"Fome de Poder": 14 coisas que você não sabia sobre a criação do McDonald's

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2017/03/14/fome-de-poder-14-coisas-que-voce-nao-sabia-sobre-a-criacao-do-mcdonalds.htm
  • totalImagens: 15
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20170314040000
    • Entretenimento [22798];
Fotos

Presente em 120 países e com 32.700 lanchonetes, é difícil encontrar alguém que nunca tenha comido no McDonald's. O que você talvez não conheça é o responsável por essa receita de sucesso: Ray Kroc (Michael Keaton), que pegou a ideia dos irmãos McDonald e transformou o novo tipo de restaurante em uma febre mundial. É esta história que John Lee Hancock conta no filme "Fome de Poder", já nos cinemas Reprodução Mais

Garçonetes de patins

Em 1940, os irmãos Mac (John Carroll Lynch) e Dick McDonald (Nick Offerman) abriram um restaurante em Monrovia, Califórnia. Na época, os clientes eram servidos nos próprios automóveis por garçonetes de patins, como era comum dos Estados Unidos da época. O primeiro cardápio era constituído de 25 itens, todos variações de carnes para churrasco Reprodução Mais

Cardápio simples

Mac (John Carroll Lynch) e Dick McDonald (Nick Offerman) decidiram levar o edifício inteiro (isso mesmo) até San Bernardino, a 64 km de distancia na famosa rota 66. Anos depois, perceberam que lucrariam mais com uma cozinha mais eficiente e cardápio simples, apenas com hambúrgueres, batatas fritas, milk shakes e refrigerantes, e até os talheres foram substituídos por embalagens descartáveis Reprodução Mais

Linha de montagem

A nova cozinha dos irmãos McDonald funcionava de forma revolucionária como uma linha de montagem, e eles chegaram a desenhar as posições em uma quadra de tênis e treinaram lá com uma equipe de cozinheiros até achar o formato mais eficiente possível. Eles então mandaram produzir sob medida os utensílios, como a luz infravermelha para manter as batatas fritas sempre quentinhas Reprodução Mais

Do fracasso ao sucesso

Ray Kroc (Michael Keaton) era um vendedor de máquinas de milk shake quando conheceu o Mcdonald's. Ele decidiu ir até a cidade de San Bernardino ver porque um restaurante precisava de oito de suas máquinas. Ray sempre havia investido em produtos que não deram certo --antes de apostar no McDonald's, chegou a vender copos descartáveis, camas dobráveis e era considerado uma piada entre os amigos Reprodução Mais

Burritos e frango frito

O McDonald's tinha cinco filiais que não deram certo pela dificuldade de manter o padrão e qualidade à distância, algumas vendiam até burritos e frango frito, e apenas a de Phoenix possuía os famosos arcos dourados. Tudo mudou com Ray (Michael Keaton), que decidiu fazer da marca algo gigantesco e abriu seu primeiro restaurante em Des Plaines, Ilinois, o qual passou a chamar de McDonald's nº1 Reprodução Mais

Autoajuda

Ray Kroc (Michael Keaton) acreditava em autoajuda e no filme ouve um disco ficcional chamado "O Poder do Positivismo", com várias frases inspiradores de oradores como Calvin Coolidge, Ralph Waldo e Emerson sobre o poder da persistência e determinação. Ele chega a afirmar que foi a persistência e não a genialidade que fez com que tivesse sucesso, mesmo que somente aos 52 anos de idade Reprodução Mais

Sócios esquecidos

Ray Kroc (Michael Keaton) convenceu os irmãos McDonald (John Carroll Lynch e Nick Offerman) a aceitá-lo como sócio ao focar na ideia de que o restaurante deveria ser um símbolo dos Estados Unidos, presente de costa a costa. Mas, quando entrou na parceria, passou a divulgar a empresa como se tivesse criado a ideia do zero, sem mencionar os sócios. Em apenas seis anos, a rede já tinha 130 filiais Reprodução Mais

Milk shake em pó

O primeiro acordo entre Ray (Michael Keaton) e os McDonald (John Carroll Lynch e Nick Offerman) não era lucrativo e permitia aos irmãos vetar quaisquer novas ideias e, mesmo com a expansão, Ray perdia dinheiro. Uma das causas era o alto custo da refrigeração de sorvetes. Milk shake em pó foi a solução encontrada por Joan Smith (Linda Cardellini), mulher de um franqueado e futura mulher de Ray Reprodução Mais

Arcos dourados

Os arcos dourados foram uma criação de Dick McDonald (Nick Offerman) para diferenciar a franquia McDonald's de seus concorrentes. Entretanto, até a entrada de Ray Kroc (Michael Keaton) na sociedade, apenas um franqueado, de Phoenix, utilizou os arcos no restaurante. Com Kroc, essa marca registrada foi usada extensivamente em todas as lojas seguintes, e o símbolo se tornou até o logo do McDonald's Reprodução Mais

Mercado imobiliário

Em 1955, J. Sonneborn (B.J. Novak) convence Ray (Michael Keaton) a focar na parte imobiliária e de licenciamento da marca, e não na venda de hambúrgueres, criando assim a McDonald's Corporation e indo de encontro com os irmãos McDonald (John Carroll Lynch e Nick Offerman), que se veem obrigados a vender a marca para Ray por apenas US$ 2,7 milhões nos anos 1960 Reprodução Mais

Falência

Após a venda, os irmãos McDonald (John Carroll Lynch e Nick Offerman) foram obrigados a abrir mão do nome de seu restaurante, que foi levado a falência quando Ray (Michael Keaton) abriu um Mcdonald's na frente do estabelecimento original de San Bernadino. Ray também nunca cumpriu o acordo verbal de pagar 1% dos lucros da franquia aos irmãos, o qual renderia hoje US$ 100 milhões por ano Reprodução Mais

Divórcio

Ray Kroc (Michael Keaton) não queria que sua mulher, Ethel Kroc (Laura Dern), recebesse nada de sua empresa quando se separaram, afinal ele considerava que ela nunca o apoiara em suas apostas, algo que sua nova mulher, Joan Smith (Linda Cardellini), fez. Kroc teve uma filha, que nunca é citada no filme de John Lee Hancock Reprodução Mais

Nome forte

Ray Kroc (Michael Keaton) se autodenominava fundador do McDonald's e não reconhecia a contribuição dos irmãos McDonald. E um dos motivos para Ray apostar na franquia era justamente o nome. Ele dizia: "O que eu poderia fazer com um nome como Kroc? Ninguém chamado McDonald sofre nesse país". Apesar de sua personalidade, quando morreu, Ray doou parte de sua fortuna ao Exército da Salvação Reprodução Mais

Big Mac

O primeiro hambúrguer vendido no McDonald's custava apenas US$ 0,15 (isso mesmo!). O Big Mac, o "sanduíche símbolo" da rede de fast food, foi introduzido na rede McDonald's em 1968, mas foi criado em 1967 por um franqueado de Pittsburgh, no estado norte-americano da Pensilvânia. Hoje a rede é global e só a operação brasileira, iniciada em 1979, é a oitava maior do mundo Reprodução Mais

Comente no Facebook