Com usos inusitados em ambientes diferentes, balanço ganha a decoração

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2016/11/26/com-usos-inusitados-em-ambientes-diferentes-balanco-ganha-a-decoracao.htm
  • totalImagens: 10
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20161126070200
    • Casa e Decoração [75232]; Estilo de Vida [73845]; Decoração [18997]; Mostras de decoração [74873];
Fotos

Na bancada ou na penteadeira

O balanço pode substituir uma cadeira junto à bancada de estudos ou à penteadeira, como no ambiente desenvolvido pelo escritório Très Arquitetura para a Casa Cor SP. No Quarto da Menina, o modelo escolhido é simples, mas ganha refinamento por ser revestido em couro Katia Kuwabara/UOL Mais

No jardim, mas nada básico

Este balanço (à dir.) está onde todo mundo já viu, pendurado em uma árvore na parte externa da casa. Porém, não se trata de uma peça qualquer: é uma versão elaborada, inteiramente de corda, pertencente à linha Painho, da Tidelli, criada por Marcelo Rosenbaum. O elemento está no Jardim Recanto do Lago, de Anna Luiza Rothier, na Casa Cor Rio Divulgação Mais

Como caminha para cães e gatos

O balanço, com desenho exclusivo do Mula Preta Design, foi usado como caminha suspensa no Lounge do Cachorro, de Cristiana Mascarenhas e Mariana Mascarenhas, na Casa Cor Rio. O elemento foi instalado a pouca distância do chão, que é forrado pela grama sintética e embute os pratinhos para comida e água Divulgação Mais

No estar ao ar livre

Um balanço confortável foi usado no lugar de uma poltrona e está amarrado a uma árvore: trata-se da cadeira suspensa Maia, desenhada pela italiana Patricia Urquiola. A peça foi incorporada ao Estar do Jardim, de Bebel Niemeyer e Maria Pia Marcondes Ferraz, durante a Casa Cor Rio. O ambiente é uma sala "fresca" na área externa Divulgação Mais

Combinado, na mesa de jantar

O balanço clássico de madeira e cordas assume a cabeceira da mesa de jantar, na sala projetada por Malu Bernardes para a Casa Cor MS. A peça (à esq.) foi combinada às cadeiras de palhinha e ao banco estofado, quebrando a sobriedade do ambiente e dando um ar jovial ao espaço pensado para celebrações em família Denilson Machado/Divulgação Mais

Berço-balanço

O embalo do bebê está garantido com o berço (à esq.) projetado por Leila Dionizio. O móvel foi incorporado ao Design de Ninar, um quarto infantil da Casa Cor Rio, pensado pela arquiteta. O móvel é sustentado por cordas e tem estrutura para apoiar o mosquiteiro. No ambiente se destaca, também, a cadeira de balanço Licci, em latão dourado, de Jader de Almeida Divulgação Mais

Na varanda e para gente grande

O balanço de macramê (à dir.), do designer Sérgio J. Matos, tem estrutura afunilada e desenho requintado. O móvel foi pendurado no pergolado do Jardim dos Jasmins, desenhado pelo paisagista João Paulo Florentino para a Casa Cor Goiás, e combina perfeitamente com as poltronas fofinhas em meio às plantas Divulgação Mais

No quarto, para dar romantismo

O balanço também tem um quê de romantismo e, por isso, ele faz parte da ambientação do Quarto da Moça, de Luciana Duarte Azevedo na Casa Cor MT. A peça substitui o uso de cadeiras ou poltronas e leva mais delicadeza ao espaço com cores claras e iluminação suave. Ficou interessado? O modelo faz parte da coleção Painho, criada por Marcelo Rosenbaum para a Tidelli Lucas Ninno Mais

Para usar a dois

Um balanço para mais de um ou para "se esparramar" vai bem em um espaço de relaxamento, em especial se ali ao lado houver uma bela piscina. É o caso do Spa da Família, projetado por Eliane Gomes e Michelle Costa para a Casa Cor MT, onde a peça feita de cordas amarelas é o destaque da decoração Lucas Ninno/Divulgação Mais

Na hora do jantar

Um uso inesperado para os balanços se dá ao substituir as cadeiras em redor da mesa de jantar. A proposta de Leo Romano, para seu ambiente na Casa Cor Brasília, foi inspirada no balé "O Lago dos Cisnes". As cadeiras suspensas são elegantes e feitas de madeira e metal e não são exatamente indicadas para a diversão, tendo função estética Jomar Bragança/Divulgação Mais

Comente no Facebook