Busca BOL

Quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

BOL Notícias

Aos 40, zagueiro se aposenta com 1.014 jogos pelo mesmo clube

MARCEL MERGUIZO
DE SÃO PAULO

Rogério, 38, conquistou recordes mundiais. E, a partir deste domingo, o goleiro do São Paulo se torna o jogador de futebol em atividade com mais partidas por um clube.

Quem deixou a disputa foi o atual recordista, com 1.014 jogos, Noel Bailie, 40.

Cathal McNaughton - 15.jul.2010/Reuters
Noel Bailie (esq.) rouba bola de Markus Henriksen, do Rosenborg, durante qualificatória da Copa dos Campeões
Noel Bailie (esq.) rouba bola de Markus Henriksen, do Rosenborg, durante qualificatória da Copa dos Campeões


O zagueiro do Linfield, da Irlanda do Norte, era o capitão da equipe mais vitoriosa do país. No último sábado, se aposentou com mais um título, o oitavo dele na Copa do país e o 41º do time na competição que existe desde 1880.

Em quase 25 anos de clube, o jogador norte-irlandês chegou próximo de Pelé, que jogou 1.116 partidas pelo Santos --depois atuou também pelo Cosmos, nos EUA.

Rogério Ceni tem 974 jogos. No Manchester United, Ryan Giggs, 37, tem 873.

Bailie já havia declarado, após o milésimo jogo, que gostaria de conquistar seu décimo título nacional no seu derradeiro contrato. Conseguiu na semana passada. Só não marcou o gol que sonha há cerca de quatro anos.

Após o título, o 50º do Linfield no campeonato nacional, o zagueiro, que foi reserva a maior parte da temporada, fez um pedido: "Estou me sentindo bem nesta minha aposentadoria. Só espero jogar mais uma partida antes de tudo terminar", disse à Folha na última semana, antes de jogar a 1.014º partida.

Atuou e ergueu mais uma taça conquistada no ano do 125º aniversário do clube.

"Enfim, vou poder aproveitar mais o tempo com meu filho de dez anos e minha filha de seis. E ir assistir aos jogos do Linfield quando quiser", disse o defensor.

Divulgação
Noel Bailie - zagueiro do Linfield
Noel Bailie comemora mais um título nacional pelo Linfield


Além de zagueiro, Bailie trabalha no Serviço Civil da Irlanda do Norte em Belfast, o que colaborou para sua permanência no clube

A única grande oportunidade de transferência foi para o Glasgow Rangers, da Escócia, nos anos 90. Mas a mudança no time escocês o fez permanecer em casa. O reconhecimento pela dedicação veio com a aposentadoria da camisa 11 do time, utilizada por Bailie.

"Nunca ganhei prêmio ou reconhecimento da Fifa, e claro que gostaria de ganhar algo. Mas eu amaria mesmo jogar contra o Arsenal em um amistoso", afirmou o torcedor do clube londrino.

Vídeos de Esporte

Carregando vídeos

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego