Busca BOL

Quinta-feira, 27 de julho de 2017

BOL Notícias

"Envaidece existir a lei, mas não me envaidece ter o meu nome", diz Carolina Dieckmann

Reprodução

Carolina Dieckmann publica foto agarrada a um urso de pelúcia (2/11/12)

A atriz Carolina Dieckmann diz que não se sente envaidecida por existir uma lei que leva seu nome. "Envaidece existir a lei, mas não me envaidece ter o meu nome. Ter a lei é o principal", disse ela em entrevista ao site administrado pelo autor de novelas Aguinaldo Silva.

A Lei número 12737, conhecida popularmente como Lei Carolina Dieckmann, foi sancionada no dia 3 de dezembro pela presidente Dilma Rousseff sem vetos. Agora, a legislação brasileira determina que quem obtiver segredos comerciais e industriais ou material privado ao violar mecanismos de segurança ou equipamentos de informática estará sujeito a uma pena entre seis meses e dois anos de prisão, além de multa.

Dieckmann, que teve o computador invadido por hackers que divulgaram fotos íntimas da atriz, comentou se o fato de ser famosa contribuiu para aprovação da lei. "Não posso dizer que aconteceria com qualquer pessoa, mas também não posso dizer que não. Estou pensando agora na Lei Maria da Penha… A Maria da Penha não era tão famosa, e tem o nome dela na lei, foi feita a justiça… Não posso achar que só aconteceu porque eu sou a Carolina, mas também não posso dizer que aconteceria com qualquer outra pessoa", disse ela.


A atriz ainda disse que não tinha como não ir à polícia depois que soube da invasão em seu computador. "Estava dançando conforme a música. Me fizeram uma extorsão. O que é que se faz nesse caso? Ir à polícia. Aí, no dia em que vazaram as fotos, o que tinha que fazer? Contratar advogado. E vamos fazer tudo dentro da lei. Para mim era muito simples nesse sentido".

Entenda o caso
Uma série de fotos que retrata a atriz Carolina Dieckmann nua caiu na internet em maio deste ano. As 36 imagens foram hospedadas em um site de compartilhamento fora do Brasil. Em algumas das fotos, a atriz posa para a câmera sentada em um vaso sanitário. Em outras, está deitada numa banheira, coberta por água. Ela usa o próprio celular para fazer algumas das imagens. Em outras, é clicada por outra pessoa, que não aparece.

Exatamente dez dias depois do vazamento, os autores do crime foram descobertos. De acordo com a investigação, os suspeitos são do município de Macatuba, no interior de São Paulo e da cidade de Córrego Danta, em Minas Gerais. Os suspeitos roubaram as fotos de Carolina no momento que ela preencheu um formulário na internet, onde os hackers puderam ter acesso as suas senhas, roubar o conteúdo e hospedar em um site de pornografia fora do país. Antes de publicar, os suspeitos chantagearam Carolina por cerca de um mês e pediram R$10 mil pelas fotos.

 

Enquete

Carregando enquete...
Computando seu voto...
Carregando resultado
  • 5779
  • simples
  • false
Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego