UOL Carros já viu o Volkswagen T-Cross

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2018/07/11/uol-carros-ja-viu-o-volkswagen-t-cross.htm
  • totalImagens: 20
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20180711111519
    • Carros [13014]; Volkswagen [9056];
Fotos

Volkswagen T-Cross, SUV compacto que marca alemã prepara para chegar ao mercado brasileiro em 2019, aparece com uma "descolada" camuflagem leve antes do lançamento. UOL Carros teve a oportunidade de testar um protótipo do modelo em Munique (Alemanha) Divulgação Mais

Missão do T-Cross é enfim colocar a Volkswagen no segmento que mais cresce em nosso mercado automotivo. Aqui entre nós: utilitário tem todas as condições de fazer barulho e incomodar concorrência na briga pela liderança Divulgação Mais

T-Cross brasileiro é mais comprido que o europeu (o da imagem), porque possui o mesmo entre-eixos do Virtus (2,65 metros), contra 2,56 metros do Polo e do T-Cross a ser vendido na Europa Divulgação Mais

Volkswagen ainda não divulgou todas as especificações do T-Cross. Ângulos de ataque e saída, por exemplo, seguem desconhecidos, mas já se sabe que derivação brasileira será 1 cm mais alta em relação ao solo, privilegiando uma boa capacidade de se livrar de valetas e buracos Divulgação Mais

T-Cross medirá 4,19 metros de comprimento no Brasil e 1,57 metro de altura, contra 1,56 metro e 4,11 metros, respectivamente, do coirmão fabricado no Velho Continente Divulgação Mais

Além de São José dos Pinhais (PR) e Pamplona (Espanha), T-Cross será feito também em duas fábricas diferentes na China, onde será comercializado em especificações similares às da versão brasileira Divulgação Mais

Agora falemos de motores: na Europa T-Cross usará motores 1.0 3-cilindros (em calibrações de 95 e 115 cv) e 1.5 4-cilindros (150 cv) a gasolina, sobrealimentados por turbo, ou 1.6 turbodiesel de 95 cv Divulgação Mais

Já a derivação brasileira utilizará o 1.0 tricilíndrico turboflex de 115/128 cv (gasolinade Polo Virtus, ou o 1.4 tetracilíndrico, também turboflex, de 150 cv (qualquer combustível) vindo de Golf e Audi A3 Sedan Divulgação Mais

Opções de câmbio aos consumidores do Brasil serão velhas conhecidas de outros carros da Volkswagen: manual de cinco marchas (caixa MQ200) ou automática com conversor de torque de seis velocidades Divulgação Mais

T-Cross é larguinho e ostenta balanços bojudos. Lembra SUVs maiores da própria Volkswagen, como Atlas e Tiguan, mas também crossovers como o Suzuki Vitara Divulgação Mais

Por este ângulo conseguimos perceber como o T-Cross tem silhueta retilínea e não tão alta. Está mais para um crossover do que propriamente um SUV Divulgação Mais

Suspensões do T-Cross usarão arquitetura McPherson no eixo dianteiro e eixo de torção no traseiro, independentemente do país onde o SUV seja vendido Divulgação Mais

Volkswagen T-Cross Alemanha Divulgação Mais

Porta-malas é um dos elementos que menos empolgam no T-Cross: 345/390 litros na derivação brasileira, a depender do ângulo de inclinação do encosto do banco traseiro Divulgação Mais

T-Cross virá munido de fábrica com seis airbags de série em todas as versões. Apenas a configuração brasileira poderá ter teto solar panorâmico como opcional nas versões de topo Divulgação Mais

Grade do T-Cross brasileiro terá divisórias delineadas de maneira diferente em relação ao europeu. Conjunto óptico deste protótipo representa as versões mais básicas, dotadas de faróis halógenos biparábola e luzes diurnas em LED posicionadas junto às lâmpadas de neblina. Nas versões de topo haverá projetor, canhão de LED e luz de posição também em LED Leonardo Felix/UOL Mais

T-Cross contará com pelo menos quatro opções de roda de liga leve na Europa, entre 16 e 18 polegadas. Para o Brasil oferta será limitada a 16 e 17 polegadas... Por enquanto Leonardo Felix/UOL Mais

Observe a grade frontal desse esboço: esse será o padrão visto no modelo brasileiro, com subdivisões Divulgação Mais

T-Cross nacional também terá nome grafado em baixo relevo no para-choque, a exemplo do que foi visto no conceito da picape Atlas Tanoak e, aqui no Brasil, na geração antiga da Saveiro Cross; será uma espécie de padrão para os novos comerciais leves da marca William Volcov/Brazil Photo Press/Folhapress Mais

Observe a faixa horizontalizada como acabamento preto brilhante unindo as lanternas do Audi Q8; T-Cross terá efeito semelhante na interligação de suas luzes traseiras Divulgação Mais

Comente no Facebook