Veja detalhes do Mercedes Classe C 200 EQ Boost

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/entretenimento/2018/10/10/mercedes-benz-classe-c-2019.htm
  • totalImagens: 28
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20181010200000
    • UOL Carros Album [78242]; Carros [13014]; Salão de São Paulo [37026];
Fotos

Mercedes-Benz Classe C 2019 chega ao Brasil depois de ser apresentado em alguns Salões mundiais; estreia do carro será no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, com vendas começando em seguida. Murilo Góes/UOL Mais

Sedã ganhou faróis full-LED em todas as versões, além de novos para-choques e grade frontais e rodas de liga leve (de 17 polegadas nas versões de entrada e aro 18 na configuração de topo). Murilo Góes/UOL Mais

Lanterna agora também é de LED e tem formato de "C" para representar o modelo. Versão C 200 EQ Boost tem rodas de liga leve aro 17. Murilo Góes/UOL Mais

Feito no Brasil (na sede da marca em Iracemápolis, no interior de SP), o novo modelo traz como maior novidade uma leve reestilização no visual e essa inédita versão "mild-hybrid". Murilo Góes/UOL Mais

Versão EQ Boost adiciona sistema elétrico reforçado (com bateria de 48V), que se recarrega em desacelerações para aumentar a eficiência de todo o conjunto e economizar combustível. Murilo Góes/UOL Mais

O novo Classe C também oferece assistente de frenagem ativo: com o auxílio de um radar, o sistema pode detectar um acidente iminente com outro veículo, enviando avisos visuais e sonoros. Murilo Góes/UOL Mais

Se o motorista não reagir, o sistema pode ajudar com força de frenagem, podendo evitar complicações após a colisão. Mas fique ligado: sua atuação acontece somente após o impacto. Murilo Góes/UOL Mais

Visualmente, o facelift se concentra nos novos faróis, nos para-choques frontais, na grade, nas rodas e nas lanternas. Murilo Góes/UOL Mais

Entre as versões, as mudanças limitam-se aos tons de couro adotados no interior, bem como o aplique de madeira de alguns consoles e no desenho e tamanho das rodas, além da oferta de motores. Murilo Góes/UOL Mais

As entregas do novo Classe C começam no mês que vem, mesma época em que a marca apresenta o modelo no Salão do Automóvel de São Paulo. Murilo Góes/UOL Mais

Expectativa da marca é manter a liderança do segmento (hoje ele representa aproximadamente 51% das vendas da categoria), com mix estimado em 30% para o Avantgarde, 30% para o Exclusive, 25% para o EQ Boost e 15% para o Sport. Murilo Góes/UOL Mais

A opção de partida sem chave agora passa a ser oferecida de série em todas as versões. Além disso, a tecla "start/stop" que liga e desliga o carro tem design que lembra o rotor de uma turbina. Murilo Góes/UOL Mais

Apesar de toda essa C 200 EQ Boost não empolga, talvez pela expectativa que tenha sido criada por esperar um torque exuberante da combinação de motores, o que não acontece. Murilo Góes/UOL Mais

Não se engane: o para-choque apenas simula duas saídas de escapamento, mas na versão EQ Boost o carro possui uma saída só de escape. Murilo Góes/UOL Mais

Rodas mudam de tamanho e desenho de versão para versão -- na EQ Boost, são de liga leve de 17 polegadas e têm cinco raios, em formato de estrela. Murilo Góes/UOL Mais

Interior continua caprichado, com boa qualidade dos materiais, revestimentos finos e encaixes corretos, como um bom carro alemão. Posição do volante, no entanto, é um pouco inclinada para a esquerda. Murilo Góes/UOL Mais

Painel de instrumentos digital é a grande novidade do interior da versão EQ Boost e Sport. É possível ainda configurar a tela manualmente para ver o display nos modos "Esportivo", "Clássico" e um terceiro que é uma espécie de "Futurista". Murilo Góes/UOL Mais

Na versão EQ 200, o painel mostra quando o carro está "gastando" (Power) ou "recuperando" energia (Charge) elétrica -- essa última situação que acontece em desacelerações e frenagens. Murilo Góes/UOL Mais

Modo "sailing": em velocidade de cruzeiro, o carro corta a ignição e atua em "roda livre", permitindo que o motor economize ainda mais combustível, mas também "soltando" o carro durante alguns segundos. Murilo Góes/UOL Mais

Sistema Audio 20 tem duas entradas USB, um leitor de cartões SD, conexão Bluetooth e interface de mídia. O novo sistema multimídia NTG 5.5 permite integração com smartphones e utilização do aplicativo Waze. Murilo Góes/UOL Mais

Display central: nas versões C 200 EQ Boost e C 300 Sport, o display central de alta resolução no formato 16:9 agora conta com tela de 10,25 polegadas na diagonal e resolução de 1920 x 720 pixels. Murilo Góes/UOL Mais

O sistema de interface com o usuário pode ser operado por meio do touchpad localizado no console central ou por comandos de voz. Murilo Góes/UOL Mais

Banco do motorista com ajuste elétrico e memorizador é equipamento de série nas versões EQ Boost e Sport, de topo. Versões de entrada (C 180) têm ajuste manual. Murilo Góes/UOL Mais

Como na maioria dos carros da Mercedes, bancos têm bons apoios laterais para segurar o corpo em curvas mais fechadas. Além disso, são confortáveis e recebem bem os ocupantes. Murilo Góes/UOL Mais

Teto solar elétrico é item de série a partir da versão híbrida EQ Boost, assim como o painel de instrumentos digital. Murilo Góes/UOL Mais

Espaço traseiro é bom como o de um sedã médio: duas pessoas vão com folga, com boa área para pernas e cabeça; uma terceira vai apertada por conta do alto túnel central. Murilo Góes/UOL Mais

Porta-malas leva até 455 litros de bagagem, um bom volume para um sedã de 4,69 m de comprimento. Murilo Góes/UOL Mais

Motor 1.5 M264 é o "coração" da nova versão EQ 200: 183 cv e 28,6 kgfm aliados a um motor elétrico de 14 cv e 16,3 kgfm. Juntos eles podem render quase 200 cv. Murilo Góes/UOL Mais

Comente no Facebook