Epidemia de ebola atinge África e tem casos isolados em outros países

Informações sobre o álbums
  • editoria:Geral
  • galeria: Enquete
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/fotos/imagens-do-dia/2014/10/02/epidemia-de-ebola-atinge-africa.htm
  • totalImagens: 581
  • fotoInicial: 0
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20110610213816
  • link: http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/ciencia/2014/10/22/mortos-por-ebola-chegam-a-quase-5-mil-mas-numero-real-pode-estar-perto-de-15-mil.htm
  • todas
    • Saúde [11180]; Ebola [62605];
Fotos
18.mar.2016 - Enfermeiro mede temperatura de pacientes que podem ter se infectado com Ebola em hospital da Guiné Youssouf Bah/AP Photo

Mais
Cremadores de mortos por ebola na Libéria Samuel Aranda/The New York Times

Mais
20.nov.2015 - Parente de menino de 10 anos diagnosticado com ebola, na Libéria, tem sua temperatura corporal medida antes de entrar na unidade de saúde onde o garoto está internado. O país africano confirmou um novo caso da doença menos de três meses após ser declarado livre do vírus Abbas Dulleh/AP

Mais
3.nov.2015 - Trabalhadora da Organização Mundial de Saúde mede a temperatura de um homem em Tana, no Guiné, único país do mundo onde o ebola ainda não está extinto Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1ºjul.2015 - Trabalhadores da área de saúde protestam frente ao ministério da Saúde da Libéria, na capital Moróvia. Um novo caso de ebola foi confirmado nesta quarta-feira (1º) após o país ter sido declarado em maio como o primeiro do continente africano a estar livre da doença Ahmed Jallanzo/EFE

Mais
9.mai.2015 - Mulheres de uma comunidade cristã evangélica denominada "guerreiros de oração" celebram após o anúncio da ONU de que a Libéria está livre do ebola, em Monrovia, neste sábado (9) James Giahyue/Reuters

Mais
Ebola altera cor de olho de médico de azul para verde Emory Eye Center via The New York Times

Mais
19.abr.2015 - Cartaz com os dizeres "ebola não é uma maldição" é colocado em unidade de tratamento contra o ebola fechado em Paynesville, subúrbio de Monrovia, na Libéria. Guiné, Libéria e Serra Leoa deverão receber uma ajuda de 650 mil dólares nos próximos 18 meses para ajudá-los a enfrentar em uma nova fase do surto do Ebola, prometeu o Banco Mundial em 17 de abril. A instituição já contribuiu até agora com 1,62 bilhão de dólares no combate à epidemia Ahmed Jallanzo/EFE

Mais
15.abr.2015 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou nesta quarta-feira (15) que encontrou vestígios do vírus do ebola no sêmen de um homem na Libéria curado seis meses antes Athalia Christie / U.S. CDC

Mais
15.abr.2015 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou nesta quarta-feira (15) que encontrou vestígios do vírus do ebola no sêmen de um homem na Libéria curado seis meses antes Athalia Christie / U.S. CDC

Mais
28.mar.2015 - Funcionários da Saúde de Serra Leoa fazem verificação em pessoas que estiveram na Libéria. Autoridades de Serra Leoa pediram a população que não saiam de suas casas durante três dias devido ao reaparecimento do perigo do ebola no país Zoom Dosso/AFP

Mais
27.mar.2015 - Profissionais de saúde caminham por rua de Freetown, em Serra Leoa, nesta sexta-feira (27). O governo proibiu a população de sair de casa por três dias, pela segunda vez em seis meses, devido ao reaparecimento do perigo do ebola no país Michael Duff/AP

Mais
26.mar.2015 -Pesquisador trabalha na produção de vacina contra o vírus ebola no Instituto The Jenner em Oxford, na Inglaterra. Não há sinais de que o vírus ebola esteja em mutação em uma forma acelerada, tornando-se mais resistente, o que poderia desperdiçar os esforços de cientistas empenhados no desenvolvimento de uma vacina. A imagem é de 16 de janeiro Eddie Keogh

Mais
12.mar.2015 - Uma ambulância leva integrante do corpo médico do exército britânico que contraiu o vírus ebola para hospital no norte de Londres, na Inglaterra. A mulher, não identificada, foi infectada durante o tratamento de pacientes de ebola em Serra Leoa Matt Dunham/AP

Mais
Integrante da equipe médica se prepara para cuidar de pacientes com ebola no hospital de Donka, em Conacri, na Guiné, neste domingo (8). Mais de 9.700 pessoas já morreram infectadas pelo vírus ebola em vários países africanos desde dezembro de 2013, com quase 24 mil pessoas infectadas, de acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) Cellou Binani/AFP

Mais
Beatrice Yordoldo (sentada) é a última paciente confirmada com ebola, que deixou a unidade de tratamento para ebola no subúrbio de Paynesville, em Monróvia, nesta quinta-feira (5). Antes de receber alta, Beatrice posou com a equipe médica do centro de tratamento. A Libéria não tem um novo caso da doença pela primeira vez em nove meses, desde que a epidemia se alastrou no país Zoom Dosso/AFP

Mais
4.mar.2015 - A vice-diretora Venoria Crayton mede a temperatura dos alunos da escola de ensino fundamental C.D.B. King. Ela determinou algumas regras no primeiro dia de volta às aulas. "Se você quer viver, não minta sobre o ebola", disse aos alunos Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 - Estudantes cantam o hino nacional da Libéria, na volta às aulas na escola de ensino fundamental C.D.B. King Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 -O aluno James Nyema, 9, (de luvas rosas) canta o hino da Libéria na escola de ensino fundamental C.D.B. King, em Monrovia, na Libéria. As fotos foram tiradas em 16 de fevereiro de 2015. Apesar da epidemia de ebola ter recuado no país, diversas escolas ainda não reabriram Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 -A professora de pré-primário Miatta Fahnbulleh está desempregada há meses. Na imagem, ela prepara as crianças para irem à escola, em Monrovia, na Libéria. Ela é mãe de James, 9, que foi matriculado no ensino particular durante o período em que as escolas públicas ficaram fechadas por causa da epidemia de ebola Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 - James Nyema, 9, cobre o rosto com a camiseta durante uma aula destinada aos alunos de primeira e segunda séries. A aula mista aconteceu devido à falta de uma das professoras na escola C.D.B. King, em Monrovia, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 - Alunos de primeira e segunda séries estudam juntos em uma aula, devido á falta de uma das professoras, na escola de ensino fundamental C.D.B. King, em Monrovia, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 -Alunos do segundo ano do ensino fundamental aproveitam o tempo livre após um professor faltar pelo terceiro dia seguido, na escola C.D.B. King, em Monrovia, na Liberia Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 - Alunos do segundo ano do ensino fundamental ouvem a professora substituta, após um professor faltar pelo terceiro dia seguido, na escola C.D.B. King, em Monrovia, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 -Alunos rezam durante cerimônia na reabertura da escola de ensino fundamental C.D.B King, em Monrovia, na Libéria. A escola ficou mais de oito meses fechada devido a um surto de ebola no país Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
4.mar.2015 -James Nyema, 9, é questionado pelo diretor da escola, Augustus Seongbae, sobre suas luvas rosas, no primeiro dia de aula após o fechamento da escola C.D.B. King por oito meses devido a um surto de ebola no país Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Líderes africanos se reuniram em Bruxelas, na Bélgica, com a Rainha do país, Mathilde, em conferência sobre o Ebola, nesta terça-feira (3) Xinhua/Ye Pingfan/AFP

Mais
20.fev.2015 - Funcionário segura o novo teste rápido para diagnosticar ebola aprovado pela OMS (Organização Mundial de Saúde), chamado ReEBOV Antigen Rapid Test, em Broomfield, no Colorado (EUA). O teste é um pouco menos preciso que o denominado "gold standard" ou teste de referência nos laboratórios, mas não precisa de eletricidade nem pessoal altamente qualificado para sua aplicação Corgenix/EPA/EFE

Mais
Em imagem feita em 12 de novembro de 2014, agentes da saúde da Cruz Vermelha de Serra Leoa responsáveis pelo enterro de vítimas do ebola retiram um corpo de uma casa em Freetown. Nesta quarta-feira (18), Serra Leoa lançou uma campanha de duas semanas para buscar pacientes de ebola de porta em porta, como parte dos esforços para evitar que o vírus se espalhe no oeste do país. Equipes de saúde estão visitando residências nas áreas mais remotas do distrito de Port Loko, a leste da capital, após um surto de casos atribuídos a falta de cuidados no enterro de vítimas de ebola ter sido ocultado das autoridades locais Francisco Leong/AFP

Mais
16.fev.2015 - Estudantes lavam as mãos antes de entrar em salas de aula em escola de Monróvia, na Libéria, nesta segunda-feira (16). A medida faz parte do plano de prevenção do vírus ebola. Os alunos voltaram às aulas após seis meses por conta de uma epidemia que deixou milhares de mortos no país Abbas Dulleh/AP

Mais
Agente de saúde aplica vacina teste contra ebola em uma mulher durante teste em Monrovia nesta segunda-feira (2). A Libéria vai testar a vacina contra ebola em 10 mil voluntários, como parte de um esforço para diminuir a propagação do vírus James Giahyue/Reuters

Mais
25.jan.2015 - Rebecca Johnson, de Serra Leoa, chora ao falar durante a sessão especial sobre Ebola na sede da Organização Mundial da Saúde, em Genebra, na Suíça. Ela é uma agente de saúde e sobreviveu ao vírus Salvatore di Nolfi/EPA/Efe

Mais
22.jan.2015 - Imigrantes resgatados em um navio-patrulha das forças armadas de Malta recebem garrafas de água de soldado com roupa anticontaminação, no porto da capital Valletta. O navio resgatou 83 imigrantes que estavam em um bote próximo à ilha, mas outros 20 podem ter morrido. Todos foram colocados em quarentena por medo do vírus Ebola Darrin Zammit Lupi/Reuters

Mais
19.jan.2015 - Estudante tem temperatura verificada nesta segunda-feira (19) antes de entrar na escola Oumou Diaby, em Dacar, no Senegal. Alunos retornaram às aulas depois de quase quatro meses de recesso escolar devido ao surto de ebola. Quase 22 mil pessoas já foram infectadas com o vírus, segundo a OMS. A grande maioria das mortes ocorreu na Guiné, Libéria e Serra Leoa Cellou Binani/AFP

Mais
16.jan.2015 - Membros da equipe médica chinesa que estavam trabalhando na prevenção e controle do ebola na Libéria retornaram nesta sexta-feira (16) a Chongqing, localizada no sudoeste da China. Um total de 82 trabalhadores voltou ao país. O restante do grupo enviado para a África - outros 82 profissionais -, tem o retorno programado para o próximo dia 22 Tang Yi/Xinhua

Mais
2.jan.2015 - O médico italiano Fabrizio Pulvirenti, que foi infectado pelo ebola no oeste da África, participou de entrevista coletiva de imprensa para anunciar que está curado da doença, após ter passado por um tratamento no instituto Spallanzani de Roma. O médico, que foi repatriado em meados de novembro, trabalhava desde outubro para a ONG italiana Emergency em Lakka, Serra Leoa, onde contraiu o vírus Remo Casilli/Reuters

Mais
30.dez.2014 - Equipe de saúde transporta paciente infectado pelo vírus ebola para Glasgow, no Reino Unido, nesta terça-feira (30). O paciente é um membro da equipe médica que ajudou a combater a epidemia em Serra Leoa, no oeste africano EFE

Mais
30.dez.2014 - Ambulância transporta paciente infectado pelo vírus ebola para o Royal Free Hospital, em Londres, nesta terça-feira (30). O paciente é um membro da equipe médica que ajudou a combater a epidemia em Serra Leoa, no oeste africano Neil Hall/Reuters

Mais
30.dez.2014 - Paciente diagnosticada com ebola é colocado em avião de transporte no aeroporto de Glasgow (Escócia), na madrugada desta terça-feira (30), para ser levada a Londres. A enfermeira, que trabalhou em Serra Leoa, foi diagnosticada com a doença um dia após voltar para casa, em Glasgow. Segundo autoridades do Reino Unido, a mulher será levada para uma unidade especializada no Royal Free Hospital, em Londres Reuters

Mais
24.dez.2014 - Homem decora árvore de Natal, que carrega uma placa com menção ao vírus ebola, em uma loja em Monróvia, na Libéria, nesta quarta-feira (24). Em Serra Leoa, a epidemia fez com que as autoridades proibissem festas e atividades que possam contribuir para a propagação do vírus, que já matou mais de 7.000 pessoas na África Abbas Dulleh/AP

Mais
21.dez.2014 - Coveiro prepara novos túmulos em um cemitério em Freetown, em Serra Leoa, neste domingo (21). Cerca de 40 vítimas de ebola estão sendo enterradas neste cemitério todos os dias, enquanto o país continua a lutar contra a epidemia Baz Ratner/Reuters

Mais
20.dez.2014 - Liberiana vota para eleger senadores, em Monróvia, neste sábado (20). A eleição já foi adiada duas vezes devido ao risco da epidemia de ebola na região Abbas Dulleh/AP

Mais
20.dez.2014 - O chefe da ONU, Ban Ki-moon, lava as mãos em uma unidade médica que combate o vírus ebola, em Monróvia, na Libéria. A foto foi tirada na sexta-feira (19) e divulgada neste sábado. Ban está percorrendo a África, visitando os países mais atingidos pela epidemia Evan Schneider/AFP

Mais
17.dez.2014 - Adama Tarawallie fica junto ao marido Ibrahim, 31, que está com suspeita de ebola, enquanto esperam para serem transportados para um hospital, no oeste de Freetown, em Serra Leoa, nesta quarta-feira (17). O aumento de casos no país diminuiu, apesar de 327 novos casos terem sido confirmados na semana passada, segundo a OMS Baz Ratner/Reuters

Mais
16.dez.2014 - Serra Leoa tem sido gravemente castigada pelo vírus ebola ao longo dos últimos meses. Além da elevada taxa mortalidade, a epidemia causa imenso sofrimento à população que é submetida a medidas restritivas que dificultam a vida econômica e urbana. Vários toques de recolher em Freetown, capital de Serra Leoa, forçam os habitantes a ficar em casa e deixam a cidade aparentemente deserta. Killian Doherty, um arquiteto irlandês que trabalha no AFO (Architectural Field Office), em Ruanda e Serra Leoa, permaneceu em Freetown durante a maior parte da epidemia e documentou a situação em um ensaio fotográfico Killian Docherty

Mais
16.dez.2014 - Pessoas que dependem do comércio de rua foram e são profundamente afetados pelas restrições impostas pelo ebola em Serra Leoa. As vendas de ambulantes e nos mercados caíram e os preços de alimentos e roupas subiram dramaticamente. Camisetas que antes da epidemia eram vendidas na rua por cerca de três dólares chegaram a custar o dobro do preço durante o toque de recolher Killian Docherty

Mais
16.dez.2014 - Nos dias que antecederam o toque de recolher, as ruas de Freetown ficaram congestionadas. Pessoas estocaram óleo de cozinha, arroz e outros mantimentos, o que fez os preços dos alimentos dispararem. Durantes os três dias de toque de recolher, muitas famílias com parentes que tinham morrido de ebola colocaram seus corpos anônimos nas ruas. A ação foi motivada por medo de que a polícia levasse pessoas com suspeita de contagio pelo vírus ebola Killian Docherty

Mais
16.dez.2014 - Uma das medidas restritivas adotadas pelo governo de Serra Leoa para conter o ebola foi a proibição da atividade de mototáxis após às 19h. Mototaxistas têm sido marginalizados no país por muitas razões e foram acusados de serem cúmplices no transporte de vítimas ebola e aumentar a taxa de mobilidade do vírus Killian Docherty

Mais
16.dez.2014 - O número oficial é de que 75% da população (4,5 milhões) foram alcançados no segundo toque de recolher nacional de Serra Leoa, entre os dias os dias 19 e 21 de setembro. Na ocasião, a agência Médicos Sem Fronteiras criticou a medida, dizendo que, no final, ela ajuda a espalhar o vírus ebola, e não a contê-lo, já que oculta potenciais casos da doença Killian Docherty

Mais
16.dez.2014 - Havia postos de controle militares e policiais em todos os principais cruzamentos e entroncamentos da capital de Serra Leoa. Só podiam circular pela cidade pessoas ou veículos que tivessem um passe, que foi disponibilizado apenas aos envolvidos no combate ao ebola ou a profissionais de imprensa credenciados. Segundo Killian Doherty, muitos veículos autorizados circulavam pelas ruas desertas de Freetown desrespeitando limites de velocidade e segurança Killian Docherty

Mais
16.dez.2014 - Estas fotos foram tiradas durante o segundo toque de recolher nacional (lock-down), entre os dias 19 e 21 de setembro. O primeiro toque de recolher ocorreu no início de agosto, quando o ebola começou a se tornar uma ameaça em Freetown, até então casos da doença só haviam sido registrados em áreas rurais de Serra Leoa. O toque de recolher foi uma das ações mais radicais do governo, entre um conjunto de medidas que tem sido implantado em todo o país. Entre elas, a proibição de reuniões sociais em lugares como cinemas informais ou boates. No entanto, grandes encontros religiosos que podem durar horas, com centenas de pessoas são permitidos Killian Docherty

Mais
13.dez.2014 - A canadense Joanne Liu é atualmente a presidente da organização sem fins lucrativos Médicos Sem Fronteiras. Ela foi reconhecida entre as Mulheres de 2014 na lista do britânico "Financial Times" por seu trabalho na luta contra a epidemia do vírus ebola Reprodução/Médicos Sem Fronteiras

Mais
11.dez.2014 - Foday Gallah dirige uma ambulância em Monrovia e leva os casos suspeitos de ebola para centros de tratamento do MSF Geoffrey York/Globe and Mail/BBC

Mais
10.dez.2014 - Imagem da capa da revista americana Time, que traz o motorista Foday Gallah, cujo apelido "homem dos milagres" lhe valeu destaque na edição por sua luta contra o ebola na Libéria. Ele foi considerado Personalidade do Ano em 2014 pela revista Time Magazine/AP

Mais
10.dez.2014 - Os médicos, enfermeiros e demais trabalhadores do setor de saúde que combatem a epidemia de Ebola na África Ocidental foram escolhidos como "personalidade do ano de 2014" pela revista americana Time. "Eles arriscaram e persistiram, se sacrificaram e salvaram vidas", afirmou a editora Nancy Gibbs ao justificar a escolha. Em 2013, a personalidade do ano para a revista foi o papa Francisco. Embora a Time tenha escolhido a figura simbólica os "lutadores contra o ebola", a revista menciona "as forças especiais da organização Médicos Sem Fronteiras, os trabalhadores da associação de ajuda humanitária cristã Samaritan's Purse e muitos outros de todo o mundo que combateram lado a lado com médicos e enfermeiros locais, motoristas de ambulância e equipes de coveiros" Reprodução/Twitter Time

Mais
5.de.z2014 - Reunião dos Ministros da Saúde do Brics, contou com a participação (da esquerda para a direita) de Dmitry Kostennikov, Rússia, Vishwa Mohan Katoch, Índia, Arthur Chioro, Brasil, Li Bin, China, e Pakishe Aaron Motsoaledi. África do Sul José Cruz/Agência Brasil

Mais
1.dez.2014 - Etienne Ouamouno mostra fotos com sua mulher e os filhos, as primeiras vítimas da epidemia de ebola na Guiné AP/UNICEF/Beukes

Mais
28.nov.2014 - Funcionário de saúde mede a temperatura corporal do presidente da França, Françoi Hollande, assim que ele chegou ao hospital de Donka Conakry, na Guiné, nesta sexta-feira (28). Sua temperatura era de 36,3°C. O presidente está visitando o país que sofre com a epidemia do vírus ebola durante uma parada de sete horas, antes de embarcar para Dakar, no Senegal Jerome Delay/ AP

Mais
27.nov.2014 - Vista do interior da aeronave "Robert Koch" no aeroporto de Tegel, em Berlim (Alemanha). A companhia aérea Lufthansa transformou a aeronave em uma espécie de hospital para transferir pacientes com doenças infecciosas, como ebola, a pedido do governo alemão Maurizio Gambarini/EFE

Mais
25.nov.2014 - Profissionais da saúde desembarcam médico italiano que contraiu o vírus ebola de avião da Força Aérea Italiana em aeroporto militar, localizado perto de Roma. O Ministério da Saúde italiano disse que o médico trabalhava em Serra Leoa para uma ONG e fará tratamento no Instituto Nacional de Doenças Infecciosas Lazzaro Spallanzani, em Roma. É primeiro caso de ebola confirmado na Itália Força Aérea Italiana/AP

Mais
25.nov.2014 - Médico italiano, em uma maca especial, chega a aeroporto militar localizado perto do Roma para tratar do vírus ebola, contraído em Serra Leoa, na África. O médico foi internado no Instituto Nacional de Doenças Infecciosas Lazzaro Spallanzani, na capital italiana. É primeiro caso de ebola confirmado na Itália Força Aérea Italiana/AFP

Mais
25.nov.2014 - Ambulância leva médico italiano infectado com ebola para o Instituto de Doenças Infecciosas Lazzaro Spallanzani, em Roma. O profissional foi contaminado quando trabalhava em Serra Leoa, um dos países mais afetados pela epidemia, no oeste da África Alessandro Bianchi/Reuters

Mais
22.nov.2014 - Nesta imagem divulgada pela Força Aérea dos Estados unidos, a especialista Geri Genant (à esq.) demostra os usos do robô "Saul", que utiliza tecnologia para matar germes, durante apresentação na base Langley-Eustis, em Virginia. O robô foi criado pelo grupo Xenex Healthcare Services, mas a Força Aérea americana espera utilizá-lo no combate ao surto de ebola. Saul pode desinfectar uma sala em minutos utilizando pulsos de luz ultravioleta Sgt. Antoinette Gibson/US Air Force/AFP

Mais
21.nov.2014 - Trabalhadores da Cruz Vermelha carregam o corpo de uma vítima de ebola em Patrice, perto de Macenta, na Guiné, nesta sexta-feira (21). De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), 5.420 pessoas morreram infectados pelo vírus em oito países Kenzo Tribouillard/AFP

Mais
21.nov.2014 - Funcionário de saúde com roupa de proteção atende paciente infectado pelo vírus ebola em Patrice, perto de Macenta, na Guiné, nesta sexta-feira (21). De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), 5.420 pessoas morreram infectados pelo vírus em oito países Kenzo Tribouillard/AFP

Mais
20.nov.2014 - O médico cubano Félix Báez Sarría, 43, chega em Genebra na noite desta quinta-feira. O médico foi contaminado com o vírus ebola enquanto trabalhava no tratamento de doentes em Serra Leoa e receberá tratamento na Suíça Laurent Gillieron/Keystone/AP

Mais
19.nov.2014 - A enfermeira cubana Dalila Martinez, que treinou a equipe médica cubana que trabalhava para conter o surto de ebola em Serra Leoa, entra em uma das tendas do campo de treinamento montado em Havana, Cuba. Um dos integrantes da equipe, que conta com 165 médicos e enfermeiros, foi contaminado com o vírus. O Dr. Felix Baez Sarria, um especialista em medicina, apresentou febre alta e, no dia seguinte, foi diagnosticado com ebola. A imagem é de 24 de setembro de 2014. Ladyrene Perez, Cubadebate/AP

Mais
18.nov.2014 - Obama, alertou nesta terça-feira (18) que a luta contra a epidemia de ebola está longe de ser vencida na África ocidental e pediu que seja mantida a vigilância contra a doença, ainda que sejam feitos avanços, particularmente na Libéria. Michael Reynolds/ EFE

Mais
18.nov.2014 - O liberiano Dickson Torgbor Gbarjolo dança com sua mulher Quoisey Korzu durante cerimônia de casamento no dia 15 de novembro, na capital Monróvia. Muitos adiaram seus casamentos em outubro por causa da epidemia de ebola Abbas Dulleh/AP

Mais
18.nov.2014 - Balões vermelhos e brancos cercam altar onde o liberiano Dickson Torgbor Gbarjolo se senta com sua mulher, Quoisey Korzu, durante sua cerimônia de casamento no dia 15 de novembro, na capital Monróvia. Por conta da epidemia de ebola que atingiu o país, o governo da Libéria alertou as pessoas para evitar grandes encontros Abbas Dulleh/AP

Mais
18.nov.2014 - Vestidos de branco, os noivos Dickson Torgbor Gbarjolo e Quoisey Korzu aguardam o início da cerimônia de casamento na cidade de Monróvia, na Libéria, no dia 15 de novembro. Muitas pessoas evitaram se casar no mês de outubro no país, já que as cerimônias são cheias de beijos e abraços e apenas uma pessoa portadora vírus ebola, sem saber, pode infectar dezenas Abbas Dulleh/AP

Mais
18.nov.2014 - O casal liberiano Dickson Torgbor Gbarjolo e Quoisey Korzu cortam o bolo durante cerimônia de casamento na cidade de Monróvia, no dia 15 de novembro. Agora, em um sinal de que a vida está voltando ao normal devido a queda dos casos de ebola, o casal resolveu celebrar o matrimônio Abbas Dulleh/AP

Mais
18.nov.2014 - Os recém-casados Dickson Torgbor Gbarjolo e Quoisey Korzu caminham em um parque durante uma sessão de fotos após a cerimônia, que ocorreu no dia 15 de novembro, na cidade de Monrovia, na Libéria Abbas Dulleh/AP

Mais
17.nov.2014 - Lápides de vítimas do vírus ebola são vistas próximo do centro de tratamento Kenama, mantido pela Cruz Vermelha, em Serra Leoa. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), pelo menos 5.177 pessoas morreram no pior surto de ebola no mundo, sendo 1.187 em Serra Leoa Francisco Leong/AFP

Mais
O médico de Serra Leoa infectado com o vírus ebola, que havia sido transferido no sábado (15) aos Estados Unidos, morreu nesta segunda-feira (17), informou o Nebraska Medical Center, hospital de Omaha, em Nebraska, onde ele estava internado após ser repatriado. Martin Salia já havia chegado aos EUA com deficiências renal e respiratória. "Temos o imenso pesar de anunciar que o terceiro paciente que tratamos por ebola, o médico Martin Salia, faleceu devido as complicações da doença", indica o estabelecimento que já havia informado no domingo que estava "gravemente doente" EFE/EPA/Mike DuBose/United Methodist

Mais
15.nov.2014 - Trabalhadores de saúde, em roupas de proteção, retiram o médico Martin Salia, um cirurgião que trabalhava em Serra Leoa e foi diagnosticado com ebola, de uma ambulância para levá-lo ao Centro Médico de Nebraska, em Omaha (EUA), no sábado (15). Salia é o terceiro paciente com ebola no hospital e o 10º a ser tratado com a doença nos EUA Sarah Hoffman/The World-Herald/AP

Mais
14.nov.2014 - Um contingente com cerca de 200 médicos chineses se prepara nesta sexta-feira (14) para viajar até a África Ocidental para ajudar na luta contra o ebola, no aeroporto de Pequim, na China. A equipe, em sua maioria composta por profissionais da academia médica militar, será encaminhada para Monróvia, capital da Libéria, onde a China ajudou a construir um centro de diagnóstico e tratamento para pacientes com o vírus Ng Han Guan/ AP

Mais
11.nov.2014 - Criança que sobreviveu ao ebola é alimentada por outro sobrevivente da doença em centro de tratamento em Hastings, em Freetown, Serra Leoa, durante cerimônia que declarou a alta de 63 pacientes Francisco Leong/AFP

Mais
11.nov.2014 - O médico Craig Spencer, 33, foi liberado do hospital Bellevue, em Nova York, nesta terça-feira, após semanas de tratamento em isolamento contra o ebola. Na saída ee recebeu saudações dos nova-iorquinos no trajeto da prefeitura até o prédio no Harlem onde mora Richard Drew/AP

Mais
Google lança campanha de arrecadação para o ebola na África Reprodução

Mais
11.nov.2014 - Soldados norte-americanos passaram nesta terça-feira (11) na frente do novo centro de tratamento de ebola construído pelo exército dos Estados Unidos em Tubmanburg, capital da província de Bomi Contry, na Libéria Zoom Dosso/ AFP

Mais
10.nov.2014 - O cantor irlandês, compositor e ativista Bob Geldof (à direita) e o músico escocês, cantor e compositor Midge Ure falam com jornalistas, em Londres, para anunciar o lançamento da causa #BandAid30, que visa levantar fundos para combater o ebola na África ocidental, nesta segunda-feira (10). Em 2014, o lançamento da gravação original de "Do they know it's Christmas?" completa 30 anos. A canção icônica foi escrita pela dupla para arrecadar fundos para as vítimas da fome na Etiópia, em 1984. A gravação de 2014 contará com uma nova geração de artistas e músicos Matt Dunham/AP

Mais
7.nov.2014 - Profissionais da saúde fazem testes para aprender a transportar pacientes infectados pelo vírus ebola no hospital para doenças tropicais em Hanói, no Vietnã, nesta sexta-feira (7). A capital do país treina seus profissionais para lidar com a doença que matou cerca de 5.000 pessoas, a maior parte na Guiné, Libéria e em Serra Leoa AFP

Mais
6.nov.2014 - Um grupo de imigrantes africanos vindos de Serra Leoa e Guiné causou pânico ao desembarcar em uma praia de nudismo das Ilhas Canárias, na Espanha, relatando sintomas associados ao ebola. Os dois países africanos vivem epidemia da doença que, junto com a Libéria, já matou quase 5.000 desde o começo do ano Borja Suarez/Reuters

Mais
6.nov.2014 - A enfermeira espanhola Teresa Romero, acompanhada pelo seu marido Javier Limón, chega à casa de sua família em Becerrea, na Espanha, onde descansará após receber alta do hospital onde estava internada por infecção pelo vírus ebola. Romero foi a primeira pessoa contaminada pelo vírus fora da África e foi considerada curada do ebola em 21 de outubro. A enfermeira permaneceu hospitalizada desde então para evitar a contaminação de outras pessoas Eliseo Trigo/Efe

Mais
6.nov.2014 - A enfermeira espanhola Teresa Romero acena para jornalistas na porta da casa de sua família em Becerrea, na Espanha, onde descansará após ter recebido alta do hospital no qual estava internada. Romero foi a primeira pessoa contaminada pelo vírus fora da África e foi considerada curada do ebola em 21 de outubro. A enfermeira permaneceu hospitalizada desde então para evitar a contaminação de outras pessoas Eliseo Trigo/Efe

Mais
6.nov.2014 - Na imagem, exemplo de mensagem pedindo doação a usuário para instituições de combate ao ebola. Com o mecanismo oferecido pela rede social, é possível doar para três instituições de caridade - International Medical Corps, Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho, e Save the Children Facebook/AP

Mais
6.nov.2014 - A enfermeira espanhola Teresa Romero (à esq.) beija sua mãe fora de sua casa em Becerrea, na Espanha, nesta quinta-feira (6), para comemorar sua alta do hospital após ser infectada pelo vírus ebola. Romero foi a primeira pessoa contaminada pelo vírus fora da África e foi considerada curada do ebola em 21 de outubro. A enfermeira permaneceu hospitalizada desde então para evitar a contaminação de outras pessoas Pedro Agrelo/ AFP

Mais
5.nov.2014 - Membros do corpo clínico do Centro de Defesa Biológica de T?chonín, na República Tcheca, fazem simulação de transporte de paciente com ebola usando uma maca-bolha. O equipamento impede contato do doente com os profissionais, mas possibilita o manuseio de remédio e para cuidados clínicos Petr David Josek/AP

Mais
5.nov.2014 - A enfermeira Teresa Romero é beijada pelo marido Javier Límon após declarada sua alta do hospital Carlos 3º de Madri, na Espanha. Romero ficou internada na área de isolamento do hospital ao contrair o vírus ebola durante tratamento de uma vítima da doença no mesmo hospital Pierre-Phillippe Marcou/AFP

Mais
5.nov.2014 - A enfermeira espanhola que foi a primeira pessoa infectada com ebola fora do continente africano deixará nesta quarta-feira o hospital de Madri, onde superou a doença e recebeu alta depois de um mês internada Fernando Alvarado/ EFE

Mais
4.nov.2014 - Enfermeira prepara seringa com vacina experimental contra o vírus ebola para aplicar em voluntária, nesta terça-feira (4), no hospital universitário de Lausanne, na Suíça. Um estudo com 120 voluntários saudáveis está sendo realizado com uma vacina da GlaxoSmithKline. Os participantes serão monitorados por seis meses para determinar a segurança e eficácia da vacina na luta contra o vírus Denis Balibouse/Reuters

Mais
4.nov.2014 - Enfermeira prepara seringa contendo uma vacina experimental contra o vírus ebola, que será aplicada em uma voluntária no hospital Universitário de Lausanne, em Lausanne, na Suíça, nesta terça-feira (4). Um teste está sendo realizado com a vacina em 120 voluntários saudáveis, com o apoio da Organização Mundial da Saúde. Os participantes serão monitorados por seis meses para determinar a segurança e eficácia da vacina Denis Balibouse/ Reuters

Mais
Vulnerabilidade de crianças é uma das grandes preocupações das autoridades sanitárias em Serra Leoa BBC

Mais
3.nov.2014 - Um pesquisador da Comissão de Energia Atômica (CEA) verifica um diagnóstico de ebola em Marcoule, na França. Pesquisadores da Life Science Division (DSV) desenvolveram um teste de diagnóstico rápido para o vírus, chamado "eZyscreen". O teste é feito a partir de uma gota de sangue, plasma ou urina e é capaz de dar uma resposta em menos de 15 minutos para pacientes que estejam com sintomas da doença. Um protótipo estará disponível em breve para permitir a validação clínica, antes da fase de industrialização e produção pela empresa francesa Vedalab, líder europeu de testes rápidos Jean-Paul Pelissier/Reuters

Mais
1º.nov.2014 - A enfermeira Nina Pham, 26, a primeira enfermeira contaminada por ebola nos EUA, teve um encontro emocionante neste sábado com seu cachorro Bentley, que após vários testes foi declarado livre do ebola. Ele se tornou uma estrela na internet, onde apareceu brincando com trabalhadores que vestiam as roupas contra contaminação The Fort Worth Star-Telegram, Juan Guajardo/AP

Mais
1.nov.2014 - Trabalhadores desembarcam material enviado pela China para ajudar no combate ao ebola neste sábado (1) no aeroporto de Dacar (Senegal). A remessa chinesa inclui equipamentos de proteção individual, detectores de temperatura corporal e scanners, que serão utilizados para conter a epidemia no continente africano Li Jing/Xinhua

Mais
31.out.2014 - Médico coloca equipamentos de proteção individual, próprios para tratamento de pacientes com ebola, em área de isolamento instalada na University Medical Center Groningen, na Holanda Remko de Waal/EPA/EFE

Mais
31.out.2014 - O ministro da Saúde, Arthur Chioro, e o secretário de vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa (à esquerda), anunciam nesta sexta-feira (31), no Ministério da Saúde, em Brasília (DF), novas medidas de monitoramento para passageiros vindos de países com registro de ebola (Libéria, Serra Leoa e Guiné) Charles Sholl/Futura Press/Estadão Conteúdo

Mais
31.out.2014 - Trabalhadores descarregam pacotes com suprimentos em Abidjan, na Costa do Marfim. A China enviou um novo lote de ajuda que será utilizado para combater a epidemia de ebola na África Wen Hao/Xinhua

Mais
31.out.2014 - Equipe médica participa de treino para cuidar de pacientes infectados pelo vírus ebola no hospital Ditan, em Pequim, na China, nesta quinta-feira (30). A imagem foi divulgada nesta sexta-feira (31). A simulação faz parte dos esforços para garantir que a doença não se espalhe pelo país mais populoso do mundo. O Ministério das Relações Exteriores anunciou que a China enviará uma unidade de elite do exército para ajudar a combater o ebola na Libéria Reuters

Mais
30.out.2014 - A enfermeira Kaci Hickox, que prometeu desafiar a quarentena voluntária para os profissionais de saúde que trataram pacientes com ebola, deixou sua casa em Fort Kent, no Maine, para fazer um passeio de bicicleta nesta quinta-feira Robert F. Bukaty/AP

Mais
30.out.2014 - Grupo de garotos em Bamaco, no Mali, fazem refeição no mesmo prato. Depois da morte de uma menina de dois anos contaminada pelo vírus ebola, a população do Mali começou a mudar alguns hábitos. Muitos malineses já não lavam as mãos no mesmo recipiente, não comem em grupo e no mesmo prato, tentam evitar que as crianças brinquem juntas na rua e modificaram rituais funerários Idrissa Mismo

Mais
30.out.2014 - O Ministério da Defesa britânico forneceu nesta quinta-feira (30) uma fotografia que mostra os membros das Forças Armadas do Reino Unido e Serra Leoa participando de um curso que ensina como cuidar de pacientes de ebola na faculdade de enfermagem e medicina da Universidade de Serra Leoa, em Freetown, nesta quarta-feira (29)nido Sargento Tom Robinson/ EFE

Mais
30.out.2014 - Kaci Hickox e o seu namorado, Ted Wilbur, responderam nesta quarta-feira (29) perguntar da mídia em frente à sua casa em Fort Kent, Maine, nos Estados Unidos. A enfermeira norte-americana que testou negativo para o ebola depois de voltar da África Ocidental, disse que irá questionar as restrições de seu Estado e que não planeja seguir as diretrizes que exigem que ela fique em quarentena até o dia 10 de novembro. "Se as restrições impostas a mim pelo Estado do Maine não forem suspensas, irei ao tribunal lutar pela minha liberdade", declarou Whitney Hayward/ Portland Press Herald/ AP

Mais
29.out.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, escuta o discurso do médico Kent Brantly, primeiro norte-americano a voar de volta para o seu país para se tratar do ebola contraído na Libéria, onde trabalhou como missionário. Obama falou, nesta quarta-feira, sobre os esforços que tem feito para combater o vírus nos Estados Unidos e em outros países Brendan Smialowski/ AFP

Mais
29.out.2014 - Nelson Arboleda, diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, fala a jornalistas antes de começar o encontro regional de luta contra o ebola em Havana, Cuba. A participação do órgão mostra que os países, rivais na política externa, estão unidos contra a doença. Cuba destinou 256 médicos para os países da África ocidental, que vivem epidemia do vírus Franklin Reyes/AP

Mais
29.out.2014 - Amadou Drame, 11, e o irmão Pape Drame, 13, relataram que sofrem bullying dos colegas de uma escola em Nova York devido à epidemia de ebola na África. Os dois irmãos senegalenses contam que os outros estudantes gritam "ebola" por onde eles passam Frank Franklin II/AP

Mais
28.out.2014 - Em meio à epidemia de ebola, a indústria de caixões da Libéria vive uma crise de vendas AP

Mais
28.out.2014 - Durante ato contra falta de estrutura para receber pacientes com o vírus ebola, enfermeiras do Centro Médico da Universidade da Califórnia usam adesivos em apoio à enfermeira americana Amber Vinson, a segunda a contrair a doença enquanto cuidava de um paciente liberiano no Texas Justin Sullivan/ Getty Images/ AFP

Mais
28.out.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta terça-feira que os profissionais de saúde voluntários que ajudam a tratar de pacientes com ebola na África Ocidental devem ser aplaudidos e advertiu que as políticas de quarentena do governo não devem desencorajar seu trabalho na luta contra a doença Kevin Lamarque/ Reuters

Mais
28.out.2014 - A enfermeira americana Amber Vinson, a segunda a contrair o vírus ebola enquanto cuidava de um paciente liberiano no Texas, escuta o médico epidemologista Bruce Ribner antes de deixar Hospital Universitário Emory, em Atlanta, na Geórgia (sul), nesta terça-feira. Os médicos declararam que Amber foi curada da infecção Tami Chappell/ Reuters

Mais
28.out.2014 - A enfermeira americana Amber Vinson, a segunda a contrair o vírus ebola enquanto cuidava de um paciente liberiano no Texas, abraça seus cuidadores antes de deixar Hospital Universitário Emory, em Atlanta, na Geórgia (sul), nesta terça-feira. Os médicos declararam que Amber foi curada da infecção Tami Chappell/ Reuters

Mais
28.out.2014 - A enfermeira Amber Vinson, 29, que estava sendo tratada contra o ebola, abraça o epidemiologista do embraces Emory University Hospital, Bruce Ribner, ao final da entrevista que deu após receber alta médica do hospital, nesta terça-feira (28), em Atlanta, na Georgia (EUA). Ela contraiu ebola ao tratar do primeiro paciente diagnosticado com a doença nos EUA, o liberiano Thomas Eric Duncan, que morreu no dia 8 de outubro David Goldman/AP

Mais
28.out.2014 - Trabalhadora da área de saúde das Filipinas recebe ajuda enquanto coloca os equipamentos de proteção individual (EPI) durante o treinamento para lidar com o vírus ebola no Instituto de Pesquisa de Medicina Tropical em Alabang, na cidade em Manila. As Filipinas rejeitaram um pedido dos EUA para enviar médicos para regiões que sofrem com a epidemia Ted Aljibe/AFP

Mais
28.out.2014 - Trabalhadores da área da saúde do Sri Lanka colocam equipamentos de proteção para participar de um programa de preparação para lidar com o vírus ebola, no Hospital de Doenças Infecciosas em Colombo. Aeroportos da Ásia têm intensificado suas defesas fazendo a triagem de passageiros que viajaram a países afetados, controlando a temperatura de cada pessoa e tentando manter em contato durante 21 dias, o período de incubação do vírus. Segundo a OMS, mais de 10.000 pessoas foram infectadas com ebola e quase metade delas morreu Eranga Jayawardena/AP

Mais
28.out.2014 - Médicos quenianos, usando equipamento de proteção completo,mostram como lidar com um paciente infectado pelo vírus ebola no Hospital Nacional Kenyatta, em Nairóbi. As medidas foram postas em prática antes da chegada dos 12 quenianos que retornam contaminados pelo vírus da Libéria Simon Maina/AFP

Mais
28.out.2014 - O presidente do Grupo Banco Mundial (GBM) Presidente, Jim Yong Kim (à direita), o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon (à esquerda) e a presidente da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma, participam de uma conferência sobre o vírus ebola em Addis Abeba, na Etiópia. Os líderes sublinharam a importância de aumentar o número de profissionais de saúde nos países afetados, bem como melhorar a mensagem da crise para o mundo exterior Zacharias Abubeker/AFP

Mais
28.out.2014 - A primeira reunião ministerial do Japão sobre o ebola reuniu o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe (2º a esq.), o ministro do Trabalho, Saúde e Previdência do Japão, Yasuhisa Shiozaki (1º a esq.), o chefe de gabinete Yoshihide Suga (2º a dir.) e o Ministro dos Assuntos Internos e Comunicação Sanae Takaichi, na residência oficial de Abe, em Tóquio Yoshikazu Tsuno/Reuters

Mais
27.out.2014 - Profissionais de saúde realizam treinamento para tratar eventuais pacientes contaminados por ebola em Tel Aviv (Israel). Nesta segunda-feira (27), o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, criticou restrições a viajantes de países atingidos pela doença Gil Cohen Magen/Xinhua

Mais
27.out.2014 - Uma viatura do departamento de polícia de Nova Jersey fica de guarda em frente ao prédio do hospital Universitário local, onde a enfermeira Kaci Hickox recebeu alta após ter ficado isolada por poder estar infectada pelo vírus ebola em Newark, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (17). "Depois de acusar negativo nos exames de ebola, no sábado (25), a paciente monitorada em isolamento felizmente não apresentou sintomas nas últimas 24 horas", assinala um comunicado da agência divulgado pelo governador Chris Christie Eduardo Munoz/ Reuters

Mais
27.out.2014 - A enfermeira Kaci Hickox, que se encontrava em quarentena obrigatória em Newark, Nova Jersey, nos Estados Unidos, por possível contágio de Ebola, recebeu alta nesta segunda-feira (27), informou o departamento de Saúde desse estado do leste americano. Kaci protestou contra a decisão das autoridades de colocá-la em quarentena, denunciando que a fizeram se sentir como uma criminosa ao isolá-la em uma tenda sem qualquer informação. Ela desembarcou no aeroporto internacional Liberty, após trabalhar para a organização Médicos sem Fronteira em Serra Leoa, um dos países mais afetados pela epidemia Steve Hyman/ Heuters

Mais
27.out.2014 - Kaci Hickox, enfermeira que chegou a Nova Jersey em 24 de outubro, depois de tratar pacientes com ebola no oeste da África, é colocada em quarentena em hospital de Newark. A foto foi tirada por seu advogado, Steve Hyman, no domingo (26). Hickox não apresentou sintomas da doença e poderá completar a quarentena em casa, segundo o governador do estado, Chris Christie Steve Hyman/Reuters

Mais
26.out.2014 - A embaixadora dos Estados Unidos, Samantha Power, se encontra com os sobreviventes do ebola, Fanta Oulen Camara, 24, e Oulare Bakary, 30, na Guiné. Power está em viagem pelos países afetados pelo vírus na África Michelle Nichols/Reuters

Mais
24.out.2014 - Membros do Departamento de Defesa do Ebola passam por um treinamento especial no centro médico militar em San Antonio (EUA), nesta sexta-feira (24). A equipe será composta por 20 enfermeiros para cuidados de casos críticos, cinco médicos formados em doenças infecciosas e cinco instrutores de protocolos de doenças infecciosas Eric Gay/AP

Mais
24.out.2014 - Membros do Departamento de Defesa do Ebola passam por um treinamento especial no centro médico militar em San Antonio (EUA), nesta sexta-feira (24). A equipe será composta por 20 enfermeiros para cuidados de casos críticos, cinco médicos formados em doenças infecciosas e cinco instrutores de protocolos de doenças infecciosas Eric Gay/AP

Mais
24.out.2014 - Membros do Departamento de Defesa do Ebola passam por um treinamento especial no centro médico militar em San Antonio (EUA), nesta sexta-feira (24). A equipe será composta por 20 enfermeiros para cuidados de casos críticos, cinco médicos formados em doenças infecciosas e cinco instrutores de protocolos de doenças infecciosas Eric Gay/AP

Mais
24.out.2014 - Funcionário observa os colegas de trabalho enquanto eles fazem operação de limpeza do apartamento do médico Craig Spencer nesta sexta-feira (24). Spencer recebe tratamento para ebola em um hospital de Nova York. Um teste definitivo realizado pelo CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) confirmou que o médico está infectado pelo vírus. O primeiro exame que deu positivo para o ebola foi feito no hospital em que ele está internado. O médico estava trabalhando com a organização Médicos Sem Fronteiras na Guiné, em casos de emergência Bryan Thomas/Getty Images/AFP

Mais
24.out.2014 - O médico Craig Spencer, que recebe tratamento para ebola em um hospital de Nova York, está acordado e falando com a família e amigos por meio de um celular, disse a comissária de saúde da cidade, Mary Travis Bassett, nesta sexta-feira (24). Um teste definitivo realizado pelo CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças) confirmou que o médico está infectado pelo vírus. O primeiro exame que deu positivo para o ebola foi feito no hospital em que ele está internado. O médico estava trabalhando com a organização Médicos Sem Fronteiras na Guiné, em casos de emergência Reprodução/LinkedIn

Mais
24.out.2014 - Mulher usa escada rolante na linha A do metrô de Nova York (EUA), nesta sexta-feira (24). Autoridades de NY estão à procura de pessoas que tiveram contato com o médico Craig Spencer, 33, hospitalizado em Nova York com o ebola nesta quinta-feira (23). Para isso, estão mapeando todos os locais por onde o médico passou desde que chegou aos EUA na sexta-feira passada, depois de passar uma temporada trabalhando na Guiné-- um dos países mais atingidos pela epidemia de ebola. Segundo as autoridades, desde que chegou à Nova York, ele visitou um parque, fez uma refeição em um restaurante, visitou um boliche no Brooklyn, andou de metrô pelo menos três vezes e fez uma corrida de quase cinco quilômetros Kena Betancur/Getty Images/AFP

Mais
24.out.2014 - Mulher anda na linha A do metrô de Nova York (EUA), nesta sexta-feira (24). Autoridades de NY estão à procura de pessoas que tiveram contato com o médico Craig Spencer, 33, hospitalizado em Nova York com o ebola nesta quinta-feira (23). Para isso, estão mapeando todos os locais por onde o médico passou desde que chegou aos EUA na sexta-feira passada, depois de passar uma temporada trabalhando na Guiné-- um dos países mais atingidos pela epidemia de ebola. Segundo as autoridades, desde que chegou à Nova York, ele visitou um parque, fez uma refeição em um restaurante, visitou um boliche no Brooklyn, andou de metrô pelo menos três vezes e fez uma corrida de quase cinco quilômetros Kena Betancur/Getty Images/AFP

Mais
24.out.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebe a enfermeira curada do ebola Nina Pham na Sala Oval da Casa Branca, nesta sexta-feira (24). Em entrevista coletiva, Pham agradeceu a Deus, aos amigos e todas as pessoas que rezaram pela sua recuperação Evan Vucci/AP

Mais
24.out.2014 - Policial afasta jornalistas e fotógrafos da fachada do boliche que o médico Craig Spencer visitou no Brooklyn. Spencer foi diagnosticado com ebola e segue internado no hospital Bellevue de Manhattan. O apartamento do médico, localizado no Harlem, está lacrado. Além disso, dois amigos e sua noiva estão em quarentena Spencer Platt/Getty Images/AFP

Mais
24.out.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recebe a enfermeira curada do ebola Nina Pham na Sala Oval da Casa Branca, nesta sexta-feira (24). Em entrevista coletiva, Pham agradeceu a Deus, aos amigos e todas as pessoas que rezaram pela sua recuperação Saul Loeb/AFP

Mais
24.out.2014 - Curada do ebola, enfermeira Nina Pham conversa com jornalistas no Instituto Nacional de Saúde de Bethesda, Maryland, onde estava internada. Pham contraiu o vírus quando cuidava de um paciente liberiano no Texas. "Agradeço a Deus, aos meus amigos e a todas as pessoas que rezaram por mim", disse. Pham disse que a partir de sua alta, ela quer manter sua privacidade e "ter uma vida normal com minha família e meu cachorro". O cachorro da enfermeira ficou em quarentena e essa semana seu teste para o ebola deu negativo Pablo Martinez Monsivais/AP

Mais
24.out.2014 - Curada do ebola, enfermeira Nina Pham caminha ao lado dos médicos antes de conversar com jornalistas no Instituto Nacional de Saúde de Bethesda, Maryland, onde estava internada.Pham contraiu o vírus quando cuidava de um paciente liberiano no Texas. "Agradeço a Deus, aos meus amigos e a todas as pessoas que rezaram por mim", disse. Pham disse que a partir de sua alta, ela quer manter sua privacidade e "ter uma vida normal com minha família e meu cachorro". O cachorro da enfermeira ficou em quarentena e essa semana seu teste para o ebola deu negativo Pablo Martinez Monsivais/AP

Mais
24.out.2014 -Prédio onde o médico Craig Spencer mora em Nova York tem escolta da polícia. Vizinhos estão preocupados em ter contraído o vírus cuja mortalidade pode chegar a 90% dos casos. Craig está internado em isolamento no Hospital Bellevue. Sua noiva e mais três pessoas estão em quarentena Don Emmert/AFP

Mais
24.out.2014 - Jornalista se posiciona a frente do hospital Bellevue, em Nova York, onde o médico norte-americano Craig Spencer está internado em área isolada, após exame confirmar que ele tem ebola. Craig tratou de doentes com a doença na Guiné, um dos países que vive a epidemia do vírus Timothy A. Clary/AFP

Mais
24.out.2014- Jornal a venda em Nova York destaca a notícia do primeiro caso confirmado de ebola na cidade. O médico Craig Spencer, que tratou de doentes de ebola na Guiné, foi infectado. Ele foi internado em área isolada do Hospital Bellevue nesta quinta-feira Timothy A. Clary/AFP

Mais
23.out.2014 - Policiais guardam o prédio onde vive o médico Craig Spencer, que foi foi diagnosticado com o vírus do ebola, em Nova York, nos Estados Unidos. Spencer, 33, atuou na África Ocidental pela ONG Médicos sem Fronteiras. Este é o primeiro caso da doença na cidade Eduardo Munoz/Reuters

Mais
23.out.2014- Amber Vinson, uma das duas enfermeiras infectadas com ebola nos Estados Unidos, foi curada da doença e deixará a unidade de isolamento do Hospital Emory, em Atlanta, onde recebe tratamento. Na foto de 21 de outubro ela aparece no leito do hospital Amber Vinson/AP

Mais
23.out.2014 - Profissionais de saúde filipinos se manifestam contra o governo na porta de um hospital público destinado a receber pacientes com ebola em Manila Dennis M. Sabangan /EFE

Mais
23.out.2014 - Soldados alemães usam equipamento de proteção individual em treinamento para aprender princípios básicos para tratar e evitar disseminação do vírus ebola em Appen, na Alemanha Bodo Marks/AFP

Mais
23.out.2014 - A cada 10 pessoas que contraem o vírus ebola na Libéria, outras 16 são infectadas, de acordo com estatísticas de especialistas médicos AP

Mais
23.out.2014 - Voluntário mede temperatura de visitante na entrada da Feira Chinesa de Exportação e Importação, em Guangzhou, capital da Província de Guangdong. A maior feira comercial do país abriu sua 116ª edição na quarta-feira (22), atraindo um grande número de visitantes estrangeiros - devido ao fluxo, as autoridades chinesas promovem exames para evitar a propagação de casos de ebola Liang Xu/Xinhua

Mais
22.out.2014 - Foto fornecida via Twitter pela cidade de Dallas e pelo Serviços para Animais de Dallas nesta quarta-feira (22) mostra Bentley, cachorro da enfermeira Nina Pham, a primeira pessoa infectada por ebola nos EUA. O cachorro foi colocado em quarentena. O primeiro teste de ebola feito com o cão deu negativo. Autoridades de Dallas (EUA) disseram que farão novos testes antes dos 21 dias de monitoramento do cachorro terminarem City of Dallas and Dallas Animal Services/AP

Mais
22.out.2014 - Equipe de saúde carrega corpo de uma vítima de ebola no distrito de Waterloo na cidade de Freetown, em Serra Leoa. Autoridades de Serra Leoa impuseram um toque de recolher na cidade de Koidu, após uma disputa entre jovens e a polícia sobre um suposto caso de ebola transformou-se em confronto armado com tiros e quebra-quebra, de acordo com a polícia Josephus Olu-Mamma/Reuters

Mais
22.out.2014 - Criança e mulher ignoram aviso de quarentena por causa de ebola em casa de Serra Leoa Michael Duff

Mais
22.out.2014 - Mulheres exibem certificado dizendo que estão curadas do ebola, em Serra Leoa. Dezenas de sobreviventes estão sendo liberados na capital, Freetown AP Television/AP

Mais
22.out.2014 - Voluntários que serão enviados à África para cuidar de vítimas do ebola nos próximos dias passam por treinamento em hospital em Paris, França Philippe Wojazer/Reuters

Mais
22.out.2014 - Dá negativo primeiro teste para ebola em cão de enfermeira infectada, em Dallas, Estados Unidos. Bentley, o cão de um ano da Nina Pham, está em quarentena e deverá ser testado novamente Cidade de Dallas e Serviços para Animais de Dallas/AP

Mais
22.out.2014 - Equipe de cubanos chega ao Aeroporto Internacional Roberts, em Monróvia, na Libéria. No total, 50 médicos, enfermeiras e administradores foram enviados para ajudar o governo a combater o ebola Elise Zoker/Xinhua

Mais
22.out.2014 - Presidente nos Estados Unidos, Barack Obama, se reúne com o "coordenador da resposta ao Ebola", Ron Klain, para discutir as ações do governo para combater a doença Brendan Smialowski/AFP

Mais
22.out.2014 - "Casa em quarentena por ordem policial. Não autorizados devem manter distância", alerta placa em frente a residência de família com caso suspeito de ebola em Serra Leoa. País é um dos mais atingidos pela epidemia. Nesta quarta-feira (22), farmacêuticas anunciaram esforço conjunto para acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra a doença Michael Duff/AP

Mais
21.out.2014 - Trabalhadores de saúde carregam corpo de um homem que morreu devido ao vírus ebola, em Paynesville, nos arredores de Monróvia, na Libéria, nesta terça-feira (21). Segundo balanço da OMS (Organização Mundial de Saúde), a epidemia de ebola no oeste africano já matou 4.546 pessoas dentre 9.191 casos conhecidos desde março na Libéria, em Serra Leoa e na Guiné Abbas Dulleh/AP

Mais
21.out.2014 - Passageiro que chegou de Serra Leoa mede a temperatura no terminal do aeroporto internacional O'Hare, em Chicago, nos Estados Unidos. Os aeroportos americanos têm realizado uma triagem nos viajantes que vieram de países com epidemia de ebola U.S. Customs Border Protection/Melissa Maraj/Reuters

Mais
21.out.2014 - José Ramón Arribas, chefe da Unidade de Doenças Infecciosas do Hospital Carlos 3º, afirmou durante coletiva de imprensa que o segundo exame de sangue da auxiliar de enfermagem Teresa Romero deu resultado negativo para o vírus ebola. A confirmação mostra que a espanhola está livre da doença e que deve deixar a área de isolamento do hospital Gerard Julien/AFP

Mais
21.out.2014 - Funcionários de saúde mostram a maneira correta de colocar o traje de proteção para evitar a contaminação pelo ebola durante um seminário para médicos e enfermeiros no centro de convenções Javits, em Nova York, nos Estados Unidos Timothy A. Clary/AFP

Mais
21.out.2014 - Soldados britânicos aguardam embarque para missão em Serra Leoa na base aérea de Brize Norton, no Reino Unido. O governo do país pretende enviar 150 soldados para ajudar a combater a epidemia de ebola no país africano treinando trabalhadores de saúde locais Richard Cave/Ministério de Defensa Britânico/EFE

Mais
21.out.2014 - Paramédicos israelenses medem a temperatura de passageiros que chegam ao aeroporto Ben Gurion, em Tel Aviv, provenientes do Cairo, no Egito. Israel expandiu o controle de fronteiras para evitar uma possível entrada no país de pessoas contaminadas por ebola Gil Cohen Magen/Xinhua

Mais
21.out.2014 - Médico visita ala de isolamento em hospital especializado em doenças tropicais na cidade de Alabang, nas Filipinas. O departamento de saúde nacional afirmou que o país está preparado para a ameça de eventuais casos de ebola em território filipino Erik De Castro/Reuters

Mais
21.out.2014 - Funcionários do setor de saúde mostram a maneira correta de vestir o traje para evitar a contaminação com ebola durante seminário no Instituto de Pesquisas para Medicina Tropical, nesta terça-feira (21), em Muntinlupa, ao sul de Manila, capital das Filipinas. O objetivo do evento foi mostrar a preparação do país para lidar com a doença, ainda inexistente no arquipélago asiático Bullit Marquez/AP

Mais
20.out.2014 - Membro de equipe médica desinfeta um passageiro que chega de Conacri, na Guiné, no aeroporto de Abidjan, na Costa do Marfim, nesta segunda-feira (20). A companhia aérea da Costa do Marfim retomou os voos para os três países da África Ocidental atingidos pela epidemia de ebola Issouf Sanogo/AFP

Mais
20.out.2014 - Membros da Cruz Vermelha desinfetam, nesta segunda-feira (20), área em que foram encontrados os corpos abandonados de uma mulher de 80 anos e sua neta, que estariam infectadas com o vírus ebola, em Serra Leoa EFE

Mais
2.out.2014 - O enfermeiro britânico William Pooley, que sobreviveu ao vírus ebola, já havia anunciado sua intenção de voltar a Serra Leoa, onde trabalhava quando foi infectado Will Oliver/EFE

Mais
20.out.2014 - Trabalhadora de saúde norueguesa Silje Lehne Michalsen é beijada pelo seu pai, Bard Broch Michalsen, durante conferência de imprensa em Oslo, na Noruega, nesta segunda-feira (20). Silje estava trabalhando na cidade de Bo, em Serra Leoa, para os MSF (Médicos Sem Fronteiras) quando foi diagnosticada com ebola e foi levada de volta para o país no dia 7 de outubro. Ela foi declarada livre do ebola nesta segunda Torstein Boe/NTB scanpix/AP

Mais
20.out.2014 - A médica norueguesa do MSF (Médicos sem Fronteiras) Silje Lehne Michalsen dá entrevista em coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (20), em Oslo, na Noruega, para informar que foi curada do vírus ebola. Michalsen estava trabalhando na cidade de Bo, em Serra Leoa, quando foi diagnosticada com o vírus e retornou para a Noruega no dia 7 de outubro para receber tratamento. Ela ficou hospitalizada e isolada no hospital universitário de Oslo Torstein Boe /AP

Mais
20.out.2014 - Letreiro alerta sobre prevenção contra o ebola em rua de Lagos, na Nigéria. A OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou oficialmente a Nigéria livre de ebola, após os 42 dias necessários - dois períodos de incubação - sem nenhum novo caso de contágio confirmado Pius Utomi Ekpei/AFP

Mais
20.out.2014 - Trabalhador da ONG Médicos Sem Fronteiras joga desinfetante nas botas de voluntário para prevenir contra contágio de ebola, em Monróvia, Libéria, nesta segunda-feira Reuters

Mais
19.out.2014 - A enfermeira Christine Wade recepciona os passageiros de um cruzeiro durante seu desembarque, em Galveston, no Texas. Enfermeiras aguardam os passageiros com folhetos informativos sobre o ebola e respondem a dúvidas depois que uma das passageiras esteve em isolamento voluntário durante o cruzeiro por causa de seu potencial contato com o vírus ebola Jennifer Reynolds/AP

Mais
17.out.2014 - Enfermeiras do Texas Health Presbyterian Hospital fazem manifestação em apoio aos empregados da unidade de saúde, do lado de fora do hospital, nesta sexta-feira (17), em Dallas, Texas (EUA). Duas enfermeiras do hospital tiveram diagnostico positivo para o ebola após cuidarem do liberiano Thomas Eric Duncan, primeiro paciente diagnosticado com ebola nos EUA Chip Somodevilla/Getty Images/AFP

Mais
17.out.2014 - Enfermeiras do Texas Health Presbyterian Hospital fazem manifestação em apoio aos empregados da unidade de saúde, do lado de fora do hospital, nesta sexta-feira (17), em Dallas, Texas (EUA). Duas enfermeiras do hospital tiveram diagnostico positivo para o ebola após cuidarem do liberiano Thomas Eric Duncan, primeiro paciente diagnosticado com ebola nos EUA Chip Somodevilla/Getty Images/AFP

Mais
17.out.2014 - Um funcionário manipula uma maca em uma câmara de isolamento móvel no hospital de Infeccionsas Dr. Francisco Javier Muñiz, em Buenos Aires, na Argentina, nesta sexta-feira (17). A unidade de saúde é um dos hospitais da capital argentina destinado ao tratamento de possíveis casos de ebola que ingressem na cidade Martín Zabala/Xinhua

Mais
17.out.2014 - O advogado Joe Henchman, que vive em Washington, postou na sua conta do Twitter uma foto de uma mulher com um traje "caseiro" de proteção contra o ebola no aeroporto internacional de Dulles, em Washington DC. "Mulher apenas relaxando em Dulles com seu traje de proteção contra materiais perigosos caseiro", diz o post em tradução livre Reprodução/Twitter/@jdhenchman

Mais
17.out.2014 - O advogado Joe Henchman, que vive em Washington, postou na sua conta do Twitter uma foto de uma mulher com um traje "caseiro" de proteção contra o ebola no aeroporto internacional de Dulles, em Washington DC. "Mulher apenas relaxando em Dulles com seu traje de proteção contra materiais perigosos caseiro", diz o post em tradução livre Reprodução/Twitter/@jdhenchman

Mais
17.out.2014 - O advogado Joe Henchman, que vive em Washington, postou na sua conta do Twitter uma foto de uma mulher com um traje "caseiro" de proteção contra o ebola no aeroporto internacional de Dulles, em Washington DC. "Mulher apenas relaxando em Dulles com seu traje de proteção contra materiais perigosos caseiro", diz o post em tradução livre Reprodução/Twitter/@jdhenchman

Mais
17.out.2014 - O advogado Joe Henchman, que vive em Washington, postou na sua conta do Twitter uma foto de uma mulher com um traje "caseiro" de proteção contra o ebola no aeroporto internacional de Dulles, em Washington DC. "Mulher apenas relaxando em Dulles com seu traje de proteção contra materiais perigosos caseiro", diz o post em tradução livre Reprodução/Twitter/@jdhenchman

Mais
17.out.2014 - Homem segura cartaz que pede a suspensão dos voos da África aos Estados Unidos, em frente à Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos, em Washington. O protesto visa a evitar mais casos de ebola no país Jim Lo Scalzo/EPA/EFE

Mais
17.out.2014 - Um vídeo divulgado nesta sexta-feira (17) na internet mostrou a primeira enfermeira infectada com o vírus ebola nos Estados Unidos lúcida e sorridente. O vídeo, que tem apenas 56 segundos e foi gravado no hospital Presbiteriano de Dallas, no Texas, mostra uma conversa entre a paciente e um médico Texas Health Resources/ AFP

Mais
17.out.2014 - Israel realiza simulação de tratamento de paciente infectado pelo vírus ebola no centro médico de Sheba, em Tel Aviv Kobi Gideon/Efe

Mais
17.out.2014 - Nina Pham, 26, a primeira pessoa infectada com o vírus ebola nos Estados Unidos, desce na madrugada desta sexta-feira (17) de avião no aeroporto municipal de Frederick, em Maryland, no leste dos EUA, após ser transferida do hospital onde estava internada, em Dallas. Pham será tratada no Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês), em Bethesda, cidade vizinha a Washington. Pham contraiu ebola ao cuidar do liberiano Thomas Eric Duncan, o primeiro caso de ebola diagnosticados nos EUA. Duncan morreu em 8 de outubro Paul J. Richards/AFP

Mais
Thomas Frieden, diretor dos Centros para Controle de Doenças e Prevenção, dá seu depoimento perante Subcomitê de Investigações e Comitê de Comércio e Energia para falar sobre a resposta dos Estados Unidos ao surto de ebola no Capitólio, em Washington, EUA Nicholas Kamm/AFP

Mais
Enfermeira Amber Vinson (à esq. de amarelo) desce de uma ambulância no hospital da Univerisdade de Emory, em Atlanta, Georgia, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira (15), para tratamento contra o ebola. Amber é a segunda enfermeira do hospital Presbiteriano de Dallas a ser infectada pelo vírus. De acordo com a agência de notícias Reuters, Amber tem 29 anos e chegou a pegar um voo da Frontier Airlines de Cleveland para Dallas em 13 de outubro, um dia antes de apresentar os sintomas da infecção Jerry Jordan/ Reuters

Mais
16.out.2014 - O aeroporto internacional de Barajas, em Madri, ativou nesta quinta-feira um protocolo de emergência devido a um caso suspeito de ebola relacionado a uma pessoa em um voo da Air France Paco Campos/ Efe

Mais
15.out.2014 - O presidente dos EUA, Barack Obama, fala à imprensa sobre o ebola durante uma reunião na Casa Branca, em Washington, nesta quarta-feira (15). Obama prometeu que agentes federais vão supervisionar a resposta aos casos de ebola no país de uma forma mais agressiva e disse que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças enviará uma 'equipe da Swat' a qualquer hospital que tenha um caso da doença Jacquelyn Martin/AP

Mais
15.out.2014 - O presidente dos EUA, Barack Obama, se reune com agências governamentais para discutir politicas de enfrentamento contra o eboa, nesta quarta-feira (15), em Washington. Obama exortou os líderes europeus a se comprometerem mais com a luta contra a epidemia Shawn Thew/EFE

Mais
18.out.2014 - Motorista de uma ambulância usa roupas protetoras enquanto transporta a enfermeira que contraiu ebola em Dallas, no Texas (EUA), até o aeroporto, para um voo fretado que tem como destino o Emory Hospital, em Atlanta, onde a paciente receberá tratamento, nesta quarta-feira (15). Emory e outros três hospitais norte-americanos se especializaram para isolar e tratar pacientes com ebola, com menor risco de propagação para os profissionais de saúde. Brandon Wade/AP

Mais
15.out.2014 - Carro de polícia permanece em frente à casa da enfermeira que teve resultado positivo para o ebola em Dallas, no Texas (EUA), nesta quarta-feira (15). Amber Vinson é a segunda enfermeira diagnosticada com ebola no Hospital Presbiteriano do Texas, em Dallas Xu Xun/Xinhua

Mais
15.out.2014 - O apartamento da enfermeira Amber Vinson, segunda a contrair ebola nos EUA, foi isolado por membros de uma equipe de materiais perigosos se prepara para desinfetar a área no condomínio The Village Bend East, em Dallas, Texas (EUA). Amber é a segunda enfermeira a contrair a doença. Em ambos os casos, as mulheres foram infectadas enquanto cuidavam do paciente liberiano Thomas Eric Duncan no Hospital Presbiteriano do Texas Mike Stone/Getty Images/AFP

Mais
7.out.2014 - O descobridor do vírus ebola Peter Piot fala durante uma conferência nas Nações Unidas, após dar consultoria sobre o surto do vírus para a Organização Mundial de Saúde (OMS) em Genebra Denis Balibouse/Reuters

Mais
15.out.2014 - Um avião da Frontier Airlines que transportou Amber Vinson de Cleveland, Ohio, para Dallas, no Texas (EUA), fica estacionado no terminal do aeroporto internacional de Cleveland Hopkins, nesta quarta-feira (15). Amber é a segunda enfermeira diagnosticada com ebola no Texas Health Presbyterian Hospital, em Dallas. Autoridades de saúde de Ohio afirmaram não ter certeza de quantas pessoas entraram em contato com Vinson como ela visitou a família antes de ser diagnosticado com a doença Tony Dejak/AP

Mais
15.out.2014 - Nesta foto postada na conta do Twitter do departamente de polícia de Dallas nesta quarta-feira (15), membros do Dallas Fire-Rescue Haz Mat participam de uma operação de descontaminação na porta de apartamento do Village Bend East, onde vive a segunda enfermeira que teve teste positivo para ebola, em Dallas, nesta quarta-feira (15). Em ambos os casos, as mulheres foram infectadas enquanto cuidavam de um paciente liberiano, Thomas Eric Duncan, no Texas Health Presbyterian Hospital Dallas Sana Syed/City of Dallas/PIO/AFP

Mais
15.out.2014 - Funcionário do Ministério da Saúde faz uma simulação de testes para rastrear o vírus ebola no terminal de Heathrow, em Londres, Inglaterra. O controle será ampliado no aeroporto e estações de trem que ligam Londres ao sudeste da Inglaterra para a França e Bélgica AFP

Mais
15.out.2014 - Equipes de saúde isolam o apartamento onde mora a segunda profissional de saúde diagnosticada com ebola, no Texas (EUA). A enfermeira Amber Vinson, do Hospital Presbiteriano de Dallas cuidou do paciente liberiano Thomas Eric Duncan. Duncan, que acredita-se que tenha contraído o vírus na Libéria, foi hospitalizado em Dallas no dia 28 de setembro e morreu uma semana depois Nathan Hunsinger/AP

Mais
15.out.2014 - Um voluntário da organização Médicos Sem Fronteiras recebe treinamento sobre como lidar com equipamentos de proteção individual para atendimento a pacientes com o vírus ebola, durante um curso em Bruxelas, na Bélgica Francois Lenoir/Reuters

Mais
14.out.2014 - Trabalhadora de saúde mistura cloro com água para desinfetar residência de paciente que morreu de ebola, enquanto outros trabalhadores retiram o corpo do local, em Monróvia, na Libéria, nesta terça-feira (14) Marcus DiPaola/Xinhua

Mais
14.out.2014 - Ambulância estaciona em frente a clínica St. Georg em Leipzig, na Alemanha, nesta de terça-feira (14), onde o sudanês infectado com ebola e transferido da Libéria morreu, de acordo com os responsáveis pelo centro hospitalar. O paciente, que tinha 56 anos, era funcionário das Nações Unidas e chegou na Alemanha na última quinta-feira (9). Ele foi o terceiro infectado levado da África para o país para receber tratamento contra a doença Jan Woitas/ EFE

Mais
14.out.2014 - O sudanês infectado com ebola e transferido da Libéria morreu na clínica St. Georg em Leipzig, na Alemanha, na noite de segunda-feira (13), de acordo com os responsáveis pelo centro hospitalar. O paciente, que tinha 56 anos, era funcionário das Nações Unidas e chegou na Alemanha na última quinta-feira (9). Ele foi o terceiro infectado levado da África para o país para receber tratamento contra a doença Jan Woitas/ EFE

Mais
14.out.2014 - Funcionários da saúde protestam em apoio a Teresa Romero, enfermeira que foi contaminada pelo ebola, em frente ao hospital Carlos 3º em Madri, na Espanha, nesta terça-feira (14). A enfermeira, que foi a primeira a contrair ebola fora na África, se contaminou com o vírus ao trabalhar cuidando de missionário, repatriado da África Ocidental, que morreu vítima da doença no mesmo hospital Paul White/ AP

Mais
14.out.2014 -Javier Limon Romero, marido da enfermeira Teresa Romero que contraiu ebola em Madri, na Espanha, aparece na janela de seu quarto na área de isolamento no quinto andar do hospital Carlos 3º, nesta terça-feira (14). Ele segue em observação por ter entrado em contato com a mulher, que foi a primeira a contrair ebola fora na África, e se contaminou com o vírus ao trabalhar cuidando de missionário, repatriado da África Ocidental, que morreu vítima da doença Sergio Perez/ Reuters

Mais
14.out.2014 - O médico José Cerbino Neto (centro), vice-diretor do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), concedeu uma entrevista coletiva acompanhado dos infectologistas Valcler Rangel e Marília Santin para falar sobre o guineano de 47 anos que foi hospitalizado no Rio de Janeiro com suspeita de contaminação pelo vírus ebola. Segundo o médico, o homem aguarda apenas a definição de seu destino para receber alta Gabriel de Paiva /Agência O Globo

Mais
13.out.2014 - A imprensa norte-americana noticiou nesta segunda-feira (13) que a enfermeira infectada pelo vírus ebola no Texas é Nina Pham, 26. Formada na Universidade Cristã do Texas, ela é a primeira pessoa a contrair a doença nos Estados Unidos. A enfermeira contraiu o vírus ao atuar no atendimento ao liberiano Thomas Eric Duncan, que morreu dias depois de permanecer em isolamento no Hospital Presbiteriano de Dallas AP/tcu360.com

Mais
13.out.2014 - Espanhóis seguram cartazes durante manifestação chamada de movimento "Maré Branca", em apoio à enfermeira espanhola Teresa Romero, que contraiu ebola, na praça de La Constituición em Málaga, no sul do Espanha, nesta segunda-feira (13). Espanha prometeu fortalecer a formação dos trabalhadores de saúde e serviços de emergência que lidam com casos de ebola, informaram autoridades espanholas nesta segunda Jon Nazca/Reuters

Mais
13.out.2014 - Mulher segura cartaz durante manifestação chamada de movimento "Maré Branca", em apoio à enfermeira espanhola Teresa Romero, que contraiu ebola, na praça de La Constituición em Málaga, no sul do Espanha, nesta segunda-feira (13). Espanha prometeu fortalecer a formação dos trabalhadores de saúde e serviços de emergência que lidam com casos de ebola, informaram autoridades espanholas nesta segunda Jon Nazca/Reuters

Mais
13.out.2014 - O ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou que resultado do segundo exame do guineano Souleymane Bah, 47, foi negativo para o vírus ebola. O teste foi realizado no Instituto Evandro Chagas, no Pará, mas o africano está internado em um hospital da Fiocruz no Rio de Janeiro, depois de ser transferido de Cascavel (PR) na noite de sexta-feira (10) Valter Campanato/Agência Brasil

Mais
13.out.2014 - Profissional de saúde recolhe amostra de sangue de uma paciente em uma enfermaria para pessoas que podem ter o vírus ebola, no hospital Rokupa, em Serra Leoa. Jogadores da seleção de futebol do país foram hostilizados durante os jogos para as eliminatórias da Copa das Nações Africanas. Torcedores gritaram ofensas e chamaram os jogadores de ebola Christopher Black/Reuters

Mais
13.out.2014 - Profissionais de saúde usam equipamentos de proteção transportar o corpo de uma pessoa que pode ter morrido após contrair o vírus ebola, em Monrovia, Libéria. As equipes de saúde da Libéria, o país mais afetado pela epidemia de Ebola, ameaçaram nesta segunda-feira (13) endurecer a greve para conseguir receber um valor adicional de periculosidade no salário Abbas Dulleh/AP

Mais
13.out.2014 - A casa da enfermeira diagnosticada com o vírus ebola, em Dallas, Texas (EUA), foi isolada por policiais nesta segunda-feira (13). Os Estados Unidos confirmaram no domingo o primeiro caso de ebola contraído no país. A enfermeira é funcionária do Hospital Presbiteriano de Dallas, local onde foi tratado o liberiano Thomas Eric Duncan - vítima do Ebola que morreu na última quarta-feira (8) Mike Stone / Getty Images / AFP

Mais
13.out.2014 - Javier Limon Romero, marido de Teresa Romero Ramos, a enfermeira espanhola que contraiu ebola, olha para fora da janela de seu quarto, localizado em ala de isolamento no quinto andar do Hospital Carlos 3º de Madrid, onde ele é mantido em quarentena Sergio Perez/Reuters

Mais
13.out.2014 - Comunicado com aviso de "Entrada Proibida" é colocado na porta da residência da funcionária do Hospital Presbiteriano de Dallas infectada pelo vírus ebola, no Texas. A profissional cujo nome não foi revelado tratou o liberiano Thomas Eric Duncan, que morreu da doença e foi o primeiro caso de ebola diagnosticado nos EUA Brandon Wade/AP

Mais
12.out.2014 - A psicóloga Fabiana Fauth Ferreira, 37, mostra quarto coletivo no albergue noturno "André Luiz", em Cascavel (PR), onde o guineano suspeito de ter contraído ebola dormiu com brasileiros e outros estrangeiros. O exame do paciente teve resultado negativo. A confirmação, contudo, só deve ocorrer após a realização de um segundo exame Juliana Coissi/ Folhapress

Mais
12.out.2014 - Funcionários da área de saúde da Espanha utilizam traje especial de proteção contra o ebola em local de isolamento de pessoas que tiveram contato com a espanhola infectada. Neste domingo (12), autoridades da Espanha viram sinais de esperança no caso da enfermeira com o vírus Paul Hanna/Reuters

Mais
12.out.2014 - Casa de enfermeira de hospital no Texas, nos Estados Unidos, é isolada após exame confirmar que ela é o segundo caso de pessoa infectada pelo ebola. Ela havia prestado assistência para a primeira pessoa com diagnóstico do vírus no país Roger Steinman/AP

Mais
air Carpeledo é um dos 68 monitorados por conta da suspeita da presença do vírus ebola em Cascavel Vagner Magalhães/UOL

Mais
11.out.2014 -Cão carrega cartaz com a frase ''Não esqueça, nem perdoe'' durante protesto em Madrid (Espanha) contra a morte de Excalibur, animal de estimação da enfermeira Teresa Romero, infectada pelo ebola. O cachorro foi sacrificado por autoridades sanitárias da Espanha para impedir o contágio de humanos pelo vírus Andrea Comas/Reuters

Mais
Unidade de Pronto Atendimento de Cascavel tem alertas para pacientes que vêm de áreas de risco para o ebola Vagner Magalhães/UOL

Mais
10.out.2014 - O ministro da Saúde, Arthur Chioro (à esq.), e o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério, Jarbas Barbosa, falam sobre estado de saúde do primeiro caso de suspeito de ebola no Brasil. Segundo Chioro, a guineano Souleymane Bah informou à equipe médica do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, ligado à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que não teve contato com nenhum infectado Elza Fiúza/Agência Brasil

Mais
10.10.2014 - O médico Kent Brantly, primeiro norte-americano a voar de volta para o seu país para tratamento de ebola, fala durante palestra na Universidade Cristã de Abilene, no Texas, nesta sexta-feira (10) Nellie Doneva/The Abilene Reporter-News/AP

Mais
10.out.2014 - Coveiros especializados no enterro de vítimas de ebola transportam um corpo até uma cova no cemitério Fing Tom, em Freetown, em Serra Leoa, nesta sexta-feira. O número de pessoas mortas pela epidemia já passou de quatro mil, segundo a Organização Mundial de Saúde. Os números mais recentes mostram que houve 8.399 casos e 4.033 mortes, a maioria nos países do oeste africano FLORIAN PLAUCHEUR Florian Plaucheur/ AP

Mais
10.out.2014 - Javier Limon Romero, marido da enfermeira espanhola que contraiu ebola, Teresa Romero Ramos, olha para fora da janela de seu quarto, em uma ala de isolamento no quinto andar do Hospital Carlos 3º de Madri, nesta sexta-feira (10). Além do casal, outras 12 pessoas permanecem internadas no mesmo centro hospitalar, embora o único caso confirmado de contágio por ebola seja o de Teresa Sergio Perez/ Reuters

Mais
10.out.2014 - Homem observa outdoor de alerta contra o vírus ebola na capital da Libéria, nesta sexta-feira (10). O número de pessoas mortas pela epidemia já passou de quatro mil, segundo a Organização Mundial de Saúde. Os números mais recentes mostram que houve 8.399 casos e 4.033 mortes, a maioria nos países do oeste africano Abbas Dulleh/ AP

Mais
10.out.2014 - Para evitar a contaminação pelo vírus ebola, os profissionais devem utilizar uma vestimenta que o vírus não consegue penetrar, que inclui máscara, luvas, óculos de proteção, macacão de corpo inteiro e botas de plástico. O problema é que poucas pessoas têm acesso a esse equipamento tão avançado AFP

Mais
10.out.2014 - Enfermeiras atiram luvas em direção ao carro do primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, após visita do premiê ao hospital Carlos 3º, em Madri, na Espanha. Uma auxiliar de enfermagem espanhola infectada com o vírus Ebola pode ter adquirido a doença ao tocar o próprio rosto com suas luvas de proteção Andrea Comas/Reuters

Mais
10.out.2014 - O ministro da Saúde, Arthur Chioro, afirmou que o paciente suspeito de ter sido contaminado com o vírus ebola não apresentava febre, nem outros sintomas da doença quando procurou atendimento médico. Há suspeita sobre a contaminação porque ele relatou histórico de febre no dia anterior Elza Fiúza/Agência Brasil

Mais
10.out.2014 - Vídeo mostra chegada de suspeito de ebola à Fiocruz BandNews FM

Mais
10.out.2014 - Paciente com suspeita de ebola é transferido de Cascavel (PR) para o Rio de Janeiro. Ele ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. O guineano relatou ter tido febre ao ser atendido em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Cascavel, na quinta-feira (9) Vanderlei Faria/Secom Cascavel

Mais
10.out.2014 - Paciente com suspeita de ebola é transferido de Cascavel (PR) para o Rio de Janeiro. Ele ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. O guineano relatou ter tido febre ao ser atendido em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Cascavel, na quinta-feira (9) Vanderlei Faria/Secom Cascavel

Mais
10.out.2014 - Paciente com suspeita de ebola é transferido de Cascavel (PR) para o Rio de Janeiro. Ele ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas. O guineano relatou ter tido febre ao ser atendido em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Cascavel, na quinta-feira (9) Vanderlei Faria/Secom Cascavel

Mais
10.out.2014 - Paciente com suspeita de ebola é transferido de Cascavel (PR) para o Rio de Janeiro em uma aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira). A transferência exigiu uma série de medidas que fazem parte de um protocolo internacional quando há casos suspeitos de ebola. O avião desembarcou na base aérea do Galeão, na Ilha de Governador, na zona norte do Rio. O paciente não passou pelas áreas comuns do aeroporto. Ele ficará totalmente isolado durante o período de observação Osvaldo Praddo/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Mais
10.out.2014 - Ambulância com paciente com suspeita de ebola passa pela avenida Brasil, no Rio de Janeiro. Souleymane Bah, 47, chegou em Cascavel (PR) vindo da Guiné, na África. Ele ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas Severino Silva/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

Mais
10.out.2014 - Ambulância com paciente com suspeita de ebola passa pela avenida Brasil, no Rio de Janeiro. Souleymane Bah, 47, chegou em Cascavel (PR) vindo da Guiné, na África. Ele ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Mais
10.out.2014 - Paciente com suspeita de ebola ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, na Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Após dar entrada na unidade, ele foi submetido aos primeiros exames, como medição de temperatura e pressão, e colheu amostras de sangue. O resultado mostrará se o paciente, que veio para o Rio após se atendido em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do município de Cascavel, no Paraná, na quinta-feira (9), foi ou não infectado pelo vírus que já vitimou milhares de pessoas em países da África José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Mais
10.out.2014 - Ambulância com paciente com suspeita de ebola passa pela na avenida Brasil, no Rio de Janeiro. Souleymane Bah, 47, chegou em Cascavel (PR) vindo da Guiné, na África. Ele ficará internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas Fabio Teixeira/Folhapress

Mais
9.out.2014 - Soldados norte-americanos desembarcaram no aeroporto internacional Roberts, nos arredores de Monróvia, na Libéria. Os Estados Unidos enviaram 3 mil militares, incluindo engenheiros e equipes médicas, para o oeste da África em um novo esforço de ajuda na tentativa de conter a transmissão do vírus ebola na região James Giahyue/Reuters

Mais
9.out.2014 - O parlamentar liberiano Eugene Fallah Kpakar lava as mãos antes de entrar no prédio do Parlamento em Monróvia, na Libéria. O país é o mais afetado pelo vírus ebola, que provocou uma crise em outras partes do oeste da África e tem causado preocupação na comunidade internacional, especialmente após as primeiras mortes pela doença registradas nos Estados Unidos e na Europa James Giahyue/Reuters

Mais
9.out.2014 - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon (à esquerda), comanda uma reunião sobre a crise causada pelo vírus ebola realizada pelo presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, e pela diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, em Washington. Os líderes dos três países mais afetados pela doença, Serra Leoa, Libéria e Guiné, participaram do encontro e cobraram mais ação da comunidade internacional Jonathan Ernst/Reuters

Mais
9.out.2014 - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon (à esquerda), comanda uma reunião sobre a crise causada pelo vírus ebola realizada pelo presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, e pela diretora-gerente do FMI, Christine Lagarde, em Washington. Os líderes dos três países mais afetados pela doença, Serra Leoa, Libéria e Guiné, participaram do encontro e cobraram mais ação da comunidade internacional Jonathan Ernst/Reuters

Mais
09.out.2014 - Um funcionário vestido com roupas e máscara de proteção atende um paciente na área de isolamento do sexto andar do hospital Carlos 3º, em Madri, na Espanha. Dois médicos que cuidaram de uma enfermeira infectada com o vírus ebola foram internados para serem observados como precaução diante do risco de contágio pela doença. AP

Mais
9.out.2014 - Autoridades locais mantêm em quarentena o hotel Super 8, em Skopje, na Macedônia. Um estrangeiro que chegou do Reino Unido com sintomas semelhantes aos causados pelo vírus ebola morreu nesta quinta (9) em uma clínica da cidade. O hotel onde ele havia se hospedado foi isolado e todas as pessoas que estiveram em contato com a vítima também foram colocadas em quarentena Georgi Licovski/Efe

Mais
Policiais guardam a entrada de um hotel que está sob quarentena em Skopje, na Macedônia. Um dos hóspedes do estabelecimento era o britânico que morreu nesta quinta-feira (9), com sintomas de ebola. As autoridades proibiram que os outros hóspedes e funcionários deixem o hotel até ficar claro se o homem realmente estava infectado. Amostras de sangue e fluídos foram enviadas para teste na Alemanha Ognen Teofilovski/Reuters

Mais
9.out.2014 - Para o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, a melhor maneira de prevenir casos de ebola no Brasil é ajudar a controlar a epidemia da doença nos países da África Ocidental. Segundo ele, o governo brasileiro irá anunciar um novo pacote de ajuda humanitária para a região, sobretudo a Libéria, Guiné e Serra Leoa. Barbosa ressaltou ainda que o Instituto Nacional de Infectologia, no Rio, será o hospital de referência para tratar eventuais casos de ebola no país Antonio Cruz/Agência Brasil

Mais
9.out.2014 - Moradores de Dallas, Texas, nos Estados Unidos, organizaram uma vigília de orações na igreja batista de Wilshire em nome do o liberiano Thomas Eric Duncan, que morreu na quarta-feira (9) em decorrência do ebola. Duncan foi primeiro caso notificado de ebola fora da África. Ele contraiu a doença em Monróvia, capital liberiana, onde vivia, ao socorrer uma grávida que morreu de ebola Joe Raedle/Getty Images/AFP

Mais
9.out.2014 - Homens realizaram uma vigília de oração em frente ao condomínio onde o liberiano Thomas Eric Duncan estava hospedado antes de ser internado em Dallas, no Texas, Estados Unidos, na quarta-feira (9). Duncan morreu em decorrência do ebola, depois de ficar isolado no hospital Presbiteriano do Texas desde a semana passada. O liberiano foi primeiro caso notificado de ebola fora da África. Ele contraiu a doença em Monróvia, capital liberiana, onde vivia, ao socorrer uma grávida que morreu de ebola Brandon Wade/ Reuters

Mais
9.out.2014 - Um homem infectado pelo vírus ebola chegou na manhã desta quinta-feira (9) no aeroporto de Sckeuditz, perto de Leipzig, no leste da Alemanha. Ele trabalhava na Organização das Nações Unidas (ONU) na Libéria e é o terceiro paciente a chegar ao país para tratamento Peter Ending/ AP

Mais
9.out.2014 - A ministra da Saúde da Espanha, Ana Mato (ao centro), participa de reunião com as autoridades de saúde de Madri para discutir o processo de controle sanitário para conter o ebola no país, no Ministério da Saúde, em Madri, na Espanha, nesta quinta-feira (9). O governo está sendo questionado após uma enfermeira espanhola ter contraído o vírus ao cuidar de missionário, repatriado da África Ocidental, que morreu vítima da doença Andrea Comas/ Reuters

Mais
8.out.2014 - A sala de espera da ala de emergências do Hospital Universitário de Alcorcón, no subúrbio de Madri, estava vazia após confirmação de que a enfermeira Teresa Romeo foi infectada com o vírus do ebola BBC

Mais
Antes de começar o trabalho em seus turnos, funcionários da equipe de saúde rezam. O centro Sgt. Kollie Tow -- que tem uma área de triagem, uma restrita para suspeitos de infecção e outra para tratamento dos doentes ? não está lotado como outras clínicas na Monróvia Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Funcionários da Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria, planejam o cronograma de desinfecção de materiais Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Enfermeiros recebem ajuda para colocar roupas protetoras antes de entrar na área de alto risco onde são tratados doentes com ebola na Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Enfermeiros recebem ajuda para colocar roupas protetoras antes de entrar na área de alto risco onde são tratados doentes com ebola na Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Funcionários entram em zona de alto risco durante o turno da manhã na Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria. O centro recém-aberto é operado por uma organização de caridade norte-americana, a International Medical Corps. Voluntários ocidentais e liberianos identificam quem está infectados e tentam evitar que o vírus se espalhe Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Homem usa carrinho de mão para carregar botas de borracha que serão desinfetadas na Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Homem desinfeta rosto depois de deixar área de alto risco onde são tratados doentes com ebola na Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Equipe almoça na Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria. A comida é preparada fora do local, em uma universidade que está fechada devido à epidemia de ebola e é usada pelos membros da unidade de saúde Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Membro da equipe funerária caminha por covas onde são enterradas vítimas do ebola, próximas à Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria. O centro -- que tem uma área de triagem, uma restrita para suspeitos de infecção e outra para tratamento dos doentes -- não está lotado como outras clínicas na Monróvia Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Equipe funerária enterra o corpo de Robert Yini, que contraiu ebola, em uma cova adjacente à Unidade de Tratamento de Ebola no Condado de Bong em Sgt. Kollie Tow, na Libéria Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
Dennis Khakie, que foi infectado pelo ebola, comemora sua saída do centro de saúde em Sgt. Kollie Tow, na Libéria, após ter sua cura confirmada em exame laboratorial Daniel Berehulak/The New York Times

Mais
8.out.2014 - Um documento foi colocado na porta do apartamento onde Thomas Eric Duncan estava com a sua família indica que a local foi colocado em quarentena pelas autoridades de saúde, nesta quarta-feira (8), em Dallas, no Texas (EUA). O Hospital Presbiteriano de Dallas, onde Duncan recebeu tratamento para o ebola, confirmou a morte do paciente Tony Gutierrez/AP

Mais
8.out.2014 - A enfermeira espanhola Teresa Romero, em foto cuja data não foi informada, acaricia o cão Excalibur. Teresa está internada no hospital Carlos 3º, em Madri, desde que foi diagnosticada com ebola. Romeo cuidou de pacientes com a doença. Ela foi o primeiro caso diagnosticado fora da África. O cão foi sacrificado para evitar a disseminação do ebola Arquivo pessoal

Mais
8.out.2014 - Polícias retiram ativistas dos direitos dos animais que bloqueava rua para dar passagem a uma van que estaria transportando Excalibur, o cachorro que pertenceria à enfermeira espanhola que contraiu ebola. O confronto entre a tropa de choque e ativistas aconteceu do lado de fora de um edifício de apartamentos em Alcorcon, na região metropolitana de Madri, nesta quarta-feira (8). O protesto foi organizado depois que as autoridades informaram que o cachorro seria sacrificado para evitar contágio Susana Veras/Reuters

Mais
8.out.2014 - Um ativista dos direitos dos animais é empurrado pela tropa de choque da polícia espanhola na tentativa de abrir caminho para uma van que estaria transportando Exclibur, o cachorro que pertenceria a uma enfermeira espanhola infectada com ebola. A van deixava o prédio de apartamentos onde mora a enfermeira, em Alcorcon, nesta quarta-feira (8). As autoridades de Madri informaram que o cão seria sacrificado para evitar possível contágio, o que levou ao protesto dos ativistas para tentar salvar o animal Sergio Perez/Reuters

Mais
8.out.2014 - Policiais da tropa de choque enfrentam ativistas dos direitos dos animais que tentam parar o veículo que estaria transportando um cachorro que pertenceria à enfermeira espanhola infectada com ebola em Madri, nesta quarta-feira (8). Mais três pessoas estão sob quarentena em um hospital da capital espanhola sob suspeita de terem sido infectadas pelo vírus, de acordo com autoridades locais, e outras 50 que teriam tido alguma forma de contato estão sendo monitoradas Andres Kudacki/AP

Mais
8.out.2014 - O liberiano Thomas Eric Duncan morreu em decorrência do ebola nesta quarta-feira (8), depois de ficar isolado no hospital Presbiteriano do Texas, em Dallas, desde a semana passada. A informação é do governo dos EUA. Duncan foi primeiro caso notificado de ebola fora da África. Ele contraiu a doença em Monróvia, capital liberiana, onde vivia, ao socorrer uma grávida que morreu de ebola. A imagem de arquivo mostra Duncan em um casamento em Gana Wilmot Chayee/AP

Mais
8.out.2014 - Os internautas iniciaram uma campanha pelo Twitter postando fotos de animais com a hashatg #salvemosexcalibur (Vamos salvar Excalibur, em livre tradução) para evitar que o cachorro da enfermeira infectada com ebola fosse sacrificado.Vários usuários postaram fotos de seus animais com cartazes pedindo que o cachorro fosse colocado em quarentena, no entanto, segundo o jornal "El Mundo", o animal foi sacrificado nesta quarta-feira (8) Reprodução/ Twitter/ @Nereaparte

Mais
8.out.2014 - Os internautas iniciaram uma campanha pelo Twitter postando fotos de animais com a hashatg #salvemosexcalibur (Vamos salvar Excalibur, em livre tradução) para evitar que o cachorro da enfermeira infectada com ebola fosse sacrificado.Vários usuários postaram fotos de seus animais com cartazes pedindo que o cachorro fosse colocado em quarentena, no entanto, segundo o jornal "El Mundo", o animal foi sacrificado nesta quarta-feira (8) Reprodução/ Twitter/ @facicahelo

Mais
8.out.2014 - Os internautas iniciaram uma campanha pelo Twitter postando fotos de animais com a hashatg #salvemosexcalibur (Vamos salvar Excalibur, em livre tradução) para evitar que o cachorro da enfermeira infectada com ebola fosse sacrificado.Vários usuários postaram fotos de seus animais com cartazes pedindo que o cachorro fosse colocado em quarentena, no entanto, segundo o jornal "El Mundo", o animal foi sacrificado nesta quarta-feira (8) Reprodução/ Twitter/ @Raywoolford

Mais
8.out.2014 - Os internautas iniciaram uma campanha pelo Twitter postando fotos de animais com a hashatg #salvemosexcalibur (Vamos salvar Excalibur, em livre tradução) para evitar que o cachorro da enfermeira infectada com ebola fosse sacrificado.Vários usuários postaram fotos de seus animais com cartazes pedindo que o cachorro fosse colocado em quarentena, no entanto, segundo o jornal "El Mundo", o animal foi sacrificado nesta quarta-feira (8) Reprodução/ Twitter/ @NoelleInMadrid

Mais
8.out.2014 - Os internautas iniciaram uma campanha pelo Twitter postando fotos de animais com a hashatg #salvemosexcalibur (Vamos salvar Excalibur, em livre tradução) para evitar que o cachorro da enfermeira infectada com ebola fosse sacrificado.Vários usuários postaram fotos de seus animais com cartazes pedindo que o cachorro fosse colocado em quarentena, no entanto, segundo o jornal "El Mundo", o animal foi sacrificado nesta quarta-feira (8) Reprodução/ Twitter/ @FemiOke

Mais
8.out.2014 - Os internautas iniciaram uma campanha pelo Twitter postando fotos de animais com a hashatg #salvemosexcalibur (Vamos salvar Excalibur, em livre tradução) para evitar que o cachorro da enfermeira infectada com ebola fosse sacrificado.Vários usuários postaram fotos de seus animais com cartazes pedindo que o cachorro fosse colocado em quarentena, no entanto, segundo o jornal "El Mundo", o animal foi sacrificado nesta quarta-feira (8) Reprodução/ Twitter/ @ricardo0202

Mais
8.out.2014 - Uma ambulância estacionou em frente à entrada do prédio da enfermeira que contraiu ebola em Alcorcón, arredores de Madri, na Espanha, nesta quarta-feira (8), para analisar o apartamento. O presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, pediu aos compatriotas que mantenham a calma e se comprometeu a informar com transparência sobre como o vírus ebola contaminou a auxiliar de enfermagem Susana Vera/ Reuters

Mais
8.out.2014 - Bombeiros e equipe médica aparecem em frente à entrada do prédio da enfermeira que contraiu ebola em Alcorcón, arredores de Madri, na Espanha, nesta quarta-feira (8). A equipe está analisando o apartamento para eliminar os riscos de que o vírus se espalhe. Na manhã desta quarta, outra enfermeira (colega da contaminada pelo vírus) foi isolada e está em observação, de acordo com o Ministério da Saúde. "Ela tem febre. O protocolo foi implementado e, considerando as circunstâncias, acreditamos ser oportuno ficarmos atentos ao caso", afirmou à Reuters uma fonte do Ministério em Madri Andres Kudacki/ AP

Mais
8.out.2014 - A ministra da Saúde, Ana Mato, discursou às autoridades sanitárias espanholas durante uma sessão parlamentar em Madri, na Espanha, sobre o caso da enfermeira que foi a primeira a contrair ebola fora na África, nesta quarta-feira (8). A mulher que contraiu ebola trabalhou cuidando de missionário, repatriado da África Ocidental, que morreu vítima da doença. A ministra afirmou que a enfermeira está em condição estável. Está em curso uma investigação sobre o caso, depois de a comissão europeia ter pedido explicações de como ela poderia ter sido infectada Andrea Comas/ Reuters

Mais
8.out.2014 - Instrutores dão orientações sobre a descontaminação de profissionais de saúde e uso de equipamentos de proteção individual em um Centro para Controle e Prevenção de Doenças em Anniston, Alabama, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (6). A imagem foi divulgada nesta quarta-feira (8). O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na segunda que seu governo está trabalhando em protocolos adicionais para submeter passageiros de avião a triagens a fim de identificar pessoas que possam ter ebola Tami Chappell/ Reuters

Mais
8.out.2014 - Em imagem desta segunda-feira (6), instrutor do CDC (Centro de Controle de Enfermidades, em inglês) dos EUA orienta sobre o protocolo para retirada de sangue para profissionais de saúde, em curso preparatório contra o atual surto de ebola, em Anniston, Alabama. O programa de três dias do CDC ensina como tratar com segurança pacientes com o vírus na África, em países como Libéria e Serra Leoa, onde a epidemia é mais grave Tami Chappell/Reuters

Mais
8.out.2014 - Grupo protesta nesta quarta-feira (8) contra o sacrifício do cachorro Excalibur, cuja dona, a auxiliar de enfermagem infectada com o vírus ebola, está internada em Madri. As autoridades espanholas querem sacrificar o cão para evitar riscos de transmitir o vírus a humanos, mas o marido da enfermeira e grupos de direitos animais protestam contra o procedimento que, segundo eles, poderia ser evitado colocando o cão em quarentena Sergio Barrenechea/Efe

Mais
7.out.2014 - O reverendo Jesse Jackson, pastor e ativista político norte-americano, ampara Nowai korkoyah, a mãe de Thomas Duncan, o liberiano que se trata do ebola em Dallas, nos EUA, durante entrevista coletiva no Hospital Presbiteriano do Texas, onde Duncan está isolado e em estado grave. Ela também recebe apoio do sobrinho Josephus Weeks (à dir.) Joe Raedle/Getty Images/AFP

Mais
7.out.2014 - A médica norueguesa Anne-Cecilie Kaltenborn, membro da organização Médicos Sem Fronteiras, chega de ambulância ao Hospital Universitário Ulleval, em Oslo. Ela contraiu o vírus ebola em Serra Leoa Terje Pedersen/NTB Scanpix/AP

Mais
O espanhol Javier Romero, marido da enfermeira Teresa Romero, que contraiu ebola em Madri ao cuidar de infectados pelo vírus denuncia a ordem de sacrificar seu cachorro para evitar que o ebola se espalhe Arquivo pessoal

Mais
Três meninas de Serra Leoa conseguiram sobreviver ao ebola e esperam para voltar para casa BBC

Mais
7.out.2014 - Profissionais de saúde protestam em frente ao Hospital La Paz Carlos 3º, em Madri, pela renúncia da ministra da Saúde da Espanha, Ana Mato, depois que uma enfermeira do hospital contraiu ebola ao cuidar de infectados na capital espanhola Andrea Comas/Reuters

Mais
7.out.2014 - Profissionais recepcionam avião de norueguesa que contraiu o vírus ebola em Serra Leoa, na África, e a colocam em ambulância no aeroporto de Gardermoen, em Olso, na Noruega, nesta terça-feira (7). A mulhre que contraiu o vírus trabalhava na organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) e foi transferida para a clínica universitária de Olso Stian Lysberg Solum/ EFE

Mais
7.out.2014 - Ambulância transportou uma enfermeira espanhola que contraiu ebola até Alcorcón para ser internada em Madri, nesta terça-feira (7). Ela é a primeira pessoa a contrair o vírus fora da África. "Dois testes foram realizados e deram positivo", disse um porta-voz da Secretaria de Saúde de Madri. A mulher trabalha no hospital La Paz Carlos 3º, onde dois missionários, que foram repatriados da África Ocidental, morreram vítimas da doença. Em coletiva de imprensa, a ministra da Saúde, Ana Mato, afirmou que a enfermeira está em condição estável e esteve envolvida no tratamento de um dos missionários Reuters/ TV Reuters

Mais
7.out.2014 - Diretora Geral da Saúde Pública da Espanha, Maria Mercedes Vinuesa (à dir.) discursa sobre mulher que contraiu ebola em Madri, nesta terça-feira (7), em conferência com a comissão de saúde local no Parlamento. Uma enfermeira espanhola tornou-se a primeira pessoa a contrair ebola fora da África, lançando dúvidas sobre as medidas tomadas na Espanha para controlar a propagação da doença Susana Vera/ Reuters

Mais
6.out.2014 - Pessoas rezam pelas vítimas do ebola em uma igreja de Freetown,na capital de Serra Leoa, nesta segunda-feira (6). Segundo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a epidemia do vírus já infectou mais de 6.200 vítimas no oeste africano, matando quase metade delas Florian Plaucheur/AFP

Mais
6.out.2014 - O quinto norte-americano a contrair ebola na África Ocidental chegou aos Estados Unidos para tratamento nesta segunda-feira (6) em um hospital de Nebraska, nos Estados Unidos. O avião privado que transportou Ashoka Mukpo, um cinegrafista freelance da NBC News que contraiu o vírus na Libéria, desembarcou em Omaha e foi levado para o Centro Médico de Nebraska. A aeronave foi recebida por uma ambulância com trabalhadores em roupas especiais de proteção, de acorco com imagens da NBC Omaha World-Herald/ Ryan Soderlin/ AP

Mais
6.out.2014 - O quinto norte-americano a contrair ebola na África Ocidental chegou aos Estados Unidos para tratamento nesta segunda-feira (6) em um hospital de Nebraska, nos Estados Unidos. O avião privado que transportou Ashoka Mukpo, um cinegrafista freelance da NBC News que contraiu o vírus na Libéria, desembarcou em Omaha e foi levado para o Centro Médico de Nebraska. A aeronave foi recebida por uma ambulância com trabalhadores em roupas especiais de proteção, de acorco com imagens da NBC Mitchell Levy/Handout/ Reuters

Mais
5.out.2014 - Funcionário de saúde pulveriza a porta do apartamento onde um norte-americano diagnosticado com o vírus ebola estava hospedado, em Dallas, Texas, na madrugada deste domingo (5). O estado de saúde do primeiro paciente com ebola diagnosticado nos EUA piorou neste sábado, passando de grave para crítico, enquanto permanece internado em Dallas. Enquanto isso, as autoridades de saúde rastreiam dezenas de possíveis casos nos EUA Jim Young/Reuters

Mais
3.out.2014 - Profissionais de saúde posam para foto no centro de saúde da Organização Mundial de Saúde, na capital da Libéria, Monróvia. O Pentágono deve enviar até quatro mil soldados para o país, onde participarão da luta contra a epidemia de ebola, mil a mais do que o previsto no plano anunciado inicialmente pelo presidente dos EUA, Barack Obama Pascal Guyot/AFP

Mais
3.out.2014 - Uma equipe de saúde utilizando roupas especiais entra no apartamento onde um homem diagnosticado com o vírus ebola estava hospedado em Dallas, Texas (EUA). As autoridades de saúde americanas afirmaram nesta sexta-feira (3) que após conversas com 100 pessoas que podem ter tido contato com o paciente, cerca de 50 estão agora sendo observadas diariamente para os sintomas do vírus mortal Jim Young/Reuters

Mais
3.out.2014 - Uma pessoa é vista dentro do apartamento onde um homem diagnosticado com o vírus ebola estava hospedado em Dallas, Texas (EUA). As autoridades de saúde americanas afirmaram nesta sexta-feira (3) que após conversas com 100 pessoas que podem ter tido contato com o paciente, cerca de 50 estão agora sendo observadas diariamente para os sintomas do vírus mortal Jim Young/Reuters

Mais
3.out.2014 - Profissionais de saúde visitam paciente com ebola no centro de saúde da Organização Mundial de Saúde na capital da Libéria, Monróvia. A epidemia do vírus já se espalhou por por cinco países da África Ocidental desde o início deste ano, infectando mais de 7.000 pessoas e matando cerca de metade das vítimas Pascal Guyot/AFP

Mais
3.out.2014 - Funcionário de um hospital para na entrada do centro de tratamento de ebola da organização Médicos Sem Fronteiras, onde o câmera da NBC Ashoka Mukpo está sendo tratado após ser contaminado pelo vírus Pascal Guyot/AFP

Mais
3.out.2014 - Funcionário da equipe da Cruz Vermelha procura pessoas mortas em Monrovia, capital da Libéria. O vírus paralisou os já fracos serviços de saúde do país e matou 89 trabalhadores de saúde. A Libéria registra mais da metade das mortes por ebola Pascal Guyot/AFP

Mais
3.out.2014 - Médicos do Hospital Universitário de Frankfurt, na Alemanha, usam roupas de proteção individual para receber o médico de Uganda infectado por ebola. O médico, cujo nome não foi revelado, vem de Serra Leoa, um dos países mais afetados pela mais recente epidemia da doença Boris Roessler/DPA/AFP

Mais
3.out.2014 - Ambulância especial dedicada ao transporte de pacientes com doenças altamente infecciosas chega nesta sexta-feira (3) com paciente infectado com ebola no Hospital Universitário de Frankfurt, na Alemanha. O paciente, identificado como não europeu, chegou ao país para tratamento durante a madrugada. É o segundo paciete com ebola a ser tratado no país - o primeiro chegou em agosto e continua sob cuidados em Hamburgo Ralph Orlowski/Reuters

Mais
2.out.2014 - O governo da Libéria disse que vai processar Thomas Eric Duncan, 42, diagnosticado com ebola no Texas, nos Estados Unidos. Segundo o governo, ele mentiu em um formulário (foto) de saúde antes de deixar Monróvia, capital liberiana Kiichiro Sato/AP

Mais
2.out.2014 - Homem empurra com um carrinho de mão uma mulher com ebola em um centro de tratamento em Monrovia, na Libéria. O presidente do país, Ellen Johnson Sirleaf, disse nesta quarta que o surto de ebola que devastou a Libéria estava mostrando sinais de estabilização até o número de mortos subir novamente Pascal Guyot/AFP

Mais
2.out.2014 - Um homem aparece do lado de fora do apartamento em que o paciente infectado pelo vírus ebola estava hospedado, em Dallas, no Texas. De acordo com as autoridades estaduais e locais, todas as pessoas que tiveram contato com o paciente já foram identificadas e estão sendo monitoradas Tom Pennington / Getty Images / AFP

Mais
2.out.2014 ? Imagem mostra fachada de apartamento em que o paciente infectado pelo vírus ebola estava hospedado, em Dallas, no Texas. De acordo com as autoridades estaduais e locais, todas as pessoas que tiveram contato com o paciente já foram identificadas e estão sendo monitoradas Tom Pennington / Getty Images / AFP

Mais
2.out.2014 - Dois dias depois de um homem ser diagnosticado com o vírus ebola no Texas, Gil Mobley, médico de Missouri, caminha para o aeroporto internacional de Atlanta para embarcar em um avião vestido com equipamentos de proteção integral. Ele protesta contra o que chamou de "má gestão da crise pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)" Atlanta Journal-Constitution/John Spink/AP

Mais
2.out.2014 - Dois dias depois de um homem ser diagnosticado com o vírus ebola no Texas, Gil Mobley (centro), médico de Missouri, pede informação no aeroporto internacional de Atlanta para embarcar em um avião vestido com equipamentos de proteção integral. Ele protesta contra o que chamou de "má gestão da crise pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC)" Atlanta Journal-Constitution/John Spink/AP

Mais
2.out.2014 - Alunos são dispensados do colégio Sam Tasby, em Dallas, no Texas. Funcionários confirmaram que um estudante, que teve contato com o paciente infectado pelo vírus ebola, frequenta a escola. De acordo com as autoridades estaduais e locais, as crianças que tiveram contato com o paciente já foram identificadas e estão sendo monitoradas Tom Pennington / Getty Images / AFP

Mais
2.out.2014 - A mãe Yasmeen Scott leva o filho Bishop, 5, e filha Akeelah, 8, na escola Hotchkiss Elementar, em Dallas, no Texas. A instituição é uma das que tem alunos que tiveram contato com o paciente infectado pelo vírus ebola. De acordo com as autoridades estaduais e locais, as crianças que tiveram contato com o paciente já foram identificadas e estão sendo monitoradas Tony Gutierrez/AP

Mais
1.out.2014 - Pacientes com suspeita de ebola aguardam por tratamento no "Hospital Árabe", assim chamado por ter sido construído com dinheiros de países do Golfo Pérsico, na cidade de Makeni. O jornalista Adam Nossiter relatou o drama vivenciado em no hospital de Serra Leoa. "Pouca ajuda chegou a esta cidade. Os mortos, os gravemente enfermos, aqueles que estão vomitando ou com diarreia, são colocados entre pacientes que ainda não foram confirmados como vítimas de ebola - não há nem mesmo um laboratório aqui para realização de exames"; leia mais. Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Mariattu Kanu, 4, suspeita de ter sido infectada pelo ebola, deita no chão coberto de fluidos corporais em local para vítimas da doença em hospital de Makeni. Países e agências de ajuda estão prometendo responder com maior força. Mas a doença está correndo mais rápido que as promessas, varrendo áreas que vinham sendo em grande parte poupadas da investida e que não estavam nem um pouco preparadas para ela Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Pacientes com suspeita de ebola aguardam por tratameno no "Hospital Árabe", assim chamado por ter sido construído com dinheiros de países do Golfo Pérsico, na cidade de Makeni Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Pacientes suspeitos de estar contaminados permanecem no "Hospital Árabe". Alguns pacientes saudáveis tentaram deixar o local Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Mulher e seu bebê, ambos suspeitos de ter contraído o ebola, ocupam pátio de hospital. Bombali, distrito que inclui Makeni, foi de um caso confirmado de ebola no dia 15 de agosto para mais de 190 neste final de semana Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Colchões usados por pacientes com ebola secam ao sol, depois de serem lavados com cloro no Hospital Regional de Makeni, em Serra Leoa. As consequências da epidemia em lugares como Makeni, uma das maiores cidades do país e que não estava preparada para lidar com a doença, são devastadoras Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Suspeito de ter a doença descansa em maca no Hospital Regional de Makeni. Os doentes de ebola estão morrendo sob árvores em centros de isolamento ou em alas fétidas de hospitais, cercados por poças de dejetos infecciosos, sendo cuidados da melhor forma possível por enfermeiros pouco treinados e minimamente protegidos Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Funcionários do Hospital Regional de Makeni se reúnem durante o trabalho. A epidemia e o constante fluxo de corpos para o hospital tem afligido os funcionários do local, muitos deles pouco treinados ou protegidos Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1.out.2014 - Funcionários retiram corpo de paciente morto por conta do ebola no Hospital Regional de Makeni Samuel Aranda/The New York Times

Mais
1º.out.2014 - Auxiliar passa fita adesiva para vedar luva de médico em centro de tratamento para doentes com ebola em Monrovia, capital da Libéria. O vírus, que já matou centenas de pessoas no país, é transmitido por fluídos corporais de pessoas infectadas Pascal Guyot/AP

Mais
1º.out.2014 - Auxiliar escreve nome do médico em roupa de proteção em centro de tratamento para doentes com ebola em Monrovia, capital da Libéria. O vírus, que já matou centenas de pessoas no país, é transmitido por fluídos corporais de pessoas infectadas Pascal Guyot/AP

Mais
1º.out.2014 - Médicos tratam doentes com ebola, em centro de tratamento dos Médicos Sem Fronteiras em Monrovia, capital da Libéria Pascal Guyot/AP

Mais
1º.out.2014 - Enfermeira mede temperatura de paciente em centro de tratamento para ebola dos Médicos Sem Fronteiras em Monrovia, capital da Libéria. O país sofre com o surto da doença, que já infectou mais de 3,4 mil pessoas e matou mais de 1,8 mil, segundo relatório da ONU do último dia 27 de setembro Pascal Guyot/AP

Mais
30.set.2014 - Edward Goodman (à esq.), epidemiologista do Hospital Presbiteriano de Dallas, dá detalhes sobre o isolamento do primeiro paciente diagnosticado com ebola dentro dos Estados Unidos. O nome e a nacionalidade do paciente não foram informados, mas sabe-se que se trata de um homem vindo da Libéria. Ele está na área de isolamento do hospital desde domingo (28) LM Otero/AP

Mais
30.set.2014 - Visão geral do Hospital Presbiteriano de Dallas, onde um paciente diagnosticado com ebola está internado em área de isolamento desde domingo (28). O nome do paciente não foi divulgado, mas sabe-se que é um homem vindo da Libéria Brandon Wade/Reuters

Mais
1º.out.2014 - Homens enterram corpo de vítima de ebola usando roupas e acessórios de proteção durante sepultamento em Freetown, Serra Leoa. O país, a Guiné, Libéria e Nigéria são os países mais afetados pela doença Christopher Black/OMS/ Reuters

Mais
1º.out.2014 - Miamu Saryon, 7, moradora de Monróvia, na Libéria, perdeu a mãe, a avó e dois tios, todos vítimas do ebola. Ela mesma contraiu o vírus, mas se curou. No entanto, não pode ser levada pela tia sobrevivente, já que vizinhos protestaram por medo de uma possível contaminação. De acordo com a Unicef, pelo menos 3.700 crianças de Guiné, Libéria e Serra Leoa perderam um ou ambos os pais vítimas do vírus do ebola Jerome Delay/AP

Mais
1º.out.2014 - Kumba Fayah, 11, moradora de Monróvia, na Libéria, perdeu os pais e a irmã, todos vítimas do ebola. Ela mesma contraiu o vírus, mas se curou. De acordo com a Unicef, pelo menos 3.700 crianças de Guiné, Libéria e Serra Leoa perderam um ou ambos os pais vítimas do vírus do ebola. Um dos principais problemas que os menores enfrentam é o fato de que, frequentemente, seus parentes os rejeitam por medo de que possam ser contaminados pela doença Jerome Delay/AP

Mais
30.set.2014 - Tom Frieden, diretor do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, fala durante uma coletiva de imprensa após a confirmação de que um paciente do Texas está com ebola. Esse é o primeiro caso da doença diagnosticado nos Estados Unidos. Trata-se de um adulto que não foi identificado publicamente e que apresentou sintomas dias depois de voltar ao Texas da Libéria John Bazemore/AP Photo

Mais
30.set.2014 - Homem caminha entre túmulos em um cemitério da cidade de Monróvia,na Libéria. O país foi o mais atingido pelo surto de ebola que já matou mais de 3.000 pessoas na África Oriental. Segundo dados da ONU, 1.830 pessoas morreram e 3.458 pessoas foram infectadas na Libéria Pascal Guyot/AFP Photo

Mais
30.set.2014 - Funcionários de uma empresa de limpeza urbana fazem a coleta de lixo no centro de Monróvia, na Libéria. O país foi o mais atingido pelo surto de ebola, que já matou mais de 3.000 pessoas na África Oriental. Segundo dados da ONU, 1.830 pessoas morreram em decorrência do surto do vírus na Libéria e 3.458 pessoas foram infectadas Pascal Guyot/AFP Photo

Mais
30.set.2014 - Paciente com suspeita de estar infectado com o vírus ebola aguarda atendimento no chão do Island Hospital, em Monróvia, na Libéria. O país foi o mais atingido pelo surto de ebola que já matou mais de 3.000 pessoas na África Oriental. Segundo dados da ONU, 1.830 pessoas morreram e 3.458 pessoas foram infectadas na Libéria Pascal Guyot/AFP Photo

Mais
30.set.2014 - Dois homens lavam as mãos em uma estação de informação e saneamento que trabalha pela conscientização sobre o vírus ebola em Monróvia, na Libéria, nesta terça-feira (30). A Libéria foi um dos países mais afetado pelo epidemia. Cerca de 3,7 mil crianças já perderam pelo menos um dos pais desde o início do surto de ebola na África Ocidental, anunciou o Fundo da ONU para a Infância, Unicef. Em nota, emitida esta terça-feira, a agência informa que várias delas são rejeitadas pelos familiares. A Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri são os países mais afetados pela doença, que já fez mais de 3 mil mortos Pascal Guyot/ AFP

Mais
30.set.2014 - Trabalhador descansa após mover corpo de uma vítima de ebola em um bairro de Logan, na Libéria, nesta terça-feira (30). A Libéria foi um dos países mais afetado pelo epidemia. Cerca de 3,7 mil crianças já perderam pelo menos um dos pais desde o início do surto de ebola na África Ocidental, anunciou o Fundo da ONU para a Infância, Unicef. Em nota, emitida esta terça-feira, a agência informa que várias delas são rejeitadas pelos familiares. A Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri são os países mais afetados pela doença, que já fez mais de 3 mil mortos Ahmed Jallanzo/ EFE

Mais
30.set.2014 - Profissionais de saúde com roupas de proteção ficam ao lado de mulher que chegou para entregar comida aos parentes internados no Hospital island., onde pessoas infectadas com o vírus ebola estão sendo tratadas em Monróvia, na Libéria, nesta terça-feira (30). A Libéria foi um dos países mais afetado pelo epidemia. Cerca de 3,7 mil crianças já perderam pelo menos um dos pais desde o início do surto de ebola na África Ocidental, anunciou o Fundo da ONU para a Infância, Unicef. Em nota, emitida esta terça-feira, a agência informa que várias delas são rejeitadas pelos familiares. A Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri são os países mais afetados pela doença, que já fez mais de 3 mil mortos Pascal Guyot/ AFP

Mais
30.set.2014 - Dois homens lavam as mãos em uma estação de informação e saneamento que trabalha pela conscientização sobre o vírus ebola em Monróvia, na Libéria, nesta terça-feira (30). A Libéria foi um dos países mais afetado pelo epidemia. Cerca de 3,7 mil crianças já perderam pelo menos um dos pais desde o início do surto de ebola na África Ocidental, anunciou o Fundo da ONU para a Infância, Unicef. Em nota, emitida esta terça-feira, a agência informa que várias delas são rejeitadas pelos familiares. A Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri são os países mais afetados pela doença, que já fez mais de 3 mil mortos Pascal Guyot/ AFP

Mais
30.set.2014 - Trabalhador descansa após mover corpo de uma vítima de ebola em um bairro de Logan, na Libéria, nesta terça-feira (30). A Libéria foi um dos países mais afetado pelo epidemia. Cerca de 3,7 mil crianças já perderam pelo menos um dos pais desde o início do surto de ebola na África Ocidental, anunciou o Fundo da ONU para a Infância, Unicef. Em nota, emitida esta terça-feira, a agência informa que várias delas são rejeitadas pelos familiares. A Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri são os países mais afetados pela doença, que já fez mais de 3 mil mortos Ahmed Jallanzo/ EFE

Mais
30.set.2014 - Profissionais de saúde com roupas de proteção ficam ao lado de mulher que chegou para entregar comida aos parentes internados no Hospital island., onde pessoas infectadas com o vírus ebola estão sendo tratadas em Monróvia, na Libéria, nesta terça-feira (30). A Libéria foi um dos países mais afetado pelo epidemia. Cerca de 3,7 mil crianças já perderam pelo menos um dos pais desde o início do surto de ebola na África Ocidental, anunciou o Fundo da ONU para a Infância, Unicef. Em nota, emitida esta terça-feira, a agência informa que várias delas são rejeitadas pelos familiares. A Libéria, a Serra Leoa e a Guiné Conacri são os países mais afetados pela doença, que já fez mais de 3 mil mortos Pascal Guyot/ AFP

Mais
30.set.2014 - Axel Addy, ministro da Indústria e Comércio da Libéria, participa de entrevista coletiva sobre o impacto do ebola em seu país na sede europeia da ONU (Organização das Nações Unidas) em Genebra, Suíça. Durante o evento foi dito que o vírus já deixou mais de 3.700 crianças órfãs Salvatore Di Nolf/EFE

Mais
29.set.2014 - Um membro da equipe médica com roupas de proteção passa por crematório destinado às vítimas do ebola, em Monróvia, na Libéria, nesta segunda-feira (29). Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), a Libéria é o país mais atingido pelo vírus, pois 3.458 pessoas foram infectadas e, entre elas, 1.830 morreram Pascal Guyot/AFP

Mais
29.set.2014 - Profissional de saúde retira material de proteção individual ao deixar crematório de vítimas do vírus ebola em Monróvia, Libéria. O país é um dos afetados pela epidemia de ebola que atinge também Guiné, Serra Leoa e Nigéria e que já matou mais de 3.000 pessoas em 2014 Pascal Guyot/AFP

Mais
29.set.2014 - Membros da Cruz Vermelha carregam corpo de vítima do vírus ebola ao retirá-lo de sua casa em Monróvia, na Libéria Pascal Guyot/AFP

Mais
29.set.2014 - Oficiais de saúde da Nigéria verificam a temperatura corporal de um marinheiro ucraniano para verificar se há sinais do vírus ebola no porto Apapa, em Lagos, nesta segunda-feira (29) Pius Utomi/AFP

Mais
28.set.2014 - Médico americano exposto ao vírus ebola, enquanto trabalhava como voluntário em Serra Leoa, caminha pela pista após desembarcar de um jato Gulfstream no Aeroporto Municipal Frederick, em Maryland. O médico, que não dá sinais de estar infectado, será transportado para o Instituto Nacional de Saúde (NIH, na sigla em inglês) em Bethesda, Maryland Timothy Jacobsen/AP

Mais
29.set.2014 - Profissionais de saúde medem a temperatura do corpo de ucraniana dentro de navio de carga aportado em Lagos, Nigéria. Autoridades de saúde do país começaram a fazer triagem de passageiros de navios de carga que transitam pelos portos nacionais para prevenir a transmissão transfronteiriça do vírus ebola através de portos marítimos e de carga Pius Utomi Ekpei/AFP

Mais
29.set.2014 - Bill Gates, fundador da Microsoft e do Instituto Bill e Melinda Gates, fala durante o evento "Lições de Líderes", que discute estratégias para conter a disseminação do vírus ebola, em Washington, nos Estados Unidos. A fundação de Gates prometeu US$ 50 milhões (R$ 122,60 milhões na cotação dessa segunda-feira) para conter a epidemia que assola países da África ocidental Jim Watson/AFP

Mais
26.set.2014 - Equipe de médicos de laboratório chinês fazem testes com mostras do vírus Ebola em hospital de Freetown, em Serra Leoa. Pela primeira vez, os especialistas chineses conseguiram manipular com êxito o RNA do vírus pela primeira vez em testes realizados no hospital da Amizade Chino-Leonesa Xinhua

Mais
26.set.2014 - O médico americano Rick Sacra, que contraiu ebola na Libéria e foi levado aos Estados Unidos para ser tratado, recebeu alta no Centro Médico de Omaha, no Nebraska, onde esteve internado por mais de três semanas. Sacra foi tratado com o remédio experimental TCM-Ebola e também recebeu uma transfusão de sangue de Kent Brantly, outro médico americano infectado com ebola que foi tratado nos Estados Unidos e que se recuperou da doença. "Os CDC (Centros De Controle e Prevenção de Doenças) me declararam livre do vírus. Graças a Deus!", exclamou Sacra visivelmente emocionado durante a entrevista coletiva, na qual esteve rodeado por sua família e a equipe médica que o tratou Nati Harnik/AP

Mais
25.set.2014 - Operários trabalham em obras de centro de isolamento e tratamento de pessoas infectadas pelo Ebola em frente a um prédio do governo inacabado e abandonado em Monróvia, na Libéria, nesta quinta-feira (25). O centro, que deve ser inaugurado dentro de duas semanas, vai disponibilizar mais 200 leitos para tratamento da doença no país. O surto de Ebola tem sobrecarregado os fracos sistemas de saúde dos países mais afetados, como Guiné, Serra Leoa e a Libéria Jerome Delay/AP

Mais
25.set.2014 - Ator que representa o papel do vírus ebola pinta o rosto para uma performance em uma escola em Abidjan, capital da Costa do Marfim, durante uma campanha contra a epidemia Luc Gnago/ Reuters

Mais
25.set.2014 - Ator que interpreta papel de uma vacina contra o vírus ebola marca uma lona com as mãos sujas de tinta durante uma performance em uma escola em Abidjan, capital da Costa do Marfim, que faz parte de uma campanha contra a epidemia Luc Gnago/ Reuters

Mais
25.set.2014 - Professora de uma escola em Abidjan, capital da Costa do Marfim, exibe as mãos sujas de tinta antes de marcar uma lona em uma campanha contra a epidemia Luc Gnago/ Reuters

Mais
25.set.2014 - Atores desfilam durante uma performance em uma escola em Abidjan, capital da Costa do Marfim, que faz parte de uma campanha contra o vírus ebola Luc Gnago/ Reuters

Mais
25.set.2014 - Um avião da força aérea alemã é abastecido com material médico nesta quinta-feira (25) no aeroporto militar de Cologne Bonn, no oeste do país. A carga será levada para África Ocidental para ajudar na luta contra a epidemia do ebola. O avião pousará na capital senegalesa de Dakar Henning Kaiser/ AFP/ DPA

Mais
25.set.2014 - Um avião da força aérea alemã é abastecido com material médico nesta quinta-feira (25) no aeroporto militar de Cologne Bonn, no oeste do país. A carga será levada para África Ocidental para ajudar na luta contra a epidemia do ebola. O avião pousará na capital senegalesa de Dakar Henning Kaiser/ AFP/ DPA

Mais
25.set.2014 - Um avião da força aérea alemã é abastecido com material médico nesta quinta-feira (25) no aeroporto militar de Cologne Bonn, no oeste do país. A carga será levada para África Ocidental para ajudar na luta contra a epidemia do ebola. O avião pousará na capital senegalesa de Dakar Henning Kaiser/ EFE

Mais
25.set.2014 - Um avião da força aérea alemã é abastecido com material médico nesta quinta-feira (25) no aeroporto militar de Cologne Bonn, no oeste do país. A carga será levada para África Ocidental para ajudar na luta contra a epidemia do ebola. O avião pousará na capital senegalesa de Dakar Henning Kaiser/ AFP/ DPA

Mais
24.set.2014 - Militares italianos empurram maca adequada para cuidar de vítima do vírus ebola durante um curso para o gerenciamento e transporte de pacientes altamente contagiosos, no aeroporto militar de Pratica di Mare, em Roma (Itália), nesta quarta-feira. O Ministério da Saúde italiano estabeleceu uma série de cursos para capacitar e atualizar os profissionais de saúde e agentes de segurança, principalmente em relação a eventuais casos de pacientes infectados dentro dos aeroportos Filippo Monteforte/AFP Photo

Mais
24.set.2014 - Militares italianos participam de um curso para o gerenciamento e transporte de pacientes infectados pelo vírus ebola, no aeroporto militar de Pratica di Mare, em Roma (Itália), nesta quarta-feira. O Ministério da Saúde italiano estabeleceu uma série de cursos para capacitar e atualizar os profissionais de saúde e agentes de segurança, principalmente em relação a eventuais casos de pacientes infectados dentro dos aeroportos Filippo Monteforte/AFP Photo

Mais
24.set.2014 ? Mulher participa de simulação em curso de treinamento para militares italianos em caso de pacientes infectados pelo vírus ebola, no aeroporto militar de Pratica di Mare, em Roma (Itália), nesta quarta-feira. O Ministério da Saúde italiano estabeleceu uma série de cursos para capacitar e atualizar os profissionais de saúde e agentes de segurança, principalmente em relação a eventuais casos de pacientes infectados dentro dos aeroportos Filippo Monteforte/AFP Photo

Mais
24.set.2014 - Homem suspeito de estar infectado pelo vírus ebola aguarda a chegada de uma ambulância em Freetown, capital da Serra Leoa, nesta quarta-feira. Especialistas globais emitiram novos e alarmantes alertas a respeito da escala do surto de ebola no oeste da África, e o governo dos Estados Unidos estimou que entre 550 mil e 1,4 milhão de pessoas podem ser infectadas na região até janeiro Michael Duff/AP Photo

Mais
23.set.2014 - Liberiana infectada pelo vírus ebola deita em uma estrada em frente ao "Ilha Clinic", um novo centro de tratamento de ebola em Monróvia, a espera de atendimento nesta terça-feira. O número de infectados pelo ebola no país e em Serra Leoa pode disparar para 1,4 milhão até janeiro de 2015, de acordo com o pior cenário divulgado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), do governo americano Zoom Dosso/ AFP

Mais
23.set.2014 - Artista liberiano pinta orientações para o combate ao vírus ebola na cidade de Monrovia, na Libéria, nesta terça-feira. O número de infectados pelo ebola no país e em Serra Leoa pode disparar para 1,4 milhão até janeiro de 2015, de acordo com o pior cenário divulgado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), do governo americano Abbas Dulleh/ AP

Mais
23.set.2014 - Enfermeiros e médicos caminham pelo centro de ebola de Harare, em Zimbábue, nesta terça-feira (23). Zimbábue, que não relatou nenhum caso do vírus mortal que está se espalhado pela África, está em alerta máximo e criou os centros de ebola para rastrear e detectar pessoas com suspeita da doença Tsvangirayi Mukwazhi/ AP

Mais
23.set.2014 - Uma enfermeira pulveriza o uniforme de um colega de trabalho durante um tour em um dos centros de ebola em Harare, Zimbábue, nesta terça-feira (23). O Zimbábue, que não relatou nenhum caso do vírus mortal que está se espalhado pela África, está em alerta máximo e criou os centros de ebola para rastrear e detectar pessoas com suspeita da doença Tsvangirayi Mukwazhi/ AP

Mais
23.set.2014 - Uma enfermeira se veste com roupas de proteção durante um tour em um dos centros de ebola em Harare, Zimbábue, nesta terça-feira (23). O Zimbábue, que não relatou nenhum caso do vírus mortal que está se espalhado pela África, está em alerta máximo e criou os centros de ebola para rastrear e detectar pessoas com suspeita da doença Tsvangirayi Mukwazhi/ AP

Mais
23.set.2014 - Uma enfermeira se veste com roupas de proteção durante um tour em um dos centros de ebola em Harare, Zimbábue, nesta terça-feira (23). O Zimbábue, que não relatou nenhum caso do vírus mortal que está se espalhado pela África, está em alerta máximo e criou os centros de ebola para rastrear e detectar pessoas com suspeita da doença Tsvangirayi Mukwazhi/ AP

Mais
22.set.2014 - Funcionário de uma escola mede a temperatura de um aluno com um termômetro infravermelho digital na retomada das aulas nas escolas privadas em Lagos, no sudoeste da Nigéria, nesta segunda-feira Akintunde Akinleye/ Reuters

Mais
22.set.2014 - Mais centros de tratamento e fim do isolamento de países afetados podem ajudar a conter crise EPA

Mais
22.set.2014 - O missionário católico espanhol infectado pelo vírus ebola, o padre Manuel García Viejo, é transportado de Serra Leoa para o hospital Carlos 3º em Madri, na Espanha. García Viejo, membro da Ordem Hospitalar de São João de Deus, instalado na África há 30 anos, solicitou a viagem para a Espanha, segundo o ministério da Saúde Reuters

Mais
22.set.2014 - Trabalhadores de saúde carregam o padre católico espanhol Manuel Garcia Viejo, contaminado por ebola, em ambulância ao desembarcar na base aérea de Torrejon, em Madri, após deixar Serra Leoa para tratamento na Espanha, nesta segunda-feira (22). Garcia Viejo é o segundo sacerdote espanhol a ser diagnosticado com ebola durante trabalhos na África. Miguel Pajares morreu dias após ser trazido de volta à Espanha, no último mês, saindo da Libéria Divulgação/Ministério da Defesa Espanhol/Reuters

Mais
21.set.2014 - Na tentativa de acabar com a transmissão do vírus ebola, centro de tratamento é construído em Monrovia, na Libéria. Segundo os últimos dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), a doença já matou 2.461 pessoas e afetou quase 5.000 na África James Giahyue/Reuters

Mais
19.set.2014 - A ONU anunciou a criação de uma missão de emergência para combater o ebola, que terá como função a coordenação dos esforços internacionais na luta contra o surto da doença na África. O anúncio foi feito pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, durante uma reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A operação será chamada de Missão das Nações Unidas para a Resposta de Emergência ao Ebola (UNMEER, na sigla em inglês) e terá cinco prioridades: conter o surto, assistir os infectados, garantir a prestação de serviços básicos, preservar a estabilidade sanitária e prevenir novos casos da doença Niu Xiaolei/Xinhua

Mais
19.set.2014 - Mercado local fica quase deserto após início do confinamento nacional, que durará três dias, em Freetown, em Serra Leoa. Profissionais da saúde estão visitando as casas dos moradores por todo o país em busca de casos de ebola que estejam senado escondidos, em um esforço sem precedentes para combater a doença Michael Duff/AP

Mais
19.set.2014 - Policiais fazem bloqueio em rua após início do confinamento nacional, que durará três dias, em Freetown, em Serra Leoa. Profissionais da saúde estão visitando as casas dos moradores por todo o país em busca de casos de ebola que estejam senado escondidos, em um esforço sem precedentes para combater a doença Michael Duff/AP

Mais
19.set.2014 - Rua fica vazia no início de um confinamento nacional de três dias em Freetown, em Serra Leoa. O país decretou que toda a população fique em casa em um esforço para conter a disseminação do vírus ebola Umaru Fofana/Reuters

Mais
19.set.2014 - Entrada de hospital militar no leste de Paris, na França. Uma enfermeira voluntária francesa, que trabalha para a organização Médicos Sem Fronteiras (MSF), contraiu ebola na Libéria e receberá um tratamento experimental para o vírus na França. Ela foi repatriada nas primeiras horas desta sexta-feira e foi imediatamente admitida no hospital militar nos arredores de Paris Charles Platiau/Reuters

Mais
18.set.2014 - Uma mulher passa sob uma placa de alerta sobre o vírus ebola em Freetown, em Serra Leoa, nesta quinta-feira. Casos de Ebola na Libéria, Serra Leoa e Guiné continuam aumentando, conforme divulgado hoje pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que atualizou para 2.622 o novo número de mortos Tanya Brinda/ Efe

Mais
18.set.2014 - Familiares choram pela morte de um homem vítima do vírus ebola no hospital John F. Kennedy, em Monróvia, capital da Libéria, nesta quinta-feira. Casos de Ebola em Serra Leoa, Guiné e na Libéria continuam aumentando, conforme divulgado hoje pela OMS (Organização Mundial da Saúde), que atualizou para 2.622 o novo número de mortos hmed Jallanzo/ Efe

Mais
17.set.2014 - A voluntária Ruth Atkins é vacinada contra o vírus ebola, nesta quarta-feira (17), em Oxford, no sul da Inglaterra. A vacina, desenvolvida pela farmacêutica GlaxoSmithKline e o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, começou a ser testada em voluntários e é produzida com apoio dos fundos do Conselho de Pesquisa Médica do Reino Unido e do Ministério de Cooperação Internacional britânico Steve Parsons/Pool/ Reuters

Mais
17.set.2014 - Agente de saúde carrega bacia de água para conscientizar as crianças de que é preciso lavar as mãos para prevenir a propagação do ebola, nesta quarta-feira (17), em Conacri, na Guiné. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), o número de casos da doença na África Ocidental pode dobrar a cada três semanas e acabar custando quase US$ 1 bilhão para conter a crise Timothy La Rose/Reuters/Unicef

Mais
17.set.2014 O diretor do Instituto Jenner, Adrian Hill, segura um frasco da vacina contra o vírus ebola que começou a ser testada em voluntários nesta quarta-feira (17), em Oxford, no sul da Inglaterra. A vacina é desenvolvida pela farmacêutica GlaxoSmithKline e o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, com fundos do Conselho de Pesquisa Médica do Reino Unido e do Ministério de Cooperação Internacional britânico Steve Parsons/Pool/ Reuters

Mais
16.set.2014 - O Ministério da Saúde realizou, nesta terça-feira (16), no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, uma simulação de atendimento para casos de passageiros com suspeita de ebola em voos internacionais Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - 16.set.2014 - O objetivo da simulação é testar o planejamento feito pelos técnicos caso algum paciente com o vírus ebola precise de atendimento ao chegar ao Brasil Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, afirma que as simulações fazem parte de um processo de preparação de quem trabalha dentro das aeronaves. "Na prática, são exercícios de simulação, que objetivam, fundamentalmente, à efetivação do planejamento. Todos os aeroportos internacionais do país têm planos de contingência. O que estamos fazendo é atualizá-los", salienta Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O secretário Jarbas Barbosa ressalta que a possibilidade de transmissão do vírus ebola em viagens internacionais é muito baixa. "Mesmo não tendo cura, comprovadamente o ebola é transmitido por sangue, vômito, suor, entre outros fluídos do corpo, mas nunca pelo ar", assegura Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O secretário Jarbas Barbosa, da Saúde, garante que após a chegada de qualquer voo internacional, todos os passageiros serão entrevistados para saber os tipos de contato que tiveram com o passageiro suspeito de infecção por ebola. O passageiro infectado seguirá para o Hospital Emílio Ribas, considerado referência em São Paulo. O primeiro exercício desse tipo ocorreu no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. A próxima simulação deverá ser em um porto Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - 16.set.2014 - Na simulação realizada pelo Ministério da Saúde no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, técnicos fizeram o atendimento para o caso de um passageiro com suspeita de ebola chegar em voos internacionais. O objetivo da simulação é testar o planejamento caso algum paciente possivelmente infectado com o vírus precise de atendimento em sua chegada ao Brasil Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O Ministério da Saúde realizou, nesta terça-feira (16), no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, uma simulação de atendimento para casos de passageiros com suspeita de ebola em voos internacionais. O objetivo é testar o planejado pelos técnicos caso algum paciente com o vírus ebola precise de atendimento Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O Ministério da Saúde realizou, nesta terça-feira (16), no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, uma simulação de atendimento para casos de passageiros com suspeita de ebola em voos internacionais. O objetivo é testar o planejado pelos técnicos caso algum paciente com o vírus ebola precise de atendimento Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O Ministério da Saúde realizou, nesta terça-feira (16), no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, uma simulação de atendimento para casos de passageiros com suspeita de ebola em voos internacionais. O objetivo é testar o planejado pelos técnicos caso algum paciente com o vírus ebola precise de atendimento Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O Ministério da Saúde realizou no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, uma simulação de atendimento para casos de passageiros com suspeita de ebola em voos internacionais. O objetivo é testar o planejamento feito por técnicos caso algum paciente com o vírus ebola precise de atendimento Paulo Alexandrowitsch/Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo

Mais
16.set.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que a difusão do vírus ebola está "fora de controle" e que se trata de uma "ameaça global que requer uma resposta", durante visita à sede do Centro de Controle e Prevenção de Doenças, em Atlanta Pablo Martinez Monsivais/AP

Mais
16.set.2014 - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anuncia envio de três mil militares para a África Ocidental para auxiliar no combate à epidemia de ebola, em evento no CDC (Centro de Controle de Doenças), em Atlanta Pablo Martinez Monsivais/AP

Mais
16.set.2014 - Profissionais da saúde transportam o corpo de uma pessoa, suspeita de ter contraído o vírus ebola, na parte traseira de um veículo em Monrovia, na Libéria. O número de casos da doença na África Ocidental pode dobrar a cada três semanas e acabar custando quase US $ 1 bilhão para conter a crise, segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) Abbas Dulleh/AP

Mais
16.set.2014 - O diretor-geral adjunto da OMS (Organização Mundial da Saúde), Bruce Aylward, segura um um relatório sobre o vírus ebola, durante uma conferência mundial onde se comprometeu a combater o surto da doença na África Ocidental, na sede da ONU em Genebra Fabrice Coffrini/AFP

Mais