! Maior ideólogo da reforma ortográfica, Houaiss morreu sem ver resultado da obra - BOL Notícias

Brasil Online

Busca
Domingo, 18 de NOVEMBRO de 2018

07/03/2009 - 16h58

Maior ideólogo da reforma ortográfica, Houaiss morreu sem ver resultado da obra

Estudioso da língua portuguesa, o filólogo, enciclopedista, tradutor, crítico e diplomata Antônio Houaiss morreu há dez anos, em 7 de março de 1999, sem ver entrar em vigor um de seus maiores trabalhos. Houaiss foi o principal negociador brasileiro do Acordo Ortográfico da Língua Portugues, firmado em 1990 pela comunidade dos países que falam português. O acordo --já em vigor no Brasil-- promoveu mudanças em regras de acentuação, trema, hífen, uso do "h" e grafia de nomes próprios estrangeiros, entre outras.

Autor de ensaios, dicionários e livros de vários assuntos, incluindo culinária, começou a ensinar português aos 16 anos e nunca mais parou. Foi membro da Academia de Ciência de Lisboa, presidente da Academia Brasileira de Letras e Ministro da Cultura durante o governo de Itamar Franco, em 1993.

Membro do Conselho Nacional de Política Cultural de 1994 a 1995, Houaiss defendeu até o fim da vida a tese de que a ausência de uma ortografia oficial comum entre as nações lusofônicas trazia dificuldades linguísticas e políticas.

Nos últimos anos de vida, o diplomata fundou o Instituto que leva seu nome, considerado hoje uma das mais importantes instituições ligadas à língua portuguesa no Brasil. Conheça e leia trechos de livros lançados recentemente pelo Instituto Antônio Houaiss.

*

Divulgação
Livro mostra como usar as regras do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa -


O livro "Escrevendo Pela Nova Ortografia" (Publifolha) esclarece as principais dúvidas e trata das principais questões do Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, como acentuação, trema, hífen, uso do "h", grafia de nomes próprios estrangeiros, entre outras. Traz informações essenciais para estudantes e profissionais que usam qualquer forma escrita da língua portuguesa. Com uma versão concisa e simplificada do Acordo, o livro apresenta um capítulo inteiro que explica as novas regras em 21 tópicos e reproduz também o texto do acordo na íntegra, com observações e explicações.



Divulgação
Novo dicionário traz mais de 96 mil sinônimos e mais de 90 mil antônimos


Mais completo dicionário do gênero já publicado no Brasil, o novo "Dicionário Houaiss de Sinônimos e Antônimos" (Publifolha) oferece sinônimos e antônimos para mais de 20 mil palavras e termos da Língua Portuguesa. O livro já tem todo o seu conteúdo atualizado de acordo com as regras do novo Acordo Ortográfico. Ao todo, são 196 mil opções de sinônimos e 90 mil antônimos que oferecem opções para exprimir com precisão idéias e sentimentos e, desse modo, enriquecer a qualidade dos textos. Cada entrada é subdividida em acepções e cada acepção relaciona seus próprios sinônimos e antônimos. Os verbetes contam ainda com uma classificação gramatical, em que situação de uso a palavra se emprega e exemplos extraídos da língua viva.



Divulgação


A nova "Gramática Houaiss da Língua Portuguesa" (Publifolha) explica o funcionamento das regras do português de maneira clara e oferece ferramentas para interpretação e redação de texto. Redigida de acordo com as regras da nova ortografia, incorpora as mudanças mais significativas realizadas na escrita nos últimos tempos. De forma clara e concisa, oferece informações completas sobre classes gramaticais, coordenação, subordinação, regência, concordância; substantivos, pronomes, adjetivos, verbos, tempos verbais, vozes do verbo e adjuntos, assim como temas relacionados à fonética e à fonologia: fonema, alfabeto fonético, sistema vocálico, entre outros. Aborda ainda vários aspectos conceituais da língua, tais como: linguagem, discurso e texto; morfologia e sintaxe; estruturação sonora; forma e significados das palavras; a língua e seus usos expressivos, e outros, como pontuação e crase.

Reprodução
Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira




Com 1176 páginas, o "Dicionário Houaiss Ilustrado da Música Popular Brasileira" (Paracatu Editora) reúne biografias e dados relevantes de 5.322 autores, intérpretes, grupos, agremiações, blocos e estilos musicais brasileiros urbanos. Mais completo e atualizado do gênero, o livro apresenta o repertório conciso da obra de 1.500 e a discografia de 1.953 grandes nomes e grupos da MPB. Versão impressa do Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileiro, maior banco de dados on-line do gênero em todo o mundo, a obra teve adaptação do conteúdo para a mídia gráfica realizada por 11 profissionais, sob a coordenação da lexicógrafa sênior Vera Lúcia Coelho Villar e supervisão de Ricardo Cravo Albin.

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: