Busca BOL

Segunda-feira, 29 de maio de 2017

BOL Notícias

Bezerro é sacrificado após prova na arena de Barretos

ANA SOUSA
ENVIADA ESPECIAL A BARRETOS

Um bezerro precisou ser sacrificado após uma prova ocorrida no segundo dia da 56ª Festa do Peão de Boiadeiro de Barretos, na noite da última sexta-feira (19).

Rainha da Festa do Peão de Barretos dá dicas de 'etiqueta country'
Touro Caiapó quebra favoritismo de campeão de 2010
Peão milionário larga na frente no rodeio de Barretos
Barretos tem aluguel de banheiros em temporada de rodeios
Veja galeria de fotos da festa
Leia cobertura completa sobre o rodeio de Barretos

Na prova de bulldog (imobilização de bezerros), válida pelas finais da ANB (Associação Nacional de Bulldog), um animal teve de ser retirado da arena carregado após ser derrubado. O bezerro caiu e ficou imóvel na arena ao ser derrubado pelo bulldogueiro Cesar Brosco.

Como não se levantava após a queda, o bezerro precisou ser carregado na carroceria de um veículo.

Edson Silva - 19.ago.11/Folhapress
Imagens da prova de bulldog, em que o bezerro foi derrubado por Cesar Brosco e precisou ser sacrificado
Imagens da prova de bulldog, em que o bezerro foi derrubado por Cesar Brosco e precisou ser sacrificado


Na noite de sexta, membros da organização da festa não se entenderam sobre o destino do bicho. O veterinário Marcos Sampaio de Almeida, de Os Independentes, dizia que o bezerro foi levado para uma ambulância veterinária e passava bem.

Mas Orivaldo Tenório de Vasconcelos, diretor do Ecoa (Centro de Estudos de Comportamento Animal), ligado à organização do evento, dizia --ainda na sexta-feira-- que havia a suspeita de que o bezerro tivesse sofrido uma fratura na coluna cervical.

"Percebi que ele tinha perdido o reflexo das patas e pedi para sacrificá-lo. Vou necropsiá-lo para saber a verdadeira causa da morte", afirmou o diretor.

Já no sábado, Vasconcelos confirmou a morte e disse que a necropsia constatou que o bezerro havia sofrido uma lesão nas vértebras e, por isso, havia ficado tetraplégico. Diante da situação, o bezerro foi sacrificado.

Vasconcelos disse que essa foi a segunda vez que ele viu um acidente do tipo ocorrer durante toda a sua carreira.

No bulldog, o peão tem de imobilizar o bezerro com as mãos, sem o uso de nenhum equipamento, e derrubá-lo.

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego