Além do rosa e do azul: 11 quartos de bebês que fogem do óbvio

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2017/12/21/alem-do-rosa-e-do-azul-11-quartos-de-bebes-que-fogem-do-obvio.htm
  • totalImagens: 11
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20171221040000
    • Casa e Decoração [75232]; Estilo de Vida [73845]; Gravidez e Filhos [63113];
Fotos

O projeto da Anna Parisi é um exemplo de que nem todo quarto de bebê precisa ser tradicional. No dormitório, o colorido surge no papel de parede com estampa geométrica e também em objetos menores. Com cômoda, prateleiras e berço brancos, a ambientação ficou bem equilibrada Divulgação Mais

As arquitetas Mayara Clá e Natasha Haddad, da MN Interiores, escolheram o cinza como a cor base desse quarto de bebê. O papel de parede, com fundo nesse tom neutro, tem desenhos em branco e rosa. O resultado é uma decoração aconchegante e suave Marina Orsi/Divulgação Mais

Sim, o preto pode ser usado no quarto de bebê! Nesse dormitório, a cor escura é combinada com o cinza, o tom amadeirado e detalhes em rosa. Quem assina o projeto é a dupla de arquitetos Luciana Raunaimer e Diego Verri, que também desenvolvem o mobiliário da Ameise Divulgação Mais

Como o imóvel era alugado, a designer de interiores Lu Boschi aplicou o tema do quarto apenas em objetos e móveis que pudessem ser levados para o apartamento definitivo. A única exceção é o papel de parede. Para não gastar muito, o revestimento foi colocado apenas em uma parede Julia Herman/Divulgação Mais

Os móveis brancos trazem claridade e serenidade ao quarto de bebê assinado pela KTA Arquitetura. Na parede, os desenhos dos animais dão um ar alegre ao espaço Divulgação Mais

Os pais queriam um quarto que fugisse do óbvio e tivesse uma atmosfera tranquila, com alguns itens personalizados. ?Preparamos então um quarto com poucas cores, luz indireta e tema livre?, conta a arquiteta Sarah Bonanno, sócia no escritório Tria Arquitetura Natalie Artaxo/Divulgação Mais

A proposta desse quarto de bebê era que fosse minimalista e atemporal, que não precisasse ser reformado ao longo do tempo, de acordo com as fases da criança. As cores e os revestimentos trazem uma sensação de leveza com toque moderno. O projeto, assim como o mobiliário, tem assinatura do Studio Vida Design Marina Orsi/Divulgação Mais

A proposta desse quarto de bebê era que fosse minimalista e atemporal, que não precisasse ser reformado ao longo do tempo, de acordo com as fases da criança. As cores e os revestimentos trazem uma sensação de leveza com toque moderno. O projeto, assim como o mobiliário, tem assinatura do Studio Vida Design Divulgação Mais

No quarto assinado pela designer Simone Turini Leullier, o azul clarinho até aparece, porém, mais sutil e combinado ao neutro do cinza e à cor madeira dos móveis de inspiração nórdica da Bododo Divulgação Mais

No quarto de bebê com 20 m², o estilo clássico do mobiliário (Sonhos de Ninar) chama a atenção. A arquiteta Carolina Bonetti explica que as cores fendi (variação do marrom) e branco são atemporais e trazem aconchego e calmaria Marcelo Stammer/Divulgação Mais

O desejo dos pais era um quarto aconchegante e criativo, que não partisse das paletas do azul e do verde. A arquiteta Marcy Ricciardi decidiu então combinar a suavidade do branco e do cinza com detalhes em amarelo vibrante, conferindo personalidade à decoração Divulgação Mais

Comente no Facebook