Busca BOL

Segunda-feira, 15 de julho de 2019

BOL Notícias

Veterano da TV, Ken Kaneko é o único ator japonês residente no Brasil

Ken Kaneko, 75, é outro japonês com papel de peso em "Corações Sujos". Mas, ao contrário dos oito conterrâneos do elenco, Kaneko mora há 50 anos no Brasil e já foi visto por aqui em filmes nacionais, programas e comerciais de TV.

Ele veio ao Brasil nos anos 60, como pintor, para participar da Bienal de Artes e outros salões, o que segue fazendo, seja como artista ou curador. No fim dos anos 70, foi chamado para ser cenógrafo de "Gaijin - Os Caminhos da Liberdade" (1980), de Tizuka Yamasaki, do qual também participou como ator, assim como na continuação, "Gaijin - Ama-me Como Sou" (2005), e filmes dos Trapalhões e programas da Globo.

"No meu primeiro trabalho na Globo, eu fiz um contrabandista muambueiro. A sociedade japonesa veio dizer: 'Você está fazendo vergonha de japonês'. Eles iam me boicotar", lembra, entre risadas. "Mas isso já faz 30 anos, japonês mudou."

Em "Corações Sujos", ele faz o camponês Matsuda. O filme começa em sua casa, numa festa, quando policiais invadem o local, tiram a bandeira japonesa estendida e um deles a usa para limpar a bota. "Sou o único que pode falar duas línguas, às vezes misturo um pouco", diz. "TV sempre debochou de japonês. Esse filme não, mostra a pureza do coração japonês."

Enquete

Carregando enquete...
Computando seu voto...
Carregando resultado
  • 5779
  • simples
  • false
Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego