Busca BOL

Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

BOL Notícias

Perto de recorde, Joel dispara e diz que "prancheta não está velha"

Pedro Ponzoni
No Rio de Janeiro

Ultrapassado é uma palavra que não está no dicionário de Joel Santana. Apesar de experiente, o treinador está mais revigorado do que nunca. Depois de mais um Campeonato Estadual no currículo, o Natalino nem pensa em aposentar sua folclórica prancheta e ainda prevê mais dez anos de profissão.

“A velha prancheta não está tão velha assim. Não foi por acaso que esse título veio. Agradeço ao presidente do Botafogo e ao vice-presidente que sempre foram leais comigo. Tivemos ousadia para vencer”, completou.

O título obtido neste domingo aproxima Joel de Flávio Costa, recordista de títulos estaduais no Rio de Janeiro como treinador. Costa tem oito conquistas (1939, 1942, 1943, 1944 e 1963 pelo Flamengo, e 1947, 1949 e 1950 pelo Vasco). Já o atual comandante somou sete conquistas pelos quatro grandes (1992 e 1993 pelo Vasco; 1995 pelo Fluminense; 1996 e 2008 pelo Flamengo; e 1997 e 2010 pelo Botafogo).

A conquista estadual foi a sétima de Joel Santana, que se aproximou ainda mais de Flávio Costa, recordista com oito (1939, 1942, 1943, 1944 e 1963, pelo Flamengo, e 1947, 1949 e 1950, pelo Vasco). O Natalino, entretanto, venceu pelos quatro grandes.

Depois de mais uma vitória sobre o Flamengo, por 2 a 1, no Maracanã, o Natalino disse que soube encarar e ler a equipe rubro-negra. Apesar de elogiar o plantel da Gávea, o treinador valoriza seu time.

“Jogamos três vezes com eles e ganhamos duas e empatamos outra. E, no empate, eles fizeram um gol nos acréscimos do jogo. Aprendemos a jogar olho no olho. Conseguimos cada dia a tranquilidade necessária para trabalhar”, analisou.

Um fator de alegria do Natalino é o apoio incondicional da torcida. No final do jogo, os torcedores bradaram o nome do comandante, que agradeceu muito e ainda liderou os jogadores no agradecimento dentro de campo.

BOTAFOGO NO TWITTER

“O folclore do futebol brasileiro diz que o treinador é sempre vaiado pela torcida. Então, é muito gratificante ver os torcedores apoiando e cantando meu nome. Eles nos ajudaram muito e merecem o título”, completou.

Além disso, com a conquista, o Botafogo quebrou um tabu de 12 anos que já existia no Campeonato Estadual: faturar os dois turnos da competição, sem a necessidade de uma finalíssima. A última vez foi com o Vasco, em 1998.

Em 2002, o Americano também conquistou os dois turnos, mas o campeonato tinha um regulamento diferente. Em função do Torneio Rio-São Paulo, Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco já estavam automaticamente classificados para a fase final da competição (dois quadrangulares).

Vídeos de Esporte

Carregando vídeos

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego