Busca BOL

Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

BOL Notícias

Cicinho estreia bem, é referência em goleada e ganha elogios de Felipão

Do UOL Esporte
Em São Paulo

Kleber fez dois gols, Luan deu três assistências, Tinga se destacou e deixou seu tento, mas um dos grandes destaques do Palmeiras na goleada de quinta-feira por 4 a 1 sobre o Ituano foi o lateral direito Cicinho. Logo em sua estreia com a camisa alviverde, o ex-jogador do Santo André não se intimidou e armou grande parte das jogadas de ataque do time na vitória válida pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

NÚMEROS DE CICINHO CONTRA O ITUANO*

Cicinho é levantado pelos companheiros após sofrer o pênalti que originou o primeiro gol do Palmeiras
5 dribles (4 certos)
27 passes (25 certos)
21 desarmes (13 completos)
7 cruzamentos (2 certos)
32 bolas recebidas
*números do Datafolha

Mais do que correr pelas pontas ou cruzar bolas, Cicinho nem bem chegou e já virou referência dentro da equipe. Segundo números do Datafolha, o jogador foi um dos mais acionados da equipe, recebendo 32 bolas, contra 33 do ‘campeão’ Luan. O lateral ainda foi quem mais driblou, respeitando sua principal característica, foi o segundo a desarmar mais, finalizou três vezes e ainda sofreu três faltas, incluído o pênalti que originou o primeiro gol.

A boa performance do jogador de 24 anos não passou despercebida pela torcida, e ele foi bastante aplaudido ao ser substituído por Vitor, já no final do segundo tempo. Feliz com a estreia e com a resposta vinda das arquibancadas, Cicinho comemorou sua primeira partida.

“Eu estava tremendo um pouquinho na hora da palestra [pré-jogo], mas quando a bola rolou, voltei a ser o Cicinho de sempre”, afirmou o atleta, que gostou de ser ovacionado pelos pouco mais de quatro mil torcedores presentes ao estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba. “Eles percebem quando o jogador vai bem, e eu espero melhorar ainda mais”.

Quem também aprovou a primeira performance de Cicinho pelo Palmeiras foi o técnico Luiz Felipe Scolari. “Foi uma boa aposta e estreou bem”, declarou o treinador, que elogiou o fato de seu novo lateral não ter sentido o peso da camisa alviverde.

“É um jogador ousado, que parte pra cima, que tem forma física excelente e que não tem medo de driblar e executar jogadas. E que não sentiu a camisa. É isso que a gente deseja, que o jogador venha de qualquer lugar do Brasil e faça exatamente aquilo que fez no seu clube e que chamou nossa atenção”, ressaltou o técnico.

Cicinho foi o primeiro dos reforços palmeirenses a estrear em 2011. Adriano Michael Jackson ainda aguarda uma liberação da Federação do Rio de Janeiro, Thiago Heleno depende de questões burocráticas do clube ao qual pertencem seus direitos federativos (Deportivo Maldonado), João Vitor ainda não está regularizado no BID (Boletim Informativo Diário) e Max Pardalzinho ainda não assinou contrato. De todos esses, apenas Adriano já tem condições físicas para estrear.

Vídeos de Esporte

Carregando vídeos

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego