! Live Earth no Rio de Janeiro reúne 400 mil pessoas na praia de Copacabana - BOL Notícias

Brasil Online

Busca
Quinta-feira, 27 de JUNHO de 2019

08/07/2007 - 01h18

Live Earth no Rio de Janeiro reúne 400 mil pessoas na praia de Copacabana

MARIA ESTER RABELLO
Colaboração para o UOL, no Rio

Publius Vergilius / UOL Lenny Kravitz durante apresentação no Live Earth no Rio de Janeiro (07/07/07)
A apresentação do cantor norte-americano Lenny Kravitz encerrou a edição do Live Earth na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, às 22h30 deste sábado. Cerca de 400 mil pessoas foram ao evento gratuito realizado em frente ao Hotel Copacabana Palace, de acordo com a polícia militar.

O músico surpreendeu a produção do show ao descer do palco durante a segunda música e obrigou os seguranças a segui-lo pela areia do espaço reservado aos convidados até a cerca que separava o público, onde subiu e ficou acenando para os presentes. A atriz Guta Stresser era uma das que aplaudiam animadamente o astro e dançava no espaço VIP da platéia.

O concerto carioca fez parte do evento global organizado pelo ex-vice-presidente norte-americano Al Gore contra o aquecimento global. Além do Rio, outras cidades do mundo receberam shows de astros da música pop neste sábado: Tóquio, Kioto, Hamburgo, Sydney, Londres, Nova York, Washington, Johanesburgo e Xangai.

Os longos intervalos entre um show e outro no Rio acabaram prejudicando algumas atrações, como a norte-americana Macy Gray. No auge da animação, quando o público esquentava com a voz possante da cantora, ela e sua banda pararam a apresentação, deixando gostinho de "quero mais" na platéia.

Uma das surpresas do dia foi o anúncio de Falcão, vocalista do Rappa, durante o show do grupo: "Me pediram pra avisar que o Cristo Redentor foi eleito uma das (Novas 7) Maravilhas do Mundo", disse o cantor. Logo depois do show do Rappa, o secretário de turismo do Rio, Rubem Medina, subiu ao palco para confirmar a notícia.

Durante o evento, o cantor e compositor carioca Marcelo D2 recebeu uma intimação da Justiça enquanto ainda estava no local. Marcelo cantou com os filhos Lucas e Stephan no palco e nada disse que pudesse justificar a intimação. O músico confirmou que recebeu o documento e brincou com o possível conteúdo: "Tô gastando água pra caramba e devo estar queimando muito também".

O Live Earth Rio começou pouco antes da 16h, quando os termômetros registravam 27 graus Celsius na praia de Copacabana ensolarada. Ainda havia pouco público quando o apresentador Serginho Groisman subiu ao palco e anunciou Guilherme Arantes, compositor da música "Planeta Água", sucesso nos anos 80. Pouca gente da platéia --até então formada por adolescentes e algumas mães com crianças a espera de Xuxa-- cantou a música de Arantes. Isaías Neto, de 40 anos, vendedor de seguros de Niterói, era um dos poucos que conhecia a letra da música. "(Guilherme Arantes) já falava disso tudo, antes disso explodir", disse em referência ao tema da ecologia.

Desde cedo na turma do gargarejo, José Geraldo da Silva, operário que trabalha numa indústria de fabricação de máquinas para suco, chamava a atenção com sua fantasia cheia de flores de plástico coloridas e um pombo, também falso, no ombro. O calor da fantasia "compensa a homenagem à natureza", disse o carioca casado e pai de uma filha, que se diz ecologista na sua rotina também. José Geraldo garante que fecha o chuveiro pra se ensaboar e não dá descarga toda vez que usa o banheiro. "Tô criando minha filha no mesmo esquema", disse.

A apresentadora e cantora Xuxa entrou no palco depois de um desfile de crianças fantasiadas de bichos. Xuxa se apresentou com Paquitas e o grupo Afrolata, com o qual cantou um pout-pourri de seus sucessos, como "Ilariê". Posicionados no espaço entre a área VIP e o público, os amigos de Duque de Caxias, município da Baixada Fluminense, André Crisp, de 20 anos, promotor de vendas, e Walace de Souza Raul, de 19, professor desempregado, gritavam o nome da apresentadora e justificavam a histeria: "eu fui baixinho da Xuxa".

Também se apresentaram no evento em Copacabana a banda mineira Jota Quest, o cantor e produtor norte-americano Pharrell Williams, o rapper carioca MV Bill, a funkeira Perlla e o cantor Jorge Ben Jor.

Nos bastidores, Sílvio e Vesgo, repórteres do "Pânico na TV", da Rede TV, perguntavam às celebridades presentes: "Você está aqui porque acredita que pode salvar o planeta ou só para aparecer na revista?".

Ao final do show em defesa do planeta, apesar das sacolas de plástico biodegradável distribuídas pelos voluntários, a areia de Copacabana ficou cheia de pontas de cigarro e copos de plástico. Só não havia mais latinhas de cerveja e refrigerante pelo chão porque era grande o exército de catadores de alumínio.

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: