Busca BOL

Sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

BOL Notícias

Falcão revela que desafeto na imprensa é ex-companheiro da Rádio Gaúcha

Jeremias Wernek/UOL Esporte

Falcão diz que relação com jornalistas, agora, está

Falcão diz que relação com jornalistas, agora, está "zero a zero, com bola ao centro"

Jeremias Wernek
Em Porto Alegre

O clima bélico entre Paulo Roberto Falcão e a imprensa está explicado. Nesta sexta-feira, o técnico do Internacional finalmente revelou o nome do jornalista que o motivou a sair do tom nos últimos dias. Mais centrado, Falcão citou Adroaldo Guerra Filho, seu antigo colega na Rádio Gaúcha.

  • Divulgação/Inter

    A indefinição sobre o futuro de Renan faz Paulo Roberto Falcão mexer no time. O goleiro campeão da Libertadores em 2006 e 2010 ainda precisa convencer o Valencia a renovar seu empréstimo, ou até liberá-lo em definitivo. Assim, o jovem Muriel ganha posição. Lauro, titular com Celso Roth nesta temporada, não será nem reserva. Leia na íntegra

Nas últimas entrevistas coletivas, Falcão havia usado termos como mau caráter e mentiroso para falar de um integrante da imprensa do Rio Grande do Sul. Mas nunca abriu o personagem. Após o questionamento, visivelmente mais tranquilo com o assunto, o comandante explicou.

“Achei estranho não me perguntarem o nome dele antes: Adroaldo Guerra Filho. Ele não teve um comportamento adequado comigo. Não vou lembrar essas coisas, ele sabe bem o que fez”, afirmou Falcão.

A sensação de ataque coletivo havia sido atenuada pelo próprio, minutos antes. “Eu não generalizei. Eu não falei comentaristas. Falei comentarista. Mandei meu filho olhar a entrevista e confirmei isso”, disse o treinador.

Conhecido como ‘Guerrinha’, o jornalista é um dos responsáveis pela editoria de esporte do jornal Diário Gaúcho, é comentarista da Rádio Gaúcha e amigo do também treinador Mário Sérgio. Reside aí, segundo muitos, o desentendimento entre os colegas, que trabalharam no mesmo programa durante seis anos.

“Já falei tudo que tinha que falar. Se eu falar, vou te fazer uma pergunta que você não vai poder responder. Espero que não se fale mais. Não tenho outra hora. Para mim acabou tudo sobre esse assunto. Não significa peitar ninguém, é direito de todo mundo”, completou Paulo Roberto Falcão.

Minutos depois, o outro lado da polêmica se manifestou. “Fui um avalista da contratação dele [Falcão] no Inter. Tenho testemunhas disso. Eu liguei para o Siegmann [vice de futebol] e disse ‘é o homem’”, contou Adroaldo Guerra Filho. “O Falcão deveria ter me ligado, ele sabe meu telefone. Foi fofoca e ele pisou na bola”, encerrou o comentarista.


 

Vídeos de Esporte

Carregando vídeos

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego