Diversidade no cinema: 10 filmes para não ficar de fora do debate

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2017/02/17/diversidade-no-cinema-10-filmes-para-nao-ficar-de-fora-do-debate.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20170217040000
    • Entretenimento [22798];
Fotos

O assunto diversidade anda em alta --taí o discurso de Beyoncé no Grammy sobre a importância de seus filhos terem ídolos negros, que não nos deixa mentir. Tem também, desde 2016, o debate sobre a falta de diversidade no Oscar e, se este ano as coisas melhoraram na premiação --com filmes como "Moonlight" e "Estrelas Além do Tempo"--, a programação da TV desta semana não fica para trás! Confira Reprodução/Montagem Mais

Star Wars-O Despertar da Força

Nesse episódio da saga, os protagonistas são uma mulher (Daisy Ridley), e um negro --fator elogiado inclusive pelos próprios atores. John Boyega vive Finn, um stormtrooper de coração bom, que se junta à resistência em meio a um novo período de guerra civil ::Onde assistir: TeleCine Pipoca, sex. (17), às 15h30 Reprodução Mais

O Mordomo da Casa Branca

Baseado em uma história real, o longa mostra a vida de um mordomo (Forest Whitaker) que serviu por décadas a presidentes na Casa Branca, passando pelo movimento dos direitos civis. O diretor Lee Daniels remete o público de forma instantânea às injustiças contra os negros quando traça a história do protagonista desde a infância ::Onde assistir: HBO Signature, sáb. (18), às 02h05 Reprodução Mais

Dia de Treinamento

O diretor Antoine Fuqua, especializado em clipes de músicos negros (como Usher e Stevie Wonder), usa muita câmera na mão para dar um tom realista ao filme, que deixa a sensação de que, quando o assunto é justiça, cada um que cuide de si. Denzel Washington ganhou o Oscar de melhor ator pelo perigoso policial Alonzo, responsável por treinar um novato ::Onde assistir: MaxPrime, sáb. (18), às 18h20 Reprodução Mais

À Procura da Felicidade

No longa de Gabriele Muccino, Will Smith viveu um vendedor que arriscou tudo para conseguir o melhor para o filho (Jaden Smith, filho do ator). O filme, cuja história foi baseada em fatos reais, é pura emoção do começo ao fim. Will é um dos poucos negros com destaque no cinema e em 2016 se recusou a ir ao Oscar em protesto contra a falta de diversidade ::Onde assistir: Max Up, seg. (20), às 21h Reprodução Mais

Creed: Nascido para Lutar

Na trama dirigida por Ryan Coogler, Michael B. Jordan vive um lutador que convence Rocky Balboa (Sylvester Stallone, indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante) a ser seu treinador. Jordan poderia tremer ao pegar o bastão passado por Stallone, mas enfrentou o desafio e honrou o papel! ::Onde assistir: HBO 2, qui. (23), à 00h45 Reprodução Mais

Beasts of no Nation

O longa é ambientado em um país da África e acompanha Agu (Abraham Attah), um menino que vivia feliz antes de ser feito de soldado pela milícia e sua cidade ser devastada pela guerra. Tanto as crianças quanto os mais velhos (como Idris Elba, que está no elenco) encararam os papéis com intensidade e fizeram com que o primeiro filme produzido pela Netflix fosse um sucesso ::Onde assistir: Netflix Reprodução Mais

Intocáveis

Driss (Omar Sy), um jovem recém-saído da prisão, é contratado para ser o cuidador de um aristocrata tetraplégico. O choque que existe entre os dois está em tudo, inclusive na cor da pele, mas eles superam o abismo entre seus mundos, bem desenhados pelos diretores Olivier Nakache e Eric Toledano, e se tornam grandes amigos ::Onde assistir: Netflix Reprodução Mais

A Cor Púrpura

Oprah Winfrey (a estrela da televisão) viveu a rebelde Sofia, mulher à frente de seu tempo, que não aceitava a posição de inferioridade do negro na sociedade. Ou seja, dose dupla de representatividade e identificação total do público com o filme dirigido por Steven Spielberg ::Onde assistir: Google Play Reprodução Mais

Selma: Uma Luta Pela Igualdade

Ava DuVernay comandou a cinebiografia de Martin Luther King, Jr. (David Oyelowo). A trama mostra as marchas de manifestantes pacifistas em 1965 entre as cidades de Selma e Montgomery (capital do Alabama), em busca de direitos eleitorais iguais para a comunidade afro-americana. Em 2014, ano do filme, a população negra lutava contra a violência policial nos EUA ::Onde assistir: Telecine Play Reprodução Mais

Preciosa

"Preciosa: Uma História de Esperança" (2009) acompanha a vida da personagem-título (Gabourey Sidibe) em um bairro negro. Grávida de seu segundo filho, ela segue sonhando e lutando, mesmo em sua realidade tão dura. Mo'Nique, que inerpreta a mãe que abusa da jovem, aceitou o papel para aumentar a conscientização sobre o abuso sexual, já que foi vítima de incesto ::Onde assistir: Netflix Reprodução Mais

Comente no Facebook