Busca BOL

Sábado, 20 de julho de 2019

BOL Notícias

Chile registra 20 mil pessoas isoladas nas piores nevadas dos últimos 30 anos

Luis Andres/Reuters

Chilenos isolados em Lonquimay, na região da Araucanía (sul do país), devido ao excesso de neve


Em Santiago do Chile (Chile)

Cerca de 20 mil pessoas estão isoladas nesta quarta-feira em uma parte da região chilena da Araucanía (sul do país) por causa das maiores nevadas dos últimos 30 anos, o que levou o governo a declarar "zona de catástrofe".

A forte tempestade de neve e a intensa onda de frio que atinge a região deixaram a população sem energia elétrica, sem telefone e até sem comunicação de rádio em vários municípios.

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, declarou nesta quarta-feira "zona de catástrofe" nas localidades de Lonquimay, Curarrehue, Melipeuco, Curacautín, Cunco, Vilcún, Pucón e Villarrica, para que suas Prefeituras possam dispor de recursos especiais para enfrentar a crise.

"O governo resolveu ajudar os desabrigados, declarando esse lugar como zona de catástrofe", ressaltou Piñera.

Por sua vez, o ministro do Interior, Rodrigo Hinzpeter, anunciou que pediu ajuda às Forças Armadas para percorrer "uma ponte aérea" que permita resgatar e ajudar os milhares de chilenos que estão isolados devido à neve.

Hinzpeter afirmou que também orientou o Ministério de Obras Públicas para que "agilize e disponha toda a capacidade de maquinaria disponível".

Assim mesmo, o governador da localidade de Cautín, Miguel Banguela, anunciou que o Exército vai cooperar com um contingente de soldados em cada uma das cidades que estão em alerta vermelho.

A região da Araucanía "está passando por momentos muito difíceis" devido aos "estragos que causaram estas grandes nevascas, após ter sido atingida também pela erupção de um vulcão que segue soltando cinzas", assinalou Piñera.

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego