Conheça o avião da Embraer que fez pouso forçado com Angélica e Luciano Huck

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2015/05/26/conheca-o-aviao-da-embraer-que-fez-pouso-forcado-com-angelica-e-luciano-huck.htm
  • totalImagens: 8
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150526164323
    • Luciano Huck [14916]; Angélica [11034];
    • Embraer [13599]; Avião [13537];
Fotos

26.mai.2015 - O modelo do avião que fez um pouso forçado em Mato Grosso do Sul com Luciano Huck e a família tem sido alvo de divergência. Inicialmente foi divulgado pela Aeronáutica que se tratava de um modelo Embraer 820C Navajo, porém internautas atentos perceberam que se tratava, na verdade, de uma versão mais evoluída, o Embraer 821 Carajá, que usa motor de turboélice. O primeiro modelo foi lançado em 1976; já o segundo, em 1984. A fabricação de ambos foi interrompida no ano 2000. Veja a seguir detalhes sobre as duas versões do avião de pequeno porte da Embraer. Divulgação/Corpo de Bombeiros Mais

26.mai.2015 - O Embraer 820C foi lançado no Brasil em 1976 e sua produção foi até o ano 2000. A aeronave, que ganhou o apelido de "Navajão", é voltada para voos curtos a partir de pistas pequenas e com pouco apoio em solo. De acordo com especificações do fabricante, o avião precisa de 555 metros de pista para decolar e apenas 229 m para o pouso. A informação é do portal Airway. Reprodução/Embraer Mais

26.mai.2015 - De acordo com o portal Airway, a Embraer ofereceu três opções de cabine ao EMB 820: com 6, 8 e 10 assentos. A versão com menos bancos podia ser equipada com toalete. O espaço a bordo é apertado. O bimotor pesa 3.500 kg carregado, sendo quase 1.000 kg de carga, e tem alcance de até 1.296 km. Na imagem, o interior da aeronave é similar ao modelo que levava Huck e Angélica, mas na versão Embraer 821. Reprodução/MSTaxiAereo Mais

26.mai.2015 - Os dois motores a pistão com injeção direta de combustível, da empresa Lycoming, geram 350 hp cada um. O EMB 820 chega à velocidade máxima de 337 km/h a 5 mil metros de altura. Reprodução/Embraer Mais

26.mai.2015 - Em 1984, a Embraer lançou a versão EMB 821 Carajá. O modelo tem a mesma concepção de fuselagem do Navajo, no entanto, os motores a gasolina convencionais Lycoming foram trocados por um par de turbo-hélices Pratt-Whitney de 550 hp cada. Desta forma, a velocidade máxima do avião subiu para 407 km/h e a autonomia chegou a 1.666 km. A produção do Carajá também foi encerrada em 2000. Esse era o modelo do avião usado pela família Huck no acidente em Mato Grosso do Sul. Reprodução/Embraer Mais

26.mai.2015 - Além do piloto e co-piloto, estavam no avião Luciano Huck, a mulher Angélica, os três filhos, e duas babás. O pouso forçado ocorreu no domingo (24). Reprodução/TV Morena/TV Globo Mais

26.mai.2015 - Huck e Angélica foram os que mais se machucaram, porém sem gravidade. O casal foi transferido para o hospital Albert Einstein, em São Paulo, e recebeu alta na noite de segunda-feira (25). As duas babás e as três crianças já estavam em casa no Rio de Janeiro. Reprodução/TV Morena/TV Globo Mais

26.mai.2015 - Equipe de resgate diante do Embraer 821 Carajá, versão evoluída do Embraer 820C, inicialmente divulgado pela Aeronáutica como sendo o modelo acidentado. Fernando Antunes/Campo Grande News Mais

Comente no Facebook