERTONI
DE SÃO PAULO

Paulo Eiró Gonsalves tinha duas grandes paixões na vida: as crianças e a medicina. Assim, para ele, seguir a carreira de médico pediatra foi algo bastante natural.

Leia sobre outras mortes

No consultório que manteve em SP, ficou conhecido entre seus pequenos pacientes como o doutor Bororó, pois a criançada se enrolava ao pronunciar Paulo Eiró.

Formado pela USP em 1953, ele foi o único a virar médico entre os Gonsalves. Sua família esteve, historicamente, ligada às artes.

Seu bisavô, também chamado Paulo Eiró, foi um poeta que, após fortíssima desilusão amorosa, destruiu parte de suas obras. Seu pai, José Antônio, foi poeta, estudioso da língua tupi e ex-secretário da Cultura de São Paulo. Sua mãe, Alice, era pintora.

Da família, Paulo puxou o gosto pela escrita. Seus dez livros falam sobre alimentação, cuidado com crianças e medicina. Um deles, o "Livro dos Alimentos", ganhou o Prêmio Jabuti em 1993, na categoria ciências naturais.

Com a própria saúde, o médico esteve sempre alerta. Todos os dias, preferia ir de casa até o consultório caminhando. E batia ponto no Clube Inglês, onde nadava.

Tal qual seu pai, também se interessou pelo tupi. Dos quatro filhos que teve com Philomena, com quem esteve casado desde 1957, três têm nomes indígenas: Maria Idati, Guaraci e Luís Jatir. O outro é Paulo Eiró, como ele.

Na quinta, após sofrer um infarto, Paulo morreu aos 82, deixando viúva, quatro filhos e um livro finalizado, que a família quer lançar. A missa de sétimo dia será no sábado, às 16h, na igreja Imaculado Coração de Maria, SP.

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego