Busca BOL

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

BOL Notícias

Três escolas de samba são punidas na apuração em Ribeirão Preto

DARIO DE NEGREIROS
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE RIBEIRÃO PRETO

Três escolas de samba foram punidas pela Comissão de Carnaval de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo) por causa das falhas apresentadas no desfile na passarela do samba montada na avenida Mogiana. Uma agremiação foi banida temporariamente dos desfiles.

Leia a cobertura completa do Carnaval
Veja fotos do Carnaval de Batatais, em SP
Veja fotos do Carnaval de Bezerros, em PE
Veja fotos dos desfiles do Carnaval do Rio
Veja fotos dos desfiles do Carnaval de SP

A comissão puniu Tradição do Ipiranga, X-9 e Nação Corinthiana. Das três, a punição mais severa foi aplicada à Nação Corinthiana, que foi banida dos desfiles da cidade por dez anos, devido a uma série de irregularidades.

No total, a escola perdeu 182 pontos, sendo 167 por não ter atingido o mínimo de 360 componentes, cinco por não ter o mínimo exigido para a comissão de frente, outros cinco pontos por não ter o exigido na bateria e, por fim, mais cinco por desfilar com menos baianas que o determinado pelo regulamento.

Além disso, a escola não estava na concentração quando foi anunciado o início do seu desfile. Com isso, os envelopes com as notas da escola foram desconsiderados e eliminados.

Já a punição da X-9 fará com que a escola continue por mais dois anos na condição de pleiteante, sem participar da apuração e, consequentemente, sem disputar o título.

A Tradição do Ipiranga iniciou a apuração com 22 pontos negativos, por ter desfilado com 343 componentes, 17 menos que o exigido, e por não ter o mínimo de integrantes na bateria (50), o que lhe custou mais cinco pontos.

A apuração está ocorrendo agora no Teatro Municipal de Ribeirão Preto.

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego