Um peso, duas medidas: polêmica no Mundial de Atletismo

Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/esporte/2017/08/10/um-peso-duas-medidas-polemica-no-mundial-de-atletismo.htm
  • totalImagens: 6
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20170810163854
    • Esporte [12810];
Fotos

Justin Gatlin foi pego no antidoping em duas oportunidades, mas escapou de ser banido por cooperar com informações sobre a prática Alexander Hassenstein/Getty Images Mais

Nascida no Quênia, a vencedora da maratona no Mundial, Rose Chelimo, viveu apenas nove dias no Bahrein antes de se naturalizar Alexander Hassenstein/Getty Images Mais

A sul-africana Caster Semenya, que tem hiperandrogismo, ou seja, excesso de hormônio masculino, hoje pode competir depois que a IAAF determinou que não podem ser mais feitos testes para definir se um atleta é homem ou mulher David Ramos/Getty Images Mais

Um dos favoritos dos 400m, Isaac Makwala, de Botsuana, viveu um drama em Londres para poder competir nos 200m, mas perdeu a final de sua principal prova, impedido pela IAAF de entrar no Estádio Olímpico devido por ter contraído um vírus David Ramos/Getty Images Mais

Sergey Shubenkov faz parte do grupo de 19 atletas que podem competir com a bandeira da Rússia, sob a alegação de que eles treinam em ambientes controlados de doping. O atleta ganhou uma medalha de prata no Mundial Ian Walton/Getty Images Mais

Yasmani Copello, cubano que ganhou medalha pela Turquia nos 400m com barreiras Ian MacNicol/Getty Images Mais

Comente no Facebook