Busca BOL

Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

BOL Notícias

Roberto Carlos tenta minimizar polêmica sobre "Mundialito" de 2000

DE SÃO PAULO

O lateral esquerdo Roberto Carlos desdenhou ontem do título mundial conquistado pelo Corinthians, em 2000. Na ocasião, o jogador defendia o Real Madrid, que participou da competição e foi eliminado exatamente pelo Corinthians na fase de grupos.

"Era um Mundialito. Mas, sinceramente, muitos jogadores do nosso time ficavam acordados até as 6h. O pessoal não dormiu, muitos vieram aqui a passeio", declarou Roberto Carlos em entrevista à ESPN Brasil que será exibida hoje às 23h.



01.out.2010 - Fernando Santos/Folhapress
Roberto Carlos participa de treino do Corinthians
Roberto Carlos participa de treino do Corinthians


O lateral, que defende o Corinthians desde o início do ano, disse ainda que, para os europeus, "o Mundial que vale é o de Tóquio".

O Mundial de 2000 foi o primeiro a ser disputado com a chancela da Fifa.

Os representantes brasileiros foram o Corinthians (então campeão nacional) e o Vasco, campeão da Taça Libertadores de 1998. Os dois times fizeram a final no Maracanã, vencida pelo Corinthians na decisão por pênaltis após empate sem gols.

Além do Real Madrid, outro grande clube europeu veio ao Brasil para participar do "Mundialito". O Manchester United ficou no grupo do Vasco, que teve jogos no Rio.

"Eu descia para tomar café às 9h da manhã, e o pessoal do Manchester estava na piscina, tomando café, tomando cerveja. Não era algo sério para os europeus."

À noite, em entrevista à Rádio Bandeirantes, Roberto Carlos tratou de minimizar a polêmica em que se meteu. "Não tem nada a ver esse negócio de Mundialito, de Interclubes. A entrevista foi maravilhosa, estão querendo pegar uma parte e distorcer. Polêmica comigo não pega."

Em 2007, outro ídolo corintiano, Marcelinho Carioca, afirmou que o Mundial não valeu.

"Para o jogador, tem que ter o trajeto da Libertadores. Não desmerecendo o título, mas acho que não vale como Mundial", disse o ex-meia, que defendeu o time em 2000 e hoje atua como "embaixador do centenário".

A Folha procurou dirigentes e ex-jogadores corintianos, mas ninguém quis comentar o assunto.

Vídeos de Esporte

Carregando vídeos

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego