O que são alimentos ultraprocessados? Veja alguns exemplos

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2018/02/16/o-que-sao-alimentos-ultraprocessados-veja-alguns-exemplos.htm
  • totalImagens: 18
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20180216163653
    • VivaBem [76663];
Fotos

Pesquisadores da Universidade Sorbonne, em Paris, apontaram, em um novo estudo, que o crescente consumo de alimentos ultraprocessados pode gerar um aumento de câncer nas próximas décadas. Mas o que seriam esses tipos de alimentos? Para simplificar, são os industrializados, mas, a seguir, separamos exemplos de ultraprocessados iStock Mais

Batatas frita pronta

Apesar de deliciosas, elas incluem muito mais do que batatas em sua mistura. Entram flocos desidratados de batata, sal, amido, dextrose, farinha de arroz, estabilizante metilcelulose (E461), óleos vegetais e especiarias, além de serem pré-fritas. Isso já coloca o produto na categoria de alimentos ultraprocessados Getty Images Mais

Barra de chocolate

Açúcar, leite em pó integral, massa de cacau, manteiga de cacau, soro de leite em pó, gordura vegetal, gordura de manteiga desidratada, emulsificantes lecitina de soja e poliglicerol polirricinoleato e aromatizante costumam compor o doce. Gostoso, sim. Saudável, nem tanto Getty Images Mais

Macarrão e tempero instantâneo

Alimentos como esse são considerados ultraprocessados, pois levam mais de 20 ingredientes em sua composição, o que fazem com que, frequentemente, sejam ricos em gorduras ou açúcares Getty Image Mais

Refrigerante

Esse tipo de bebida leva sódio, conservantes e açúcares, por conta da adição de grandes quantidades de sal, necessárias para estender a duração dos produtos e intensificar o sabor, ou mesmo para encobrir sabores indesejáveis oriundos de aditivos ou de substâncias geradas pelas técnicas envolvidas no ultraprocessamento Getty Images Mais

Suco de caixinha

São práticos e vistos como uma boa saída para quem quer evitar refrigerantes, mas não consegue ficar só na água. O problema é que são compostas por grande quantidade de açúcar, conservantes e corantes artificiais. Quando consumidos em excesso, esses compostos podem causar desde alergias e aumento de peso até alteração na taxa de açúcar, diabetes e sobrecarga de fígado e o pâncreas iStock Mais

Nuggets de aves e peixes

Para que tenham longa duração, os alimentos ultraprocessados são frequentemente fabricados com gorduras que resistem à oxidação, mas que tendem a obstruir as artérias que conduzem o sangue dentro do nosso corpo. Esse é o caso de produtos como nuggets Getty Images Mais

Comidas congeladas

Apesar de práticas, tendem a ser muito pobres em fibras, que são essenciais para a prevenção de doenças do coração, diabetes e vários tipos de câncer Getty Images Mais

Bolachas e doces

Apesar de muitas terem a aparência de "saudáveis", quando consumimos alimentos assim, tendemos, sem perceber, a ingerir mais calorias do que necessitamos, que quando não são gastas inevitavelmente acabam estocadas em nosso corpo na forma de gordura. O resultado é a obesidade Getty Images Mais

Bolos prontos

Aqui também entram aquelas misturas para bolos Getty Images Mais

Doces e balas

Alimentos feitos principalmente ou totalmente de açúcar também são ultraprocessados. O problema principal é o risco de serem vistos como saudáveis, cujo consumo não precisaria mais ser limitado. Isso porque a publicidade explora suas alegadas vantagens diante dos produtos regulares ("menos calorias", "adicionado de vitaminas e minerais"), aumentando as chances de que sejam vistos como bons Getty Images Mais

Barras de cereais

Apesar da cara de saudáveis, também entram na categoria de ultraprocessados iStock Mais

Sopas instantâneas

O maior perigo no consumo da sopa instantânea é a presença excessiva de sódio, que dificulta o funcionamento de órgãos como coração e rins, fundamentais para a adequada circulação do sangue. De forma geral, são adicionados alguns minerais e vitaminas, mas, em comparação com a sopa caseira, o valor nutricional é praticamente inexistente Getty Images Mais

Iogurtes e bebidas lácteas

Adoçadas e aromatizadas, elas aumentam o risco de obesidade. A melhor opção é ir no iogurte natural e integral iStock Mais

Pão de hot dog e de hambúrguer

Segundo especialistas, o tipo de caloria presente no hot dog é chamada de "vazia" --ou seja, pobre em fibras, vitaminas e sais minerais, como cálcio e ferro. O pão também costuma ser rico em carboidratos de alto índice glicêmico. Na lista de ingredientes, mais de 15 itens, como emulsificante mono e diglicerídeos de ácido graxos Getty Images Mais

Molhos prontos

Não é recomendado, pois é acrescido de sal, açúcar e conservantes que podem fazer mal à saúde. No caso do molho de tomate (para macarrão), a melhor opção é usar o de tomate pelado, que possui menos sódio e menos ingredientes industrializados Getty images Mais

Pães produzidos em série

De forma simplificada, alimento processado é tudo aquilo que leva pelo menos algum ingrediente com nome pouco familiar e não usado em preparações culinárias naturais, tais como ácido fosfórico e xarope de caramelo. Uma forma prática de diferenciá-los dos ultraprocessados é consultar a lista de ingredientes. Mais de cinco itens "diferentões" já colocam o produto nesta categoria, pior para a saúde Getty Images Mais

Salgadinhos de pacote

Gostosos e baratos, mas nada bons para a saúde. Aqui, a regra é simples: melhor optar sempre por alimentos in natura ou minimamente processados aos snacks. O seu organismo agradece! Getty Images Mais

Comente no Facebook