Busca BOL

Quinta-feira, 27 de abril de 2017

BOL Notícias

Em dia de veteranos, Zé Ramalho canta principais sucessos e agrada público

THALES DE MENEZES
ENVIADO ESPECIAL A PAULÍNIA

Zé Ramalho, 62, estava visivelmente contente no show que abriu o segundo dia do SWU no palco Energia. Diante de um público mais maduro do que o do dia anterior, devido à escalação de veteranos como Lynyrd Skynyrd e Peter Gabriel, ele fez um show de músicas conhecidas de seu repertório. Deixou, assim, de priorizar seu trabalho mais recente, de regravações dos Beatles.

Todo de preto, começou a apresentação com sua versão muito pessoal de "O Que É, O Que É?", a canção de Gonzaguinha famosa pelos versos "Eu fico com a pureza da resposta das crianças/É a vida/É bonita e é bonita".

Depois, passeou pelo repertório de suas mais de quatro décadas de carreira. O público cantava junto e, a cada intervalo, clamava por "Admirável Gado Novo" e "Frevo Mulher".

A primeira delas foi recebida como hino. O público, dominado por fãs roqueiros do Lynyrd Synyrd, cantou com disposição o refrão "Ê, ô, ô, vida de gado/Povo marcado, povo feliz". Mantendo o pique, Zé Ramalho anunciou que cantaria duas canções de Raul Seixas.

Emendou "O Trem das Sete" com "Medo da Chuva", que foi cantada justamente na hora em que começava a chover em Paulínia.

No final, uma versão acelerada de "Frevo Mulher" fechou o show que deixou Zé Ramalho e a plateia bem satisfeitos.

Enquete

Carregando enquete...
Computando seu voto...
Carregando resultado
  • 5779
  • simples
  • false
Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego