Saiba o que os campeões do 'BBB' fizeram com o prêmio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/bbb15/2015/01/21/saiba-o-que-os-campeoes-do-bbb-fizeram-com-o-premio.htm
  • totalImagens: 14
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150121105402
    • Big Brother [36034]; Ex-BBB [28408]; BBB [15165];
    • economia [22373]; Dinheiro [13305]; empreendimento [13312]; Prêmio [54369];
Fotos

Kleber Bambam, vencedor do BBB1, em 2002: com os R$ 500 mil da premiação na época e mais a renda da participação em eventos, investiu em imóveis e faz dinheiro alugando esses espaços; o empresário também fez curso de DJ e começou a fechar contratos para tocar em casas noturnas do país; ele mantém um escritório no Rio de Janeiro (RJ) para administar os dois negócios Divulgação/TV Globo Mais

Rodrigo Cowboy foi o segundo campeão da história do "Big Brother Brasil", também em 2002. O peão já disse à imprensa que perdeu parte dos R$ 500 mil que ganhou com maus investimentos, como um empresa de estampa de tecidos, por exemplo. Ele também arrendou uma fazenda em Goiás e comprou cabeças de gado. Divulgação/TV Globo Mais

O goiano Dhomini, que venceu a 3ª edição do "BBB" em 2003, também ganhou R$ 500 mil e teve prejuízo com um investimento ruim. O vencedor aplicou o dinheiro em um posto de gasolina e disse que melhorou a qualidade de vida de sua família. Ele também adquiriu imóveis com parte do montante. Divulgação/TV Globo Mais

No "BBB4", Cida se tornou a primeira mulher a faturar os R$ 500 mil destinados ao vencedor da atração de 2004. Assim que deixou o programa, seu ex-marido entrou na Justiça pedindo metade da grana, mas não conseguiu ganhar o processo. Cida também revelou que não soube lidar com o dinheiro e emprestou parte do montante para um ex-BBB, que não lhe pagou o valor devido. Atualmente, ela vive de um pequeno comércio que abriu em Mangaratiba (RJ) Divulgação/TV Globo Mais

O primeiro participante a ganhar R$ 1 milhão de reais no "Big Brother Brasil" foi Jean Wyllys, que atualmente trabalha como deputado federal, defendendo causas do universo homossexual. Ele evita falar de sua participação no reality show e não dá detalhes de como aplicou a grana recebida em 2005, dizendo apenas que ajudou a situação de sua família. Divulgação/TV Globo Mais

A baiana Mara conseguiu multiplicar o R$ 1 milhão que ganhou na sexta edição do "Big Brother Brasil", em 2006. Ela usou o prêmio para comprar uma casa própria, pagar tratamento especializado para a filha, que sofre de uma lesão cerebral, e abrir uma pousada em Porto Seguro (BA); além disso, comprou outros imóveis, que aluga como pontos comerciais para lojas e uma escola particular Divulgação/TV Globo Mais

Campeão do "BBB7", Diego Alemão recebeu R$ 1 milhão em 2007. Em entrevista ao jornal "Folha de São Paulo", ele disse que, assim que saiu da casa, comprou uma luxuosa moto Harley Davidson e investiu o restante do dinheiro. Além disso, conseguiu um emprego de apresentador no canal Multishow. Diego também revelou ter doado R$ 100 mil à caridade. Atualmente, ele investe em uma agência de marketing digital e abriu uma construtora; segundo o ex-BBB, o primeiro empreendimento da empresa será construído na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), e está em fase de aprovação na prefeitura da cidade Divulgação Mais

Rafinha Medeiros faturou a oitava edição do "BBB" em 2008 e usou o prêmio de R$ 1 milhão para investir em sua carreira musical, montando um estúdio próprio e a banda MIPT. O vencedor também aproveitou para ajudar familiares e amigos com alguns mimos. TV Globo Mais

A nona edição do "Big Brother", em 2009, teve como campeão o artista plástico Max Porto, que continuou a atuar na profissão após deixar o reality show. Ele aplicou o R$ 1 milhão que recebeu como prêmio e investiu em um projeto pessoal, criando bonecos de caricatura. Divulgação/TV Globo Mais

Marcelo Dourado foi o primeiro participante do reality show a ganhar o prêmio de R$ 1,5 milhão de reais, em 2010. Endividado na época, o lutador saiu do programa e tratou de limpar o próprio nome e comprar um carro. Em entrevista ao jornal "Folha de São Paulo", ele afirmou que já gastou toda a grana que ganhou na atração, mas que ajudou familiares e investiu em marcas de roupas e de acessórios. Ele também usou o prêmio para abrir a própria academia de lutas: a Hipercubo, no Rio de Janeiro (RJ) Divulgação/TV Globo Mais

A atriz Maria Melilo foi a segunda pessoa a faturar o prêmio de R$ 1,5 milhão, em 2011. Vencedora da 11ª edição do "BBB", ela afirmou em entrevista à revista "Caras" que investiu parte da grana e adquiriu imóveis em São Paulo. Divulgação/TV Globo Mais

Fael faturou o prêmio R$ 1,5 milhão de reais no "BBB12", em 2012. Com a grana, o veterinário comprou duas fazendas no Mato Grosso do Sul e montou um centro de capacitação profissional para veterinários e agrônomos TV Globo / Frederico Rozário Mais

A poupança foi o destino do prêmio de R$ 1,5 milhão que Fernanda conquistou na 13ª edição do reality show global, realizado em 2013. Em diversas entrevistas na mídia, a gata garante que não gastou nada do dinheiro. Hoje em dia, ela se mudou para o Rio de Janeiro, onde vive de presenças em eventos e trabalhos de modelo. Fernanda também emprestou seu nome a uma grife de bolsas e diz que não conseguiu comprar seu próprio apartamento Divulgação/TV Globo/João Cotta Mais

Em 2014, Vanessa foi a vencedora do prêmio de R$ 1,5 milhão de reais da 14ª edição do 'BBB'. Ela investiu o prêmio e usou o dinheiro proveniente da renda para reformar e manter uma clínica veterinária. Apaixonada por animais, a gata também conseguiu patrocinadores e parcerias no setor. Por fim, em entrevista ao portal Ego, Vanessa revelou que comprou uma casa própria e sustenta toda a família, que foi morar junto com ela Caio Duran/AgNews Mais

Comente no Facebook