! Onze meses depois Roth volta a viver inferno astral no Grêmio - BOL Notícias

Brasil Online

Busca
Sexta-feira, 06 de DEZEMBRO de 2019

04/03/2009 - 11h17

Onze meses depois Roth volta a viver inferno astral no Grêmio

Do UOL Esporte
Em Porto Alegre

CELSO, O 8º QUE MAIS TREINOU O GRÊMIO NA HISTÓRIA DO CLUBE
AE
Celso Juarez Roth, 51 anos feitos em novembro passado, é o 8º treinador que mais comandou o Grêmio em toda a história e esta é sua terceira passagem pelo clube. Treinou a equipe 187 vezes. Mais onze jogos e igualará Ênio Andrade, o primeiro acima dele nessa lista. Ênio, que levou o Grêmio ao seu primeiro título brasileiro, em 1981, foi treinador em 208 partidas. O líder na relação, segundo os dados do pesquisador e jornalista Laert Lopes. é Osvaldo Rola, o Foguinho, que esteve à frente do time gremista 377 vezes.
Nesta próxima sexta-feira se completarão 11 meses desde que o treinador Celso Roth entrou em seu primeiro inferno astral no Grêmio. Em 6 de abril da temporada passada seu time foi eliminado precocemente do Campeonato Gaúcho, com uma derrota em casa, para o Juventude, e três dias depois foi eliminado da Copa do Brasil pelo Atlético-GO. E então o técnico passou por uma turbulência da qual sair foi quase um milagre. Pois o inferno começa a se repetir.

Desde o domingo, com a derrota na decisão do primeiro turno do Gauchão para o Internacional, o maior rival, retornaram as desconfianças sobre sua capacidade de trabalho e as ameaças de demissão. "Você acha que a diretoria continua confiando em seu trabalho?", mandou um repórter na entrevista coletiva desta terça-feira à tardem no estádio Olímpico. "Tem que perguntar é para eles", rebateu Roth, que diante da tamanha pressão que passou a sofrer, estava surpreendentemente tranquilo.

No cômputo geral, os números frios mostram bom aproveitamento do time gremista sob o comando de Roth. São 68 partidas desde que assumiu em fevereiro de 2008, e nesse período perdeu apenas 13 vezes. Mais do que isso, levou um grupo desacreditado ao vice-campeonato brasileiro. Entretanto segue faltando um título e, o que mais depõe contra ele: em seis clássicos contra o arqui-inimigo, perdeu três e empatou três. Não há vitórias nesse quesito.

ROTH - FEV/08 a MAR/09
Jogos - 68
Vitórias - 40
Empates - 15
Derrotas - 13
Agora no sufoco, ele divide a responsabilidade pelo que está acontecendo com todo mundo. "Todos tem sua parcela de culpa, pois a direção sempre soube das escalações antes das partidas, e as contratações foram feitas em acordo, enfim..." Mas, ao mesmo tempo, o experiente e vacinado treinador sabe que nesse universo do futebol as coisas não são tão lógicas assim, tanto que admite: "No fim acaba sobrando sempre para um só. Quem?" Ele, o treinador.

As especulações, escancaradas, em todos os programas esportivos da Guaíba, da Bandeirantes, da Gaúcha, rádios de Porto Alegre que tratam de futebol e de Grêmio da manhã à noite, dizem que se o time for derrotado na partida da semana que vem, (dia 11), contra o Boyacá Chicó, pela Libertadores da América, na Colômbia, o técnico desembarcará no Brasil já desempregado.

No ano passado, quando da primeira passagem pelo inferno, Roth estreou no Campeonato Brasileiro enfrentando o São Paulo, no Morumbi, dia 4 de maio, momento em que as apostas eram as mesmas: se perder, está fora. Naquele dia o time ganhou por 1 a 0 e o treinador permaneceu no cargo até agora, momento em que começa a passar por nova provação.

Enquete

Computando seu voto...
Carregando resultado

Total de votos: