Busca BOL

Sábado, 18 de novembro de 2017

BOL Notícias

Temporais deixam 14 mortos na Argentina, cinco em Buenos Aires

DE SÃO PAULO

Pelo menos 14 pessoas morreram desde a madrugada desta quinta-feira na Argentina em decorrência de um temporal que atingiu a região leste do país, de acordo com as autoridades locais. Diversas regiões da cidade de Buenos Aires, da província homônima e de Santa Fé, as duas de maior população do país, foram atingidas.

Na capital argentina, a vice-chefe de governo María Eugenia Vidal informou que quatro pessoas morreram. Três perderam a vida quando um teto de uma casa caiu na favela Villa 21, no bairro de Barracas, na zona sul portenha. Outra pessoa foi morta esmagada por uma marquise em Flores.

Na província de Buenos Aires, a zona mais atingida pelo temporal, foram confirmadas nove mortes, em desabamentos e eletrocutados com a rede elétrica.

As vítimas fatais foram registradas em Moreno (quatro), Avellaneda (uma), Quilmes (uma), Isidro Casanova (uma) e Florencio Varela (uma) e na capital da província, La Plata (uma). As localidades, que formam a região metropolitana de Buenos Aires, são as mais atingidas pela tempestade.

Na cidade de Santa Fé, capital da província homônima, um jovem de 19 anos foi morto após pisar em um cabo da rede elétrica que foi cortado durante a tormenta.

ANORMAL

O ministro de Ambiente e Espaços Públicos da cidade de Buenos Aires (equivalente a secretário no Brasil), Diego Santilli, afirmou que a intensidade da chuva não foi normal e que os ventos "foram similares aos de um tornado".

"O clima bateu muito forte sobretudo na zona oeste, onde o temporal quebrou paredes. Me informaram que clubes (de futebol) como Barracas Central, San Lorenzo e Chicago estão destruídos".

O coordenador do Conselho Provincial de Emergências de Buenos Aires, Luciano Timerman, afirmou que o temporal "foi um pampeiro, um vento forte com rajadas entre 100 e 120 quilômetros por hora".

Os ventos registrados nesta madrugada foram acompanhados de chuva de granizo e fortes chuvas, provocando quedas de árvores, postes, outdoors e tetos de postos de gasolina. A destruição provocou fechamento de ruas e cortes de energia elétrica em toda área metropolitana de Buenos Aires.

Publicidade

Emprego Certo

Procurar por emprego