! Metas de redução do analfabetismo serão cumpridas, diz MEC - BOL Notícias

Brasil Online

Busca
Terça-feira, 22 de MAIO de 2018

Imprimir

12/05/2009 - 17h04

Metas de redução do analfabetismo serão cumpridas, diz MEC

Da Agência Brasil

O MEC (Ministério da Educação) garante que o Brasil vai cumprir até 2015 o Acordo de Dacar, estabelecido pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), que prevê a redução da taxa de analfabetismo dos atuais 10% para 6,7% até 2015. A análise foi feita pelo secretário de Alfabetização e Diversidade do MEC, André Lázaro, após a publicação de série de matérias sobre o assunto pela Agência Brasil.

De acordo com Lázaro, nos últimos anos a taxa de analfabetismo vem caindo em média, 0,55% ao ano. "Nesse ritmo, chegaremos a 2015 com 5,6%, abaixo do determinado pela Unesco", calcula o secretário.

O ministério defende que o país tem as condições necessárias para alcançar as metas de alfabetização. Uma das estratégias importantes para atingir esse objetivo, na avaliação do secretário, é o acordo firmado entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os governadores das regiões Norte e Nordeste para a erradicação do problema.

As duas regiões têm as piores taxas de analfabetismo do país e neste ano concentram 80% das turmas do Brasil Alfabetizado, programa do governo federal que dá apoio técnico e financeiro para que estados e municípios criem turmas voltadas a jovens e adultos.

"Hoje nós temos 1, 6 mil turmas do Brasil Alfabetizado cadastradas. A meta é alfabetizar 1,5 milhão em 2009. Nosso esforço não é inercial, nós estamos redobrando esse esforço", defendeu Lázaro. Ele acredita que o PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação), que tem como uma das metas alfabetizar todas as crianças aos 8 anos de idade, também vai ajudar a reduzir as taxas porque evita a continuidade do analfabetismo entre as populaçãos mais jovens.

Outra dificuldade apontada por especialistas está na formação de professores para trabalhar em turmas de alfabetização de jovens e adultos. O secretário informou que o MEC já lançou um edital para que universidades elaborem propostas de cursos de formação. Segundo ele, os professores começam a ser capacitados ainda em 2009.

Lázaro ressalta, entretanto, que o ministério precisa de estados e municípios para "dar conta do problema". "O esforço do governo é mais do que financeiro ou político, é institucional. Os nossos parceiros hoje são estados e municípios porque a alfabetização precisa ser tratada como um direito público", afirmou.

Amanda Cieglinski

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: