Não se engane! 12 alimentos que não são tão saudáveis assim

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2017/12/26/nao-se-engane-12-alimentos-que-nao-sao-tao-saudaveis-assim.htm
  • totalImagens: 12
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20171226134723
    • VivaBem [76663];
Fotos

Sal do Himalaia

Ele entrou no rol de alimentos saudáveis por ser rico em minerais, conter menos sódio e ter "poderes", como o de melhorar o sono, diminuir câimbras e até controlar alergias. Mas, além de faltar dados científicos a respeito de todos esses benefícios, a diferença entre a quantidade de sódio do sal rosa e do refinado é mínima Getty Images Mais

Óleo de coco

Famoso por figurar todas as receitas fit, um estudo da "American Heart Association" mostrou que o óleo tem o mesmo efeito da gordura animal e manteiga. O óleo é rico em gordura saturada e, por isso, pode aumentar o colesterol "ruim". Outras entidades brasileiras, como a Abran, também desmitificaram seu uso, afirmando que há poucos estudos que mostrem o efeito do óleo de coco no emagrecimento Getty Images Mais

Granola

Feita a partir de uma mistura de cereais, grãos, oleaginosas e frutas secas, a granola é rica em fibras e gorduras boas. O problema é que nem sempre a que é vendida no supermercado é composta só de bons ingredientes. Algumas podem ter açúcar em excesso, sódio, conservantes e ser até pobre em fibras. Por isso, para aproveitar os benefícios da granola, é preciso ficar de olho no rótulo Getty Images Mais

Sucos

Mesmo os naturais são mais calóricos do que o consumo da própria fruta. Já que para um copo de suco precisamos colocar uma quantidade de frutas muito acima do que consumimos. Além disso, quando a fruta vira suco, ela perde fibras e a consequência é a absorção da frutose mais concentrada, causando picos de glicemia no sangue e reduzindo a sensação de saciedade Getty Images Mais

Agave

Extraído de um cacto do México, sua consistência é parecida com o mel, no entanto, o agave contém uma grande quantidade de frutose, que, quando metabolizada, dá origem à gordura rapidamente. Ele deve ser usado com moderação para não sobrecarregar o fígado Getty Images Mais

Pão sem glúten

Tido como o vilão das dietas, o glúten só deve ser retirado da alimentação dos alérgicos. Produtos como pão sem glúten são alimentos ultraprocessados e, por isso, são mais ricos em calorias e carboidratos, o que não é interessante para a saúde Getty Images Mais

Pão integral

Os pães com farinha ou grãos integrais têm alto teor de fibras, que melhoram a digestão e aumentam a sensação de saciedade, e também são positivos para acelerar o metabolismo. No entanto, o problema é que grande parte desses pães disponíveis no supermercado nem sempre são integrais de verdade. Por isso, a dica é olhar o rótulo e comprar um que comece a lista de ingredientes com farinha integral Getty Images Mais

Café 'bulletproof'

Queridinho das musas fitness, a mistura de café, óleo de coco e manteiga ghee seria capaz de aumentar o foco e a queima de gordura. No entanto, os especialistas são céticos quanto a bebida, já que ainda não há estudos científicos a respeito. Além de ser mais calórico que o café tradicional, ele tem excesso de gordura saturada que pode aumentar o colesterol e as chances de doenças cardiovasculares Getty Images Mais

Barrinha de cereal

Uma das rainhas do lanche, ela precisa ser escolhida com cuidado para não sabotar a alimentação saudável. Grande parte dos produtos disponíveis no mercado são cheios de açúcar e pobres em fibras. Por isso, ler o rótulo é fundamental. Dê preferência às que tenham entre 3 e 5 gramas de fibras em sua composição e evite aquelas que começam a lista de ingredientes com açúcar ou xarope de glicose Getyt Images Mais

Gelatina

Apesar de ter colágeno, essa sobremesa é nutricionalmente muito pobre. Sua composição é totalmente artificial, cheia de corantes, estabilizantes e adoçantes, itens que sobrecarregam o fígado Getty Images Mais

Peito de peru

Apesar de ser uma opção magra --para se ter ideia, uma fatia deste frio tem cerca de 15 calorias--, ele possui muito sódio, o que é um malefício. Seu consumo, portanto, deve ser esporádico: no máximo quatro fatias, de uma a duas vezes na semana Getty Images Mais

Mel

Natural e de aparência saudável, o mel possui bastante açúcar, assim como um número elevado de calorias --cerca de 290 a cada 100 g. Ainda que seja melhor que o açúcar refinado, ele deve ser consumido sem exagero por estimular o processo de acúmulo de gordura no corpo. Uma colher de sopa para adoçar o iogurte é o suficiente Getty Images Mais

Comente no Facebook