Marcas brasileiras de comidas e bebidas vendidas a grupos estrangeiros

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2017/08/25/empresas-brasileiras-de-alimentos-e-bebidas-sob-o-comando-de-estrangeiros.htm
  • totalImagens: 14
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20170825185821
    • Economia [22373];
Fotos

A norte-americana Hormel Foods comprou o frigorífico Cidade do Sol, que produz a marca Ceratti, de mortadelas, salsichas e salames. Tradicionais marcas brasileiras passaram para as mãos de grupos estrangeiros nos últimos anos; clique nas fotos acima e relembre outro casos Divulgação Mais

Vigor: O grupo mexicano Lala assinou acordo para compra da brasileira Vigor Alimentos da JBS e da J&F, dos irmãos Batista. A empresa de produtos derivados do leite foi fundada em 1917 e é dona de marcas como Vigor, Danubio, Faixa Azul e Leco Divulgação Mais

Lacta: Criada em 1912, em São Paulo, pelo então cônsul suíço Achilles Isella, lançou chocolates como Diamante Negro, Sonho de Valsa, Bis, Confeti, Laka e Ouro Branco. Em 1996, foi vendida à americana Kraft Foods, que depois dividiu-se em Mondele'z International e Kraft Reprodução Mais

Ypióca: Começou a ser produzida em 1846 em Maranguape (CE) pelo imigrante português Dario Telles de Menezes. Em 2012, a fabricante de cachaça foi vendida para a britânica Diageo, dono de marcas como Johnnie Walker e Smirnoff Montagem/UOL Mais

Mabel: A fabricante de biscoitos foi fundada em 1953 por imigrantes italianos. Um de seus produtos mais famosos era o lanchinho Mirabel. Em 2011, foi vendida para a americana PepsiCo, dona de marcas como Pepsi-Cola, Elma Chips, Toddy e Quaker Divulgação Mais

Garoto: Foi criada em Vila Velha (ES), em 1929, pelo imigrante alemão Henrique Meyerfreund. Fabrica produtos como as pastilhas de hortelã, o Baton e o bombom Serenata de Amor. Em 2002, foi vendida à multinacional suíça Nestlé, mas a compra até hoje não foi 100% aprovada pelo governo Divulgação Mais

Schincariol: Fundada em 1939 em Itu (SP), começou com o refrigerante Itubaína. Lançou os refrescos Skinka e a cerveja Nova Schin, e comprou as marcas de cerveja Devassa e Baden Baden. Em 2011, foi vendida à japonesa Kirin Holdings Company e passou a se chamar Brasil Kirin. Em fevereiro de 2017, foi vendida à holandesa Heineken Divulgação Mais

Lucky Salgadinhos (Torcida e Fofura): Fundada em 1963 por imigrantes japoneses, começou como uma fábrica de doces, mas ganhou destaque com os salgadinhos das marcas Fofura e Torcida. Foi vendida em 2007 para a americana PepsiCo Divulgação Mais

Kero Coco: A empresa brasileira Amacoco, que fabrica as águas de coco Kero Coco e Trop Coco, foi comprada em 2009 pela americana PepsiCo, dona de marcas como Pepsi-Cola, Gatorade, Toddy e Elma Chips Divulgação Mais

Batavo: A marca de derivados do leite foi criada em 1928, na região de Carambeí (PR), por imigrantes holandeses. Em 2000, foi parcialmente vendida à Perdigão; em 2006, foi totalmente vendida. Depois, a Perdigão se uniu à Sadia e deu origem à BRF. Em 2014, a francesa Lactalis comprou a Batavo, junto com a divisão láctea da Brasil Foods Divulgação Mais

Yoki: Foi fundada em 1960 pelo imigrante japonês Yoshizo Kitano e fabrica produtos como pipocas, temperos, chás, misturas para bolo, sobremesas, sopas e cereais. Em 2012, foi comprada pela americana General Mills, dona da marca de sorvetes Häagen-Dazs Divulgação/General Mills Mais

Maguary: Em 2015, a fabricante de bebidas britânica Britvic comprou a empresa brasileira Ebba por US$ 189 milhões (cerca de R$ 596,4 milhões). A Ebba produz sucos com as marcas Maguary e Dafruta Divulgação Mais

Quero: A Quero Alimentos foi criada em 1985, em Jundiaí (SP), e transferida para Nerópolis (GO), em 1990. Em 2011, foi vendida à americana HJ Heinz. Em 2013, a HJ Heinz foi comprada pela Berkshire Hathaway, conglomerado do bilionário Warren Buffett, e pela 3G Capital, dos brasileiros donos da Ambev. Em 2015, fez uma fusão com a Kraft Foods e tornou-se Kraft Heinz Company. Reprodução Mais

Carolina: A fabricante brasileira de iogurte Carolina foi fundada por Geraldo Araújo e seu filho Maurício Geraldo Araújo, em 1969, em Ribeirão Claro (PR). É dona das marcas regionais Carolina, VeryGurt e Gluck. Em 2015, foi vendida à americana General Mills Divulgação Mais

Comente no Facebook